Programa de alimentação escolar de São Cristóvão é tema de reportagem nacional

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Crianças durante o lanche na chegada à escola
Crianças durante o lanche na chegada à escola

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/10/2018 às 11:56:00

 

Uma nutrição deficitária pode ser o grande empecilho para a permanência dos alunos em sala de aula. Para combater a evasão escolar e melhorar o aprendizado das crianças, a Prefeitura de São Cristóvão através da Secretária Municipal de Educação (Semed), criou o programa 'Meu 1° lanchinho', que oferta uma primeira refeição aos alunos assim que estes chegam às escolas e creches do município, proporcionando assim os nutrientes necessários ao desenvolvimento cognitivo das crianças.  
A ideia chamou a atenção do Ministério Público Federal, que na última segunda-feira (22), enviou uma equipe de televisão para fazer uma reportagem especial sobre o projeto. O prefeito Marcos Santana, um dos entrevistados da reportagem a ser veiculada na TV Justiça, falou como surgiu a iniciativa.
"As visitas às escolas reforçaram uma preocupação que já tínhamos antes mesmo da posse, que é o de garantir as nossas crianças o direito à alimentação adequada, com as condições iguais de aprendizado. Diante da realidade de um país com um quadro de desemprego elevado, pais nem sempre têm as condições de proporcionar a primeira refeição aos seus filhos. Ampliar a oferta de alimentação escolar é uma forma de garantir que aquele aluno que não tenha tido em sua residência o primeiro alimento possa comer na escola. Precisamos assegurar as melhores condições para nossas crianças e temos trabalhado para isso acontecer", disse o prefeito.
 secretária municipal de educação, Quitéria Barros destacou a importância do alimento para o processo de aprendizagem e a manutenção do aluno na escola. "A alimentação escolar é um fator de permanência dos alunos na escola, assim como a ausência dela pode ser motivo para evasão e reprovação. Cuidar para que as crianças sejam bem alimentadas é um incentivo para que elas permaneçam na escola e melhorem as suas condições de aprendizagem. Investir em um projeto como o Meu 1° Lanchinho é investir em qualidade de ensino. É entender as condições sociais e economias que estas crianças estão inseridas".
De acordo com assessora administrativa da Semed, Walléria Macário, o projeto se fortaleceu com o projeto ´Prefeito Vai à Minha Escola'. "Com as visitas que o prefeito Marcos Santana vem realizando dentros das escolas do município para conhecer mais de perto e dialogar com alunos, professores e gestores, a necessidade de oferecer às crianças um lanche adicional foi reforçada. Desta forma ao entrarem na escola, nossos alunos já são encaminhados para o refeitório e lá são ofertados: iogurte, frutas, biscoito com leite, achocolatado ou vitamina de frutas".

Uma nutrição deficitária pode ser o grande empecilho para a permanência dos alunos em sala de aula. Para combater a evasão escolar e melhorar o aprendizado das crianças, a Prefeitura de São Cristóvão através da Secretária Municipal de Educação (Semed), criou o programa 'Meu 1° lanchinho', que oferta uma primeira refeição aos alunos assim que estes chegam às escolas e creches do município, proporcionando assim os nutrientes necessários ao desenvolvimento cognitivo das crianças.  
A ideia chamou a atenção do Ministério Público Federal, que na última segunda-feira (22), enviou uma equipe de televisão para fazer uma reportagem especial sobre o projeto. O prefeito Marcos Santana, um dos entrevistados da reportagem a ser veiculada na TV Justiça, falou como surgiu a iniciativa.
"As visitas às escolas reforçaram uma preocupação que já tínhamos antes mesmo da posse, que é o de garantir as nossas crianças o direito à alimentação adequada, com as condições iguais de aprendizado. Diante da realidade de um país com um quadro de desemprego elevado, pais nem sempre têm as condições de proporcionar a primeira refeição aos seus filhos. Ampliar a oferta de alimentação escolar é uma forma de garantir que aquele aluno que não tenha tido em sua residência o primeiro alimento possa comer na escola. Precisamos assegurar as melhores condições para nossas crianças e temos trabalhado para isso acontecer", disse o prefeito.
 secretária municipal de educação, Quitéria Barros destacou a importância do alimento para o processo de aprendizagem e a manutenção do aluno na escola. "A alimentação escolar é um fator de permanência dos alunos na escola, assim como a ausência dela pode ser motivo para evasão e reprovação. Cuidar para que as crianças sejam bem alimentadas é um incentivo para que elas permaneçam na escola e melhorem as suas condições de aprendizagem. Investir em um projeto como o Meu 1° Lanchinho é investir em qualidade de ensino. É entender as condições sociais e economias que estas crianças estão inseridas".
De acordo com assessora administrativa da Semed, Walléria Macário, o projeto se fortaleceu com o projeto ´Prefeito Vai à Minha Escola'. "Com as visitas que o prefeito Marcos Santana vem realizando dentros das escolas do município para conhecer mais de perto e dialogar com alunos, professores e gestores, a necessidade de oferecer às crianças um lanche adicional foi reforçada. Desta forma ao entrarem na escola, nossos alunos já são encaminhados para o refeitório e lá são ofertados: iogurte, frutas, biscoito com leite, achocolatado ou vitamina de frutas".