Bom desempenho de Caio Souza no Mundial de GA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/11/2018 às 07:56:00

 

Com um resultado melhor do que no Mundial de 2017, o brasileiro Caio Souza terminou em 13º lugar na final do individual geral do Campeonato Mundial de Ginástica Artística, que está sendo realizado em Doha no Qatar. Nesta quarta-feira, 31, Caio encerrou sua participação somando 81,798 pontos. No Mundial de 2017, realizado em Montreal (CAN), o brasileiro terminou na 15ª posição, com 80,531.
A medalha de ouro ficou com o russo Artur Dalaloyan, que venceu a competição com a mesma nota do chinês Xioa Ruoteng (87,598), mas levou vantagem nos critérios de desempate. O bronze foi para outro russo, Nikita Nagornyy.
Após a prova, Caio Souza se mostrou satisfeito com o desempenho na final. "A arbitragem estava um pouco mais rigorosa hoje, mas fiquei feliz com o que fiz lá dentro. Não fiquei abalado com a queda no cavalo, a gente costuma comentar que o aparelho que decide a competição é o cavalo. O mínimo erro que você cometer é muito difícil de consertar. Mas o importante é que representei bem o Brasil", explicou.
Flavia e Jade na final - Nesta quinta-feira (1º), o Brasil estará presente em mais uma final do Mundial de Doha, representado por Flavia Saraiva e Jade Barbosa. As disputas no ginásio Aspire Dome começarão a partir das 10h (horário de Brasília).
Flavia avançou para a final com a nona melhor nota (53,999), enquanto que Jade se classificou na 18ª posição no qualificatório (52,733). A americana Simone Biles aparece como a favorita, após ficar em primeiro no qualificatório com 60,995.

Com um resultado melhor do que no Mundial de 2017, o brasileiro Caio Souza terminou em 13º lugar na final do individual geral do Campeonato Mundial de Ginástica Artística, que está sendo realizado em Doha no Qatar. Nesta quarta-feira, 31, Caio encerrou sua participação somando 81,798 pontos. No Mundial de 2017, realizado em Montreal (CAN), o brasileiro terminou na 15ª posição, com 80,531.
A medalha de ouro ficou com o russo Artur Dalaloyan, que venceu a competição com a mesma nota do chinês Xioa Ruoteng (87,598), mas levou vantagem nos critérios de desempate. O bronze foi para outro russo, Nikita Nagornyy.
Após a prova, Caio Souza se mostrou satisfeito com o desempenho na final. "A arbitragem estava um pouco mais rigorosa hoje, mas fiquei feliz com o que fiz lá dentro. Não fiquei abalado com a queda no cavalo, a gente costuma comentar que o aparelho que decide a competição é o cavalo. O mínimo erro que você cometer é muito difícil de consertar. Mas o importante é que representei bem o Brasil", explicou.
Flavia e Jade na final - Nesta quinta-feira (1º), o Brasil estará presente em mais uma final do Mundial de Doha, representado por Flavia Saraiva e Jade Barbosa. As disputas no ginásio Aspire Dome começarão a partir das 10h (horário de Brasília).
Flavia avançou para a final com a nona melhor nota (53,999), enquanto que Jade se classificou na 18ª posição no qualificatório (52,733). A americana Simone Biles aparece como a favorita, após ficar em primeiro no qualificatório com 60,995.