CBF pretende melhorar arbitragem brasileira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/11/2018 às 06:30:00

 

A cada ano que passa, os clubes sempre reclamam da arbitragem brasileira, que praticamente toda semana comete erros. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) quer diminui-los, e para isso faz o trabalho de desenvolvimento e fortalecimento do quadro nacional de árbitros através do Programa de Renovação da Arbitragem Brasileira 2018 (PRAB-2018).
Nessa fase do projeto, que tem início previsto para os dias 20 de novembro e 3 de dezembro, o intuito é revelar novos valores e acelerar a formação de jovens nomes para o futuro da arbitragem no Brasil. As atividades serão sediadas em Águas de Lindóia, interior de São Paulo.
Os selecionados pela Comissão Nacional de Arbitragem irão ficar concentrados em um ciclo de atividades, planejadas com três grandes pilares para a formação dos árbitros: físico, teórico e mental. As sessões de treinamentos são dividias em três períodos: manhã, tarde e noite.
O programa ainda conta com orientação do corpo de instrutores da Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF). A primeira turma que irá se apresentar é composta por 26 árbitros e assistentes e fica responsável aos treinos entre os dias 20 e 29 de novembro. O grupo seguinte contará com 28 integrantes e fica reunida nos dias 3 e 12 de dezembro.

A cada ano que passa, os clubes sempre reclamam da arbitragem brasileira, que praticamente toda semana comete erros. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) quer diminui-los, e para isso faz o trabalho de desenvolvimento e fortalecimento do quadro nacional de árbitros através do Programa de Renovação da Arbitragem Brasileira 2018 (PRAB-2018).
Nessa fase do projeto, que tem início previsto para os dias 20 de novembro e 3 de dezembro, o intuito é revelar novos valores e acelerar a formação de jovens nomes para o futuro da arbitragem no Brasil. As atividades serão sediadas em Águas de Lindóia, interior de São Paulo.
Os selecionados pela Comissão Nacional de Arbitragem irão ficar concentrados em um ciclo de atividades, planejadas com três grandes pilares para a formação dos árbitros: físico, teórico e mental. As sessões de treinamentos são dividias em três períodos: manhã, tarde e noite.
O programa ainda conta com orientação do corpo de instrutores da Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF). A primeira turma que irá se apresentar é composta por 26 árbitros e assistentes e fica responsável aos treinos entre os dias 20 e 29 de novembro. O grupo seguinte contará com 28 integrantes e fica reunida nos dias 3 e 12 de dezembro.