Operação prende nove acusados por golpes na internet

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/11/2018 às 23:36:00

 

As polícias civis de Sergipe e do Mato Grosso deflagraram ontem uma operação nos municípios de Itabaiana (Agreste) e Rondonópolis (MT), onde prenderam nove integrantes de uma associação criminosa que praticava golpes no site de vendas OLX. Segundo a investigação, os criminosos plagiavam anúncios de veículos após entrar em contato com o vendedor verdadeiro e, geralmente mudavam apenas os valores para atrair a atenção de outros compradores. Então eles enganavam as duas pessoas e faziam com que as vítimas não tocassem no assunto de valores durante o encontro para ver o veículo e ao final o depósito ia para a conta de um deles. 
"O número de vítimas não foi estimado ainda, mas o prejuízo é de mais de 400 mil reais. Através de levantamento que fizeram durante seis meses, quando eu ainda era delegada em Itabaiana, pudemos descobrir essa ação e que eles teriam ramificações em Sergipe e Mato Grosso", explicou a delegada de Campo do Brito, Macambira e São Domingos, Lauana Guedes.
A ação coordenada pela delegada Lauana Guedes contou com mais de 30 policiais civis e militares nos dois estados. Dos nove mandados de prisão expedidos pela Justiça, seis foram cumpridos em Itabaiana: Fábio Araújo dos Santos, Gabriel Calazans, Pedro Ivo Nascimento Dantas, Claudemir Santos do Nascimento, Tarcísio Pereira da Silva e Cristiano Carvalho. O sétimo acusado, Jessé Carvalho de Santana, foi detido no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju, onde se recupera de um acidente. Os outros dois mandados foram cumpridos em Rondonópolis, onde a polícia mato-grossense prendeu Maria Cláudia de Carvalho e o filho dela, Maycon Antônio de Carvalho Santos, que foi flagrado com R$ 9.850 em dinheiro. 
"Não ficou claro ainda se havia uma divisão efetiva de tarefas, o que havia era uma liderança, que era Maycon, responsável por conseguir as primeiras informações para plagiar o anúncio, ele fazia isso de lá do Mato Grosso mesmo junto com a mãe. Nesse grupo todos os envolvidos são parentes ou amigos. Por exemplo, Jessé é irmão de Maycon e Cristiano é primo deles. Quando o golpe era aplicado, eles dividiam o dinheiro ao final", afirmou a delegada, explicando que o grupo atuava de diversas formas. "O golpista se passava como vendedor para um e como comprador para outra pessoa, eles chegavam a ir ao cartório para reconhecer firma, a pessoa via o carro e ficava interessada em fechar negócio. O golpe se dava no momento da transferência do dinheiro, pois eles davam a conta de um deles", acrescenta Lauana.

As polícias civis de Sergipe e do Mato Grosso deflagraram ontem uma operação nos municípios de Itabaiana (Agreste) e Rondonópolis (MT), onde prenderam nove integrantes de uma associação criminosa que praticava golpes no site de vendas OLX. Segundo a investigação, os criminosos plagiavam anúncios de veículos após entrar em contato com o vendedor verdadeiro e, geralmente mudavam apenas os valores para atrair a atenção de outros compradores. Então eles enganavam as duas pessoas e faziam com que as vítimas não tocassem no assunto de valores durante o encontro para ver o veículo e ao final o depósito ia para a conta de um deles. 
"O número de vítimas não foi estimado ainda, mas o prejuízo é de mais de 400 mil reais. Através de levantamento que fizeram durante seis meses, quando eu ainda era delegada em Itabaiana, pudemos descobrir essa ação e que eles teriam ramificações em Sergipe e Mato Grosso", explicou a delegada de Campo do Brito, Macambira e São Domingos, Lauana Guedes.
A ação coordenada pela delegada Lauana Guedes contou com mais de 30 policiais civis e militares nos dois estados. Dos nove mandados de prisão expedidos pela Justiça, seis foram cumpridos em Itabaiana: Fábio Araújo dos Santos, Gabriel Calazans, Pedro Ivo Nascimento Dantas, Claudemir Santos do Nascimento, Tarcísio Pereira da Silva e Cristiano Carvalho. O sétimo acusado, Jessé Carvalho de Santana, foi detido no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju, onde se recupera de um acidente. Os outros dois mandados foram cumpridos em Rondonópolis, onde a polícia mato-grossense prendeu Maria Cláudia de Carvalho e o filho dela, Maycon Antônio de Carvalho Santos, que foi flagrado com R$ 9.850 em dinheiro. 
"Não ficou claro ainda se havia uma divisão efetiva de tarefas, o que havia era uma liderança, que era Maycon, responsável por conseguir as primeiras informações para plagiar o anúncio, ele fazia isso de lá do Mato Grosso mesmo junto com a mãe. Nesse grupo todos os envolvidos são parentes ou amigos. Por exemplo, Jessé é irmão de Maycon e Cristiano é primo deles. Quando o golpe era aplicado, eles dividiam o dinheiro ao final", afirmou a delegada, explicando que o grupo atuava de diversas formas. "O golpista se passava como vendedor para um e como comprador para outra pessoa, eles chegavam a ir ao cartório para reconhecer firma, a pessoa via o carro e ficava interessada em fechar negócio. O golpe se dava no momento da transferência do dinheiro, pois eles davam a conta de um deles", acrescenta Lauana.