Bombeiros continuam buscas por pescador desaparecido em rio

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/11/2018 às 05:37:00

 

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar seguem intensificando as buscas pelo paradeiro do pescador Valmir Barreto, 42 anos, que está desaparecido desde a manhã da última terça-feira, 06, quando a embarcação em que estava com respectiva esposa, Estela dos Santos Santana, 31, virou no Rio Sergipe na região que fica próxima ao Rio Vaza-Barris, em Aracaju. Conforme informações apresentadas por Estrela, no momento do naufrágio Valmir conseguiu conduzir a esposa até o litoral quando decidiu retornar até o local do acidente na perspectiva de salvar a embarcação. Desde aquele instante o pescador sumiu e até o final da tarde de ontem não havia sido encontrado.
Após pausa durante a madrugada, no início da manhã de ontem o Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros (Gmar), intensificou as buscas nas intermediações da ponte Aracaju/Barra dos Coqueiros, e do bairro Coroa do Meio. De acordo com o coronel Hector Monteiro, comandante do Gmar, a perspectiva da corporação é permanecer com as buscas por tempo indeterminado. O problema é que a previsão do tempo para os próximos dias tem gerado preocupação aos amigos e familiares. Os últimos registros meteorológicos indicam possibilidade de tempo nublado e chuvas moderadas até o próximo sábado, 10. (Milton Alves Júnior)

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar seguem intensificando as buscas pelo paradeiro do pescador Valmir Barreto, 42 anos, que está desaparecido desde a manhã da última terça-feira, 06, quando a embarcação em que estava com respectiva esposa, Estela dos Santos Santana, 31, virou no Rio Sergipe na região que fica próxima ao Rio Vaza-Barris, em Aracaju. Conforme informações apresentadas por Estrela, no momento do naufrágio Valmir conseguiu conduzir a esposa até o litoral quando decidiu retornar até o local do acidente na perspectiva de salvar a embarcação. Desde aquele instante o pescador sumiu e até o final da tarde de ontem não havia sido encontrado.
Após pausa durante a madrugada, no início da manhã de ontem o Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros (Gmar), intensificou as buscas nas intermediações da ponte Aracaju/Barra dos Coqueiros, e do bairro Coroa do Meio. De acordo com o coronel Hector Monteiro, comandante do Gmar, a perspectiva da corporação é permanecer com as buscas por tempo indeterminado. O problema é que a previsão do tempo para os próximos dias tem gerado preocupação aos amigos e familiares. Os últimos registros meteorológicos indicam possibilidade de tempo nublado e chuvas moderadas até o próximo sábado, 10. (Milton Alves Júnior)