Saúde utiliza sistema de videomonitoramento em parceria com a GMA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/11/2018 às 11:17:00

 

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com a Guarda Municipal de Aracaju (GMA), está utilizando o sistema de videomonitoramento para segurança dos prédios públicos da Saúde de Aracaju.
Este é um sistema inteligente, que possibilita uma cobertura 24 horas de todas as unidades, e também vem coibindo arrombamentos e furtos de materiais e equipamentos, tanto das Unidades Básicas de Saúde (UBS), como dos hospitais municipais, dos Centros de Especialidades Médicas de Aracaju (Cemar) e da sede da SMS.
"Nós optamos por este sistema porque traz uma maior segurança para os usuários das unidades, bem como para os servidores e para o patrimônio, que são os materiais e equipamentos. Este sistema é eficiente, pois os guardas municipais estão de olho 24 horas por dia nas câmeras instaladas nos prédios, através da central de monitoramento", explicou a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza.
Estudos confirmam - De acordo com o diretor da Rede Administrativa da SMS, Adriano Nogueira, a GMA fez um estudo detalhado sobre a segurança em todas as unidades de saúde, o que possibilitou localizar quais as localidades que tinham menos ocorrências. Com a identificação das unidades onde a Guarda consegue manter um melhor tempo resposta de atuação das equipes de patrulha, alguns postos da vigilância privada foram retirados.
"Onde tínhamos uma cobertura pela empresa de segurança contratada de 12 horas, agora temos uma cobertura de 24h. Nas unidades onde o funcionamento é de 24 horas, nas UBS que dispensam psicotrópicos e nas UBS que são mais distantes, onde a guarda teria um tempo maior de deslocamento, continuarão com a vigilância da empresa privada", informou Adriano.
Segundo o diretor geral da GMA, o subinspetor Fernando Mendonça, a guarda tem um sistema de rastreamento que, quando a unidade manda uma intercorrência, a viatura que está mais próxima é acionada imediatamente.
"São 600 câmeras para monitoramento e a implantação deste sistema já possibilitou evitar vários furtos. Desde então não houve nenhum furto e nem prejuízo para o funcionamento dos serviços. É uma técnica pioneira, pois o acompanhamento é online e é bastante eficiente, até para a segurança dos nossos próprios guardas, porque eles já chegam à unidade sabendo em que local se encontra o intruso", acrescentou.
 
Unidades mantidas - As unidades que continuam com a vigilância privada são as UBS que dispensam medicamentos psicotrópicos (Anália Pina, no Santos Dumont; Dona Sinhazinha, no Grageru; Francisco Fonseca, no 18 do Forte; Geraldo Magela, no Orlando Dantas e Marx de Carvalho, no Ponto Novo), e as que possuem um tempo maior de resposta das viaturas da GMA (José Machado de Souza, no Santo Dumont, Irmã Caridade, no Jabutiana, Celso Daniel e Osvaldo Leite, no Santa Maria.
Além dessas unidades básicas, os vigilantes serão mantidos nos Hospitais Municipais Fernando Franco e Nestor Piva, bem como nos Caps Liberdade, Primavera, Jael Patrício e Ivone Lara; no canteiro de obras da maternidade do 17 de Março; no Cemar Siqueira Campos; na sede da SMS e no galpão da Logística.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com a Guarda Municipal de Aracaju (GMA), está utilizando o sistema de videomonitoramento para segurança dos prédios públicos da Saúde de Aracaju.
Este é um sistema inteligente, que possibilita uma cobertura 24 horas de todas as unidades, e também vem coibindo arrombamentos e furtos de materiais e equipamentos, tanto das Unidades Básicas de Saúde (UBS), como dos hospitais municipais, dos Centros de Especialidades Médicas de Aracaju (Cemar) e da sede da SMS.
"Nós optamos por este sistema porque traz uma maior segurança para os usuários das unidades, bem como para os servidores e para o patrimônio, que são os materiais e equipamentos. Este sistema é eficiente, pois os guardas municipais estão de olho 24 horas por dia nas câmeras instaladas nos prédios, através da central de monitoramento", explicou a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza.

Estudos confirmam - De acordo com o diretor da Rede Administrativa da SMS, Adriano Nogueira, a GMA fez um estudo detalhado sobre a segurança em todas as unidades de saúde, o que possibilitou localizar quais as localidades que tinham menos ocorrências. Com a identificação das unidades onde a Guarda consegue manter um melhor tempo resposta de atuação das equipes de patrulha, alguns postos da vigilância privada foram retirados.
"Onde tínhamos uma cobertura pela empresa de segurança contratada de 12 horas, agora temos uma cobertura de 24h. Nas unidades onde o funcionamento é de 24 horas, nas UBS que dispensam psicotrópicos e nas UBS que são mais distantes, onde a guarda teria um tempo maior de deslocamento, continuarão com a vigilância da empresa privada", informou Adriano.
Segundo o diretor geral da GMA, o subinspetor Fernando Mendonça, a guarda tem um sistema de rastreamento que, quando a unidade manda uma intercorrência, a viatura que está mais próxima é acionada imediatamente.
"São 600 câmeras para monitoramento e a implantação deste sistema já possibilitou evitar vários furtos. Desde então não houve nenhum furto e nem prejuízo para o funcionamento dos serviços. É uma técnica pioneira, pois o acompanhamento é online e é bastante eficiente, até para a segurança dos nossos próprios guardas, porque eles já chegam à unidade sabendo em que local se encontra o intruso", acrescentou. 

Unidades mantidas - As unidades que continuam com a vigilância privada são as UBS que dispensam medicamentos psicotrópicos (Anália Pina, no Santos Dumont; Dona Sinhazinha, no Grageru; Francisco Fonseca, no 18 do Forte; Geraldo Magela, no Orlando Dantas e Marx de Carvalho, no Ponto Novo), e as que possuem um tempo maior de resposta das viaturas da GMA (José Machado de Souza, no Santo Dumont, Irmã Caridade, no Jabutiana, Celso Daniel e Osvaldo Leite, no Santa Maria.
Além dessas unidades básicas, os vigilantes serão mantidos nos Hospitais Municipais Fernando Franco e Nestor Piva, bem como nos Caps Liberdade, Primavera, Jael Patrício e Ivone Lara; no canteiro de obras da maternidade do 17 de Março; no Cemar Siqueira Campos; na sede da SMS e no galpão da Logística.