NAT reúne instituições e alinha preparativos para o DIA D

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/11/2018 às 05:39:00

 

Na manhã desta segunda-feira, o Núcleo de Apoio ao Trabalho (NAT), vinculado à Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seidh), realizou uma reunião com as instituições parceiras para designar as atribuições finais para Dia D - Dia da Inclusão Social e Profissional das Pessoas com Deficiência e dos Beneficiários Reabilitados do INSS. A edição de 2018 acontece no dia 22 de novembro, no pátio da Seidh. 
Para este ano, o Dia D contará com uma ampla oferta de serviços: oferta de vagas de empregos e de cursos, atendimento para a emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e INSS, aferição de pressão, teste de glicemia, pré-seleção das empresas, palestras e apresentações culturais. 
"O evento é idealizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), onde cada unidade SINE executa simultaneamente nos estados. Em Sergipe, é o NAT/SINE. O Dia D é uma ação de inclusão social e profissional dedicado às pessoas com Deficiências (PcDs) e aos beneficiários reabilitados do INSS com o objetivo de inseri-los no mercado de trabalho", comentou Sandra Magna Rezende, coordenadora de Trabalho e Emprego da Seidh, ressaltando que a reunião foi de alinhamento. "Visando o êxito da nossa ação, procuramos antecipadamente reunir as instituições para organizar todos os detalhes. A ideia é desenvolver todo o projeto para melhor atender ao público e obter o mesmo sucesso de todos os anos", pontuou.
Este ano, a estimativa é a participação de 25 instituições parceiras. Uma delas é o INSS. O representante da gerência Executiva em Aracaju, Márcio Cardoso, participou da reunião preparatória. "É gratificante unir forças em um evento que beneficiária muita gente que precisa. Essas reuniões são fundamentais para dar acertar todos os aparatos dedicados aos PcDs e reabilitados, uma vez que, o trabalho deve ser específico e realizado com muita atenção", afirmou. 
 Técnica do setor de PcD da Seidh, Alexsandra Carvalho comentou sobre a importância da integração das instituições para o êxito do evento. "É fundamental esse trabalho conjunto, porque unimos os serviços ao atendimento do público e garantimos assistência ao maior número de pessoas participantes", disse.

Na manhã desta segunda-feira, o Núcleo de Apoio ao Trabalho (NAT), vinculado à Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seidh), realizou uma reunião com as instituições parceiras para designar as atribuições finais para Dia D - Dia da Inclusão Social e Profissional das Pessoas com Deficiência e dos Beneficiários Reabilitados do INSS. A edição de 2018 acontece no dia 22 de novembro, no pátio da Seidh. 
Para este ano, o Dia D contará com uma ampla oferta de serviços: oferta de vagas de empregos e de cursos, atendimento para a emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e INSS, aferição de pressão, teste de glicemia, pré-seleção das empresas, palestras e apresentações culturais. 
"O evento é idealizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), onde cada unidade SINE executa simultaneamente nos estados. Em Sergipe, é o NAT/SINE. O Dia D é uma ação de inclusão social e profissional dedicado às pessoas com Deficiências (PcDs) e aos beneficiários reabilitados do INSS com o objetivo de inseri-los no mercado de trabalho", comentou Sandra Magna Rezende, coordenadora de Trabalho e Emprego da Seidh, ressaltando que a reunião foi de alinhamento. "Visando o êxito da nossa ação, procuramos antecipadamente reunir as instituições para organizar todos os detalhes. A ideia é desenvolver todo o projeto para melhor atender ao público e obter o mesmo sucesso de todos os anos", pontuou.
Este ano, a estimativa é a participação de 25 instituições parceiras. Uma delas é o INSS. O representante da gerência Executiva em Aracaju, Márcio Cardoso, participou da reunião preparatória. "É gratificante unir forças em um evento que beneficiária muita gente que precisa. Essas reuniões são fundamentais para dar acertar todos os aparatos dedicados aos PcDs e reabilitados, uma vez que, o trabalho deve ser específico e realizado com muita atenção", afirmou. 
 Técnica do setor de PcD da Seidh, Alexsandra Carvalho comentou sobre a importância da integração das instituições para o êxito do evento. "É fundamental esse trabalho conjunto, porque unimos os serviços ao atendimento do público e garantimos assistência ao maior número de pessoas participantes", disse.