Homem é preso em flagrante por assediar passageira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 09/10/2018 às 06:47:00

 

Um homem de 49 anos foi preso em flagrante por guardas municipais na manhã de ontem, acusado de assediar sexualmente uma passageira de 47 anos, dentro de um ônibus da linha 005 (Maracaju/DIA). O caso aconteceu nas proximidades do Terminal de Integração do Mercado, no Centro. O assédio foi denunciado pela própria vítima, que alertou ao cobrador e ao motorista que o suspeito estava passando a mão em suas pernas e em sua barriga. Ela e o cobrador pediram que as portas do coletivo fossem fechadas, até a chegada da polícia. 
Uma equipe da Guarda Municipal foi acionada e fez a prisão em flagrante do suspeito, além de registrar a queixa da passageira. Outras testemunhas confirmaram a ação do acusado. Os envolvidos foram encaminhados para 3º Delegacia Metropolitana (3ª DM), no Santos Dumont (zona norte). O autor do assédio foi autuado com base na nova lei federal que criminaliza os atos de importunação sexual e divulgação de cenas de estupro, nudez, sexo e pornografia. A pena para as duas condutas criminosas varia de um a cinco anos de prisão. 
A importunação sexual foi definida em termos legais como a prática de ato libidinoso contra alguém sem a sua anuência "com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro". Um caso semelhante aconteceu no dia 19 de setembro, após a sanção da lei, quando outro homem foi preso pelo mesmo crime no ônibus da linha Santos Dumont/Mercado. Segundo a polícia, a vítima chegou a reclamar com ele, e outros passageiros se indignaram com a situação, chegando a agredir o acusado.

Um homem de 49 anos foi preso em flagrante por guardas municipais na manhã de ontem, acusado de assediar sexualmente uma passageira de 47 anos, dentro de um ônibus da linha 005 (Maracaju/DIA). O caso aconteceu nas proximidades do Terminal de Integração do Mercado, no Centro. O assédio foi denunciado pela própria vítima, que alertou ao cobrador e ao motorista que o suspeito estava passando a mão em suas pernas e em sua barriga. Ela e o cobrador pediram que as portas do coletivo fossem fechadas, até a chegada da polícia. 
Uma equipe da Guarda Municipal foi acionada e fez a prisão em flagrante do suspeito, além de registrar a queixa da passageira. Outras testemunhas confirmaram a ação do acusado. Os envolvidos foram encaminhados para 3º Delegacia Metropolitana (3ª DM), no Santos Dumont (zona norte). O autor do assédio foi autuado com base na nova lei federal que criminaliza os atos de importunação sexual e divulgação de cenas de estupro, nudez, sexo e pornografia. A pena para as duas condutas criminosas varia de um a cinco anos de prisão. 
A importunação sexual foi definida em termos legais como a prática de ato libidinoso contra alguém sem a sua anuência "com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro". Um caso semelhante aconteceu no dia 19 de setembro, após a sanção da lei, quando outro homem foi preso pelo mesmo crime no ônibus da linha Santos Dumont/Mercado. Segundo a polícia, a vítima chegou a reclamar com ele, e outros passageiros se indignaram com a situação, chegando a agredir o acusado.