16º Fici cumpre objetivo de levar cultura e diversão a milhares de crianças sergipanas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 30/10/2018 às 10:43:00

 

Mais uma edição do Festival Internacional de Cinema Infantil (Fici) se encerra em Aracaju (SE) com a sensação de dever cumprido e expectativa para 2019. As últimas sessões foram exibidas neste domingo, 28, no Cinemark Jardins. No total, a 16ª edição na capital sergipana atraiu 2 mil pessoas para conferirem as exclusividades do Festival nos finais de semana e beneficiou mais de 13 mil crianças da rede pública de ensino e projetos sociais com o acesso gratuito à sétima arte.
Nos dez dias de programação, o Fici exibiu mais de 100 sessões com filmes infantis de 26 países, que agradou à pessoas de todos os gostos e idades. O Fici reuniu curtas, médias e longas-metragens, nacionais e internacionais, em sessões especiais, pré-estreias exclusivas, sessões de dublagem ao vivo, mostras especiais, exibições de filmes inéditos, debates, além das tradicionais sessões O Pequeno Jornalista, O Pequeno Cientista, Novos Jovens e Acessibilidade. 
Guilherme Farias, 9 anos, assistiu a três sessões do Fici e ainda queria mais. "Eu consegui ver "O Touro Ferdinando", "Os Incríveis", que eu queria muito. Mas seria ótimo se tivessem tantas opções assim todo final de semana. Meu pai também gosta e a gente sempre ia vir", explicou.
Para Deyse Rocha, produtora local do Festival, através da AVBR Produções, a satisfação de alcançar tantas crianças com educação e cultura é grande. "O nosso público aumenta a cada ano e, no próximo, será ainda maior. O Fici é um festival pensado para a alegria da criançada, mas ao mesmo tempo, é um evento onde toda a família pode se reunir e aproveitar a programação exclusiva", ressaltou.

Mais uma edição do Festival Internacional de Cinema Infantil (Fici) se encerra em Aracaju (SE) com a sensação de dever cumprido e expectativa para 2019. As últimas sessões foram exibidas neste domingo, 28, no Cinemark Jardins. No total, a 16ª edição na capital sergipana atraiu 2 mil pessoas para conferirem as exclusividades do Festival nos finais de semana e beneficiou mais de 13 mil crianças da rede pública de ensino e projetos sociais com o acesso gratuito à sétima arte.
Nos dez dias de programação, o Fici exibiu mais de 100 sessões com filmes infantis de 26 países, que agradou à pessoas de todos os gostos e idades. O Fici reuniu curtas, médias e longas-metragens, nacionais e internacionais, em sessões especiais, pré-estreias exclusivas, sessões de dublagem ao vivo, mostras especiais, exibições de filmes inéditos, debates, além das tradicionais sessões O Pequeno Jornalista, O Pequeno Cientista, Novos Jovens e Acessibilidade. 
Guilherme Farias, 9 anos, assistiu a três sessões do Fici e ainda queria mais. "Eu consegui ver "O Touro Ferdinando", "Os Incríveis", que eu queria muito. Mas seria ótimo se tivessem tantas opções assim todo final de semana. Meu pai também gosta e a gente sempre ia vir", explicou.
Para Deyse Rocha, produtora local do Festival, através da AVBR Produções, a satisfação de alcançar tantas crianças com educação e cultura é grande. "O nosso público aumenta a cada ano e, no próximo, será ainda maior. O Fici é um festival pensado para a alegria da criançada, mas ao mesmo tempo, é um evento onde toda a família pode se reunir e aproveitar a programação exclusiva", ressaltou.