Folclore sergipano em Brasília

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A luta do negro escravo pela liberdade e a participação do índio catequizado na caça aos fugitivos
A luta do negro escravo pela liberdade e a participação do índio catequizado na caça aos fugitivos

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/11/2012 às 22:15:00

A Câmara dos Deputados festeja o "Mês da Consciência Negra" com vários eventos. O primeiro será a exposição fotográfica "Lambe-Sujos e Caboclinhos", do fotógrafo sergipano Márcio Garcez. A mostra ficará exposta de 06 a 29 de novembro na Galeria do 10º andar do anexo IV da Câmara dos Deputados. No dia 20, também haverá o lançamento de um catálogo com imagens do fotógrafo.  

A exposição tem como tema uma das maiores apresentações teatrais ao ar livre do país, Lambe-Sujos x Caboclinhos. O 'combate' acontece no município sergipano, Laranjeiras, situado a pouco mais de 20 km da capital do Estado.

Laranjeiras é desde 1996, Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. As fotografias foram feitas com a intenção de perpetuar, dando legitimidade, o folclore local. A apresentação, que acontece nos segundos domingos de outubro, reproduz a luta do negro escravo pela liberdade e a participação do índio catequizado na caça aos fugitivos em busca dos quilombos.

Márcio se interessa por cultura e já dedica suas fotografias a essas manifestações há algum tempo. Em um trabalho não remunerado, Márcio é movido pelo desejo de promover as manifestações artísticas locais e incentivá-las, despertando interesse dos que ainda não foram cativados e propagando a importância do conhecimento e zelo de nossas raízes.

Para a fotógrafa Edel Ferreira, o trabalho de Márcio Garcez como uma grandiosidade ímpar e não o é somente pelo fato de apresentar imagens de qualidade indiscutível, para ela, isso é o óbvio. Segundo Edel, a ideia de montar uma exposição sobre o folguedo Lambe-Sujos e Caboclinhos é apenas mais uma das importantes incursões fotográficas do grande Márcio Garcez.

"A história dos negros capturados por índios escravizados que se acreditavam senhores é minunciosamente contada sem palavras por um conjunto de imagens esteticamente perfeitas e com um jogo de luz e sombra que faz parecer a todo instante que a fotografia está viva, tanto quanto a história contada".
Em janeiro de 2012, a exposição 'Lambe-Sujos x Caboclinhos', estará em Aracaju, no Museu da Gente Sergipana.