Brasil quer barrar ataque do Uruguai

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O zagueiro Marquinhos se coloca à disposição de Tite. para atuar como volante contra o Uruguai
O zagueiro Marquinhos se coloca à disposição de Tite. para atuar como volante contra o Uruguai

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 14/11/2018 às 09:15:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
Um dos responsáveis 
da seleção brasilei-
ra por marcar o forte ataque rival no amistoso contra o Uruguai, nesta sexta-feira, no Emirates Stadium, em Londres, o zagueiro Marquinhos exaltou a qualidade de Luis Suárez e Cavani, este último seu companheiro no Paris Saint-Germain, da França.
O defensor disse que a dupla uruguaia é "bem poderosa" e colocou os dois atacantes entre os principais do futebol mundial na atualidade. Cavani, a quem Marquinhos conhece de perto, é companheiro do brasileiro no time francês desde 2013.
"Realmente é uma dupla bem poderosa. Já enfrentei os dois jogadores e sei muito bem da qualidade que eles têm. Correspondem ao estilo de jogo da seleção uruguaia. Existem muitos bons jogadores que também têm companheiros de ataque muito bons. Mas coloco eles no topo mundial", afirmou o jogador em entrevista coletiva nesta terça-feira, em Londres.
O zagueiro lamentou os desfalques de Philippe Coutinho e Casemiro, que se machucaram e, por isso, foram cortados da seleção, mas confia que o elenco tem peças para substituir as ausências. Ele, inclusive, se colocou à disposição para jogar de volante, caso Tite queira improvisar.
O Brasil enfrenta o Uruguai nesta sexta-feira, às 18 horas (de Brasília), no Emirates Stadium, estádio que pertence ao Arsenal. Na terça seguinte, o segundo adversário será o Camarões, às 17h30, no pequeno MK Stadium, de propriedade do Milton Keynes Dons, time da quarta divisão inglesa.

Um dos responsáveis  da seleção brasilei- ra por marcar o forte ataque rival no amistoso contra o Uruguai, nesta sexta-feira, no Emirates Stadium, em Londres, o zagueiro Marquinhos exaltou a qualidade de Luis Suárez e Cavani, este último seu companheiro no Paris Saint-Germain, da França.
O defensor disse que a dupla uruguaia é "bem poderosa" e colocou os dois atacantes entre os principais do futebol mundial na atualidade. Cavani, a quem Marquinhos conhece de perto, é companheiro do brasileiro no time francês desde 2013.
"Realmente é uma dupla bem poderosa. Já enfrentei os dois jogadores e sei muito bem da qualidade que eles têm. Correspondem ao estilo de jogo da seleção uruguaia. Existem muitos bons jogadores que também têm companheiros de ataque muito bons. Mas coloco eles no topo mundial", afirmou o jogador em entrevista coletiva nesta terça-feira, em Londres.
O zagueiro lamentou os desfalques de Philippe Coutinho e Casemiro, que se machucaram e, por isso, foram cortados da seleção, mas confia que o elenco tem peças para substituir as ausências. Ele, inclusive, se colocou à disposição para jogar de volante, caso Tite queira improvisar.
O Brasil enfrenta o Uruguai nesta sexta-feira, às 18 horas (de Brasília), no Emirates Stadium, estádio que pertence ao Arsenal. Na terça seguinte, o segundo adversário será o Camarões, às 17h30, no pequeno MK Stadium, de propriedade do Milton Keynes Dons, time da quarta divisão inglesa.