Ex-vereador provocou acidente com morte de ciclista

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 30/10/2018 às 11:04:00

 

Motorista que provocou
morte de casal se apresenta
Lincoln Silva Marques se apresentou à polícia e se identificou como condutor do veículo Sportage, que colidiu com uma motocicleta, provocando a morte de um casal, no último sábado (27), na antiga rodovia Sarney, na Aruana.
A delegada Daniela Lima está investigando a confissão e quer confirmar se Lincoln era mesmo o motorista no momento do acidente, já que o veículo está em nome de outra pessoa
No acidente, Jélia Fernanda de Oliveira Leite da Silva  morreu no local. O esposo dela, Arnaldo Ângelo da Silva, 38, faleceu momentos depois no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Amigos e familiares do adolescente Fabrício Souza Silva, 13 anos, reforçam o pedido de justiça contra o responsável pela morte do adolescente após ser atropelado enquanto transitava pela Avenida Santos Dumont, Orla de Atalaia. O pedido de punição foi reforçado na manhã de ontem após o advogado e ex-vereador por Aracaju, Danilo Segundo, ter confessado junto à Secretaria de Estado da Segurança Pública ser o motorista da pick-up que evadiu do local do sinistro. Em depoimento na última sexta-feira (26), Segundo informou que Fabrício Souza surgiu de surpresa na via e não teve tempo suficiente para evitar o choque.

Sobre o motivo que o teria levado a fugir e não prestar socorro à vítima, o depoente informou que, no momento da fatalidade teria ficado 'desesperado' com o acidente e, por este motivo, optou por evadir. A Polícia Civil, sob a coordenação da delegada Daniela Lima, informou que as investigações sobre o fato seguem por tempo indeterminado diante da perspectiva de esclarecer a dinâmica do acidente e a velocidade em que estava o carro conduzido pelo ex-vereador. Se apegando na confissão apresentada por Danilo, os familiares do adolescente enaltecem o pedido de punição a fim de evitar que este tipo de acidente violente outras famílias.

Para Fábio Souza da Silva, pai da criança, a partir do momento em que este tipo de acidente deixa o responsável impune, abre precedentes para que outros condutores envolvidos em situações semelhantes fujam do local na certeza da absolvição das respectivas responsabilidades. "Pedimos encarecidamente que o poder judiciário compreenda a nossa dor, a dor da perda de um filho por causa de uma irresponsabilidade no trânsito. Acreditamos muito que ele (Danilo) estava acima da velocidade permitida e ainda por cima fugiu. Como ele se apresentou bem depois, não pode nem comprovar se ele estava sob o efeito de bebida alcoólica", disse.

De acordo com o advogado Guilherme Maluf, que atua na defesa de Danilo Segundo, o ex-vereador segue aguardando o final da apuração policial para somente em seguida apresentar uma nota oficial. Evitando se aprofundar sobre o assunto, a defesa enalteceu apenas que testemunhas foram ouvidas e confirmaram a versão seque o motorista tentou desviar do ciclista. "Compreendemos que estamos diante de uma situação muito difícil e nós lamentamos, estamos muito abalados e queremos externar nossos sentimentos à famílias", declarou Guilherme Maluf. Danilo Segundo não se manifestou publicamente sobre o assunto.

"Esperamos apenas que a morte do nosso filho simplesmente não deixe o motorista sem punição. É isso que nós da família e os amigos da comunidade pedimos desde o dia da morte. Minha esposa segue tentando dormir com base de remédios, a família está toda abalada, sem chão, e pela memória do nosso amado Fabrício pedimos que a justiça seja feita", enalteceu Fábio Souza.

Motorista que provocoumorte de casal se apresenta
Lincoln Silva Marques se apresentou à polícia e se identificou como condutor do veículo Sportage, que colidiu com uma motocicleta, provocando a morte de um casal, no último sábado (27), na antiga rodovia Sarney, na Aruana.
A delegada Daniela Lima está investigando a confissão e quer confirmar se Lincoln era mesmo o motorista no momento do acidente, já que o veículo está em nome de outra pessoa
No acidente, Jélia Fernanda de Oliveira Leite da Silva  morreu no local. O esposo dela, Arnaldo Ângelo da Silva, 38, faleceu momentos depois no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).