Flávia Saraiva fica no top 10 do mundial de GA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/11/2018 às 10:42:00

 

O Brasil conseguiu um ótimo resultado nesta quinta-feira 1º, na final do individual geral do Campeonato Mundial de Ginástica Artística, que está sendo disputado em Doha, no Qatar. Com ótima atuação no salto e no solo, Flavia Saraiva terminou na oitava posição com a nota total de 54,366. Jade Barbosa, que também participou da final, ficou em 15º lugar, somando 52,866.
Foi o melhor resultado do Brasil no individual geral desde 2007, quando Jade Barbosa terminou em terceiro lugar no Mundial de Stuttgart (ALE). A medalha de ouro acabou nas mãos da favorita americana Simone Biles (57,491), com a japonesa Mai Murakami ficando com a prata (55,798) e a americana Morgan Hurd levando o bronze (55,732).
Flavinha iniciou sua participação nas assimétricas paralelas, quando ficou com a nota 13,000. Na trave, ela chegou a sofrer uma queda e repetiu a nota 13,000. Foi no solo que a brasileira levantou o público no ginásio Aspire Dome, ao tirar 13,833. Em seu último aparelho, o salto, Flavinha obteve a maior nota na final, com 14,533.
"Está sendo muito bom para a gente. Os treinos estão diferentes e estamos nos adaptando. Mas se conseguimos evoluir tanto em quatro meses, imagina durante dois anos. Agora é só focar para treinar mais e manter a mesma evolução", completou a ginasta.
Zanetti busca o ouro - A ginástica brasileira tem boas chances de conquistar nesta sexta-feira (2) sua primeira medalha no Mundial de Doha, com a participação de Arthur Zanetti na final das argolas. A programação em Doha começará às 10h (horário de Brasília), mas a prova das argolas tem previsão para iniciar às 12h20. O SporTV 2 irá transmitir a final desta sexta-feira.
Arthur Zanetti buscará em Doha também sua quarta medalha em campeonatos mundiais nas argolas. Ele foi campeão do mundo em Antuérpia (BEL) /2013 e conquistou duas de prata, em Tóquio (JAP) /2011 e Nanning (CHN) /2014.

O Brasil conseguiu um ótimo resultado nesta quinta-feira 1º, na final do individual geral do Campeonato Mundial de Ginástica Artística, que está sendo disputado em Doha, no Qatar. Com ótima atuação no salto e no solo, Flavia Saraiva terminou na oitava posição com a nota total de 54,366. Jade Barbosa, que também participou da final, ficou em 15º lugar, somando 52,866.
Foi o melhor resultado do Brasil no individual geral desde 2007, quando Jade Barbosa terminou em terceiro lugar no Mundial de Stuttgart (ALE). A medalha de ouro acabou nas mãos da favorita americana Simone Biles (57,491), com a japonesa Mai Murakami ficando com a prata (55,798) e a americana Morgan Hurd levando o bronze (55,732).
Flavinha iniciou sua participação nas assimétricas paralelas, quando ficou com a nota 13,000. Na trave, ela chegou a sofrer uma queda e repetiu a nota 13,000. Foi no solo que a brasileira levantou o público no ginásio Aspire Dome, ao tirar 13,833. Em seu último aparelho, o salto, Flavinha obteve a maior nota na final, com 14,533."Está sendo muito bom para a gente. Os treinos estão diferentes e estamos nos adaptando. Mas se conseguimos evoluir tanto em quatro meses, imagina durante dois anos. Agora é só focar para treinar mais e manter a mesma evolução", completou a ginasta.

Zanetti busca o ouro - A ginástica brasileira tem boas chances de conquistar nesta sexta-feira (2) sua primeira medalha no Mundial de Doha, com a participação de Arthur Zanetti na final das argolas. A programação em Doha começará às 10h (horário de Brasília), mas a prova das argolas tem previsão para iniciar às 12h20. O SporTV 2 irá transmitir a final desta sexta-feira.
Arthur Zanetti buscará em Doha também sua quarta medalha em campeonatos mundiais nas argolas. Ele foi campeão do mundo em Antuérpia (BEL) /2013 e conquistou duas de prata, em Tóquio (JAP) /2011 e Nanning (CHN) /2014.