Porteiro é morto a tiros em condomínio na zona norte

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 10/10/2018 às 09:39:00

 

Um porteiro de 26 anos foi assassinado a tiros no começo da tarde de ontem, em plena portaria do condomínio Jaime Norberto, avenida Euclides Figueiredo, bairro Japãozinho (zona norte de Aracaju). Segundo as primeiras informações da polícia, ele era morador do local e trabalhava no próprio condomínio, quando foi atacado por um homem armado e morreu depois de levar um tiro nas costas. Ao ser baleado, ele almoçava do lado de fora e chegou a correr para guarita, na tentativa de pedir ajuda, mas não conseguiu resistir aos ferimentos. 
Testemunhas disseram que o atirador disparou pelo menos três vezes e fugiu em seguida. A suspeita principal é de que ele teria discutido com o porteiro na noite anterior e voltado ao trabalho dele para cometer o crime. Policiais civis e militares tiveram acesso a imagens do circuito interno de TV do condomínio e identificaram o assassino, que não foi localizado até o fechamento desta edição. O crime é investigado pelo Departamento de Homicídios (DHPP).
Mosqueiro - A polícia também investiga a morte de Danilo Brito Mota, 23 anos, que foi executado com mais de 10 tiros nesta segunda-feira em um bar na Rodovia dos Náufragos (zona de expansão de Aracaju). Segundo informações de testemunhas, ele estava com outras pessoas no bar, quando dois homens chegaram em uma motocicleta e efetuaram vários disparos. O jovem morreu no local. 
Danilo era natural de Itabaiana (Agreste) e primo da deputada estadual Maria Mendonça, que, abalada, não foi à sessão de ontem na Assembleia Legislativa e permaneceu dando assistência à família. O delegado Kássio Viana, do DHPP, já começou a apurar o caso. Uma das suspeitas da polícia é de que o crime teria ligação com a atividade desenvolvida por Danilo, que era supervisor de uma empresa de apostas online.

Um porteiro de 26 anos foi assassinado a tiros no começo da tarde de ontem, em plena portaria do condomínio Jaime Norberto, avenida Euclides Figueiredo, bairro Japãozinho (zona norte de Aracaju). Segundo as primeiras informações da polícia, ele era morador do local e trabalhava no próprio condomínio, quando foi atacado por um homem armado e morreu depois de levar um tiro nas costas. Ao ser baleado, ele almoçava do lado de fora e chegou a correr para guarita, na tentativa de pedir ajuda, mas não conseguiu resistir aos ferimentos. 
Testemunhas disseram que o atirador disparou pelo menos três vezes e fugiu em seguida. A suspeita principal é de que ele teria discutido com o porteiro na noite anterior e voltado ao trabalho dele para cometer o crime. Policiais civis e militares tiveram acesso a imagens do circuito interno de TV do condomínio e identificaram o assassino, que não foi localizado até o fechamento desta edição. O crime é investigado pelo Departamento de Homicídios (DHPP).
Mosqueiro - A polícia também investiga a morte de Danilo Brito Mota, 23 anos, que foi executado com mais de 10 tiros nesta segunda-feira em um bar na Rodovia dos Náufragos (zona de expansão de Aracaju). Segundo informações de testemunhas, ele estava com outras pessoas no bar, quando dois homens chegaram em uma motocicleta e efetuaram vários disparos. O jovem morreu no local. 
Danilo era natural de Itabaiana (Agreste) e primo da deputada estadual Maria Mendonça, que, abalada, não foi à sessão de ontem na Assembleia Legislativa e permaneceu dando assistência à família. O delegado Kássio Viana, do DHPP, já começou a apurar o caso. Uma das suspeitas da polícia é de que o crime teria ligação com a atividade desenvolvida por Danilo, que era supervisor de uma empresa de apostas online.