Adauto Machado apresenta 'Tendências' na galeria Jenner Augusto

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/11/2018 às 05:30:00

 

No próximo dia 06 de novembro (terça-feira), a partir das 19 horas na Galeria Jenner Augusto, acontece a abertura da exposição 'Tendências', do artista sergipano Adauto Machado, em comemoração aos seus 50 anos como artista visual. A exposição reúne obras cujos temas foram desenvolvidos ao longo de cinco décadas. A curadoria é de Mário Britto.
Pintor, escritor, desenhista, publicitário e professor de artes, Adauto evidencia em 'Tendências' suas preferências e vivências, numa proposta inédita com telas recentes. 
"Os cavalos, carro chefe do meu trabalho, estiveram sempre presentes em exposições que abordam o regionalismo sergipano. As lavadeiras, lavradores e os carros de bois fazem parte da minha infância. Os casarios representam pequenos povoados percorridos por mim. As marinhas e os barcos representam Aracaju, capital que escolhi para viver. As naturezas mortas representam os frutos regionais. O folclore e as feiras também representam o meu olhar através de uma colheita de pesquisa feita durante esses 50 anos", explica o artista sergipano.
Adauto nasceu no dia 18 de junho de 1950, em Nossa Senhora das Dores, no sertão sergipano. No começo da década de 1970, passou a morar na Bahia, onde teve a oportunidade de conhecer vários artistas de renome. Cerca de um ano depois, permaneceu por um curto período no Rio de Janeiro e, em seguida, partiu para a França, onde residiu por quatro anos em Paris. Retornou ao Brasil em 1976, morou, posteriormente, por quase dois anos, em Manitoba, no Canadá e, de volta ao Brasil, fixou residência em Aracaju, onde montou o seu ateliê de pintura.
'Tendências' ficará em cartaz até o dia 27 de novembro e as visitas podem ser realizadas de segunda a sexta em horário comercial, com entrada gratuita.

No próximo dia 06 de novembro (terça-feira), a partir das 19 horas na Galeria Jenner Augusto, acontece a abertura da exposição 'Tendências', do artista sergipano Adauto Machado, em comemoração aos seus 50 anos como artista visual. A exposição reúne obras cujos temas foram desenvolvidos ao longo de cinco décadas. A curadoria é de Mário Britto.
Pintor, escritor, desenhista, publicitário e professor de artes, Adauto evidencia em 'Tendências' suas preferências e vivências, numa proposta inédita com telas recentes. 
"Os cavalos, carro chefe do meu trabalho, estiveram sempre presentes em exposições que abordam o regionalismo sergipano. As lavadeiras, lavradores e os carros de bois fazem parte da minha infância. Os casarios representam pequenos povoados percorridos por mim. As marinhas e os barcos representam Aracaju, capital que escolhi para viver. As naturezas mortas representam os frutos regionais. O folclore e as feiras também representam o meu olhar através de uma colheita de pesquisa feita durante esses 50 anos", explica o artista sergipano.
Adauto nasceu no dia 18 de junho de 1950, em Nossa Senhora das Dores, no sertão sergipano. No começo da década de 1970, passou a morar na Bahia, onde teve a oportunidade de conhecer vários artistas de renome. Cerca de um ano depois, permaneceu por um curto período no Rio de Janeiro e, em seguida, partiu para a França, onde residiu por quatro anos em Paris. Retornou ao Brasil em 1976, morou, posteriormente, por quase dois anos, em Manitoba, no Canadá e, de volta ao Brasil, fixou residência em Aracaju, onde montou o seu ateliê de pintura.
'Tendências' ficará em cartaz até o dia 27 de novembro e as visitas podem ser realizadas de segunda a sexta em horário comercial, com entrada gratuita.