Em setembro, venda de combustíveis em Sergipe teve alta de 0,7%

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/11/2018 às 11:06:00

 

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), indicou que as vendas totais de combustíveis, no mês de setembro, totalizaram pouco mais de 61 milhões de litros, assinalando alta de 0,7%, em relação ao mesmo mês de 2017. No entanto, em relação ao mês imediatamente anterior, agosto deste ano, as vendas totais recuaram 6,4%. Com os dados de setembro último, as vendas acumuladas no ano chegaram a 558,1 milhões de litros, assinalando leve recuo de 0,9% sobre o mesmo período do ano passado.
Foram vendidos aproximadamente 28,3 milhões de litros de gasolina, no mês analisado. Em termos relativos, verificou-se queda de 11,5% nas vendas, em relação ao mesmo mês de 2017. Já na comparação com o mês imediatamente anterior, agosto último, a queda foi de 13,6%. No acumulado do ano (janeiro a setembro), foram comercializados pouco mais de 280 milhões de litros de gasolina, registrando retração de 7,1%.
A comercialização do etanol hidratado, no mês em análise, assinalou alta de 165,8%, quando confrontado com o volume de vendas do mesmo mês de 2017. Em volume, as vendas superaram 5,1 milhões de litros. Quando comparado com o mês imediatamente anterior (agosto/2018), notou-se aumento de 85,6% no consumo. Nos nove primeiros meses do ano, as vendas de etanol hidratado expandiram-se 99,2% em relação ao mesmo intervalo do ano passado, chegando aos 26,7 milhões de litros.
No tocante ao óleo diesel, foram comercializados mais de 25 milhões de litros, em setembro último. Em termos comparativos, verificou-se alta de 6,2%, em relação ao mesmo mês de 2017. No entanto, quando comparado com o mês anterior, último mês de agosto, as vendas apresentaram queda de 7%. No acumulado do ano, as vendas situaram-se 0,5% acima do mesmo período de 2017, totalizando cerca de 230 milhões de litros.
A venda do combustível utilizado pelas aeronaves, o chamado querosene de aviação, alcançou os 1,8 milhão de litros, apresentando recuo de 25,5%, em relação a agosto de 2017. Na comparação com o mês imediatamente anterior, as vendas recuaram 5,9%. De janeiro a setembro, as vendas cresceram 9,5%, na comparação com o mesmo intervalo do ano anterior, ultrapassando os 21,1 milhões de litros.

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), indicou que as vendas totais de combustíveis, no mês de setembro, totalizaram pouco mais de 61 milhões de litros, assinalando alta de 0,7%, em relação ao mesmo mês de 2017. No entanto, em relação ao mês imediatamente anterior, agosto deste ano, as vendas totais recuaram 6,4%. Com os dados de setembro último, as vendas acumuladas no ano chegaram a 558,1 milhões de litros, assinalando leve recuo de 0,9% sobre o mesmo período do ano passado.
Foram vendidos aproximadamente 28,3 milhões de litros de gasolina, no mês analisado. Em termos relativos, verificou-se queda de 11,5% nas vendas, em relação ao mesmo mês de 2017. Já na comparação com o mês imediatamente anterior, agosto último, a queda foi de 13,6%. No acumulado do ano (janeiro a setembro), foram comercializados pouco mais de 280 milhões de litros de gasolina, registrando retração de 7,1%.
A comercialização do etanol hidratado, no mês em análise, assinalou alta de 165,8%, quando confrontado com o volume de vendas do mesmo mês de 2017. Em volume, as vendas superaram 5,1 milhões de litros. Quando comparado com o mês imediatamente anterior (agosto/2018), notou-se aumento de 85,6% no consumo. Nos nove primeiros meses do ano, as vendas de etanol hidratado expandiram-se 99,2% em relação ao mesmo intervalo do ano passado, chegando aos 26,7 milhões de litros.
No tocante ao óleo diesel, foram comercializados mais de 25 milhões de litros, em setembro último. Em termos comparativos, verificou-se alta de 6,2%, em relação ao mesmo mês de 2017. No entanto, quando comparado com o mês anterior, último mês de agosto, as vendas apresentaram queda de 7%. No acumulado do ano, as vendas situaram-se 0,5% acima do mesmo período de 2017, totalizando cerca de 230 milhões de litros.
A venda do combustível utilizado pelas aeronaves, o chamado querosene de aviação, alcançou os 1,8 milhão de litros, apresentando recuo de 25,5%, em relação a agosto de 2017. Na comparação com o mês imediatamente anterior, as vendas recuaram 5,9%. De janeiro a setembro, as vendas cresceram 9,5%, na comparação com o mesmo intervalo do ano anterior, ultrapassando os 21,1 milhões de litros.