Viatura do Desipe bate e pega fogo na BR-101

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O veículo ficou completamente destruído pelo fogo
O veículo ficou completamente destruído pelo fogo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/10/2018 às 06:54:00

 

Uma viatura do De
partamento Estadu
al do Sistema Penitenciário (Desipe) saiu destruída de um acidente ocorrido na BR-101, entre as cidades de Capela e Santana do São Francisco (Baixo São Francisco). O veículo, pertencente ao Grupo de Escolta Penitenciária (GEP), levava dois internos do Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan) para participarem de uma audiência judicial na Comarca de Santana. O condutor da viatura perdeu o controle e bateu em um carro de passeio, depois de ter a visão prejudicada pela fumaça de um incêndio que acontecia num canavial às margens da rodovia.
Além dos dois presos, dois militares ligados ao GEP e responsáveis pela escolta estavam no carro. Todos conseguiram sair do veículo e tiveram ferimentos leves. Após a saída, houve incêndio na viatura e o fogo se alastrou de forma rápida, até destruí-la totalmente. O Corpo de Bombeiros chegou a ser chamado, mas não conseguiu chegar a tempo de evitar o prejuízo. A transferência dos detentos foi realizada por outras equipes enviadas ao local do acidente pelo Desipe. 
"Logo que tomou conhecimento do ocorrido, o coronel Reinaldo Chaves, assessor adjunto do órgão, determinou que a chefia do setor fosse até o local e prestasse toda a assistência necessária, bem como a comandante do GEP, tenente Kátia, para verificar a situação dos dois militares e dois internos. Eles foram atendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Corpo de Bombeiros", informou a Secretaria Estadual da Justiça (Sejuc), em nota oficial.

Uma viatura do De partamento Estadu al do Sistema Penitenciário (Desipe) saiu destruída de um acidente ocorrido na BR-101, entre as cidades de Capela e Santana do São Francisco (Baixo São Francisco). O veículo, pertencente ao Grupo de Escolta Penitenciária (GEP), levava dois internos do Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan) para participarem de uma audiência judicial na Comarca de Santana. O condutor da viatura perdeu o controle e bateu em um carro de passeio, depois de ter a visão prejudicada pela fumaça de um incêndio que acontecia num canavial às margens da rodovia.
Além dos dois presos, dois militares ligados ao GEP e responsáveis pela escolta estavam no carro. Todos conseguiram sair do veículo e tiveram ferimentos leves. Após a saída, houve incêndio na viatura e o fogo se alastrou de forma rápida, até destruí-la totalmente. O Corpo de Bombeiros chegou a ser chamado, mas não conseguiu chegar a tempo de evitar o prejuízo. A transferência dos detentos foi realizada por outras equipes enviadas ao local do acidente pelo Desipe. 
"Logo que tomou conhecimento do ocorrido, o coronel Reinaldo Chaves, assessor adjunto do órgão, determinou que a chefia do setor fosse até o local e prestasse toda a assistência necessária, bem como a comandante do GEP, tenente Kátia, para verificar a situação dos dois militares e dois internos. Eles foram atendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Corpo de Bombeiros", informou a Secretaria Estadual da Justiça (Sejuc), em nota oficial.