Escritora sergipana lança livro de contos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 19/10/2018 às 06:35:00

 

Nesta sexta-feira, a partir das 18h, a contista sergipana Taylane Cruz lança, na livraria Escariz da Jorge Amado, o seu segundo livro de contos intitulado 'A pele das coisas' (Editora Multifoco, Rio de Janeiro).
Com apresentação do escritor Antônio Torres, membro da Academia Brasileira de Letras e autor de alguns dos maiores clássicos contemporâneos da literatura brasileira, 'A pele das coisas' reúne trinta e uma histórias que circulam dentro do universo das pequenas dores e alegrias, dos encontros e desencontros, e da beleza das iluminações cotidianas. As personagens habitam o caos dos afetos humanos, mas parecem cobertas por uma sutil pele, frágil camada em que, quase sempre, apenas as crianças conseguem tocar.
Em trecho da apresentação, Antônio Torres diz: "Neste A pele das coisas, Taylane Cruz confirma as qualidades do seu primeiro livro, Aula de dança e outros contos, publicado em 2015, um feixe de situações do cotidiano captadas pelo olhar percuciente de uma narradora para a qual tudo o que é humano lhe gruda até a alma. Tudo é narrado de maneira simples, leve, ágil, sensível, cheia de nuances, simulacros e subjetividades, e, por vezes, com uns toques de lirismo que dão aos seus contos uma melodia de poemas em prosa".
A autora, à época de seu primeiro livro, foi recebida com entusiasmo pelo contista sergipano Antônio Carlos Viana, um dos maiores nomes da literatura sergipana, que destacou a delicadeza da escrita de Taylane no trabalho com os sentimentos humanos e a habilidade da autora no gênero conto.
A noite de autógrafos será aberta ao público.

Nesta sexta-feira, a partir das 18h, a contista sergipana Taylane Cruz lança, na livraria Escariz da Jorge Amado, o seu segundo livro de contos intitulado 'A pele das coisas' (Editora Multifoco, Rio de Janeiro).
Com apresentação do escritor Antônio Torres, membro da Academia Brasileira de Letras e autor de alguns dos maiores clássicos contemporâneos da literatura brasileira, 'A pele das coisas' reúne trinta e uma histórias que circulam dentro do universo das pequenas dores e alegrias, dos encontros e desencontros, e da beleza das iluminações cotidianas. As personagens habitam o caos dos afetos humanos, mas parecem cobertas por uma sutil pele, frágil camada em que, quase sempre, apenas as crianças conseguem tocar.
Em trecho da apresentação, Antônio Torres diz: "Neste A pele das coisas, Taylane Cruz confirma as qualidades do seu primeiro livro, Aula de dança e outros contos, publicado em 2015, um feixe de situações do cotidiano captadas pelo olhar percuciente de uma narradora para a qual tudo o que é humano lhe gruda até a alma. Tudo é narrado de maneira simples, leve, ágil, sensível, cheia de nuances, simulacros e subjetividades, e, por vezes, com uns toques de lirismo que dão aos seus contos uma melodia de poemas em prosa".
A autora, à época de seu primeiro livro, foi recebida com entusiasmo pelo contista sergipano Antônio Carlos Viana, um dos maiores nomes da literatura sergipana, que destacou a delicadeza da escrita de Taylane no trabalho com os sentimentos humanos e a habilidade da autora no gênero conto.
A noite de autógrafos será aberta ao público.