Tite promete novidades contra Camarões

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A Seleção do Brasil fez nesta segunda-feira o último treino antes do jogo contra Camarões
A Seleção do Brasil fez nesta segunda-feira o último treino antes do jogo contra Camarões

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/11/2018 às 06:20:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
O time do Brasil para 
enfrentar a Seleção 
de Camarões está pronto e definido, mas o treinador Tite prefere fazer mistério sobre a equipe, que colocará em campo. Ele, no entanto, não nega que fará algumas modificações na equipe que venceu o Uruguai no último amistoso. Nesta segunda-feira (19), o técnico Tite comandou o último treinamento da Seleção Brasileira em 2018. A atividade, realizada no MK Stadium, em Milton Keynes, foi um trabalho tático de olho no amistoso do dia seguinte, contra Camarões.
Em campo, os jogadores participaram da já mais do que tradicional atividade de véspera de jogo, o "treino invisível", quando 11 atletas jogam sem adversários, apenas testando movimentos. Depois, aí sim com duas equipes dispostas em campo, Tite deixou a bola rolar para exercitar o que já havia sido treinado. Antes do fim do trabalho desta segunda-feira, os jogadores ainda praticaram os lances de bola parada. Brasil e Camarões se enfrentam nesta terça-feira (20), em Milton Keynes, no MK Stadium. A bola rola para o confronto às 19h30 (17h30 de Brasília).
Tite adianta escalações de Ederson, Marquinhos, Pablo, Alex Sandro e Firmino, mas deixa dúvidas no meio-campo, setor que exige maiores correções da comissão técnica. Tite não revelou a escalação inteira da seleção brasileira para o amistoso desta terça-feira, contra Camarões, mas deu informações importantes para se chegar ao time escolhido:
Serão seis mudanças em relação à equipe titular na vitória sobre o Uruguai.    Alex Sandro, escolhido para dar entrevista junto com o técnico, jogará no lugar de Filipe Luís.  Ederson vai substituir Alisson no gol. Firmino será mantido no ataque, numa opção que visa lapidar o entrosamento no setor e Marquinhos e Pablo formarão a dupla de zaga.
- Os números do jogo contra o Uruguai e nossa sequência mostram que dificuldade nossa? O processo de criação, que é o mais difícil. O Firmino está entrando agora é desumano, incorreto não dar continuidade para que ele possa ter fluência nessa combinação de jogadas ofensivas.

O time do Brasil para  enfrentar a Seleção  de Camarões está pronto e definido, mas o treinador Tite prefere fazer mistério sobre a equipe, que colocará em campo. Ele, no entanto, não nega que fará algumas modificações na equipe que venceu o Uruguai no último amistoso. Nesta segunda-feira (19), o técnico Tite comandou o último treinamento da Seleção Brasileira em 2018. A atividade, realizada no MK Stadium, em Milton Keynes, foi um trabalho tático de olho no amistoso do dia seguinte, contra Camarões.
Em campo, os jogadores participaram da já mais do que tradicional atividade de véspera de jogo, o "treino invisível", quando 11 atletas jogam sem adversários, apenas testando movimentos. Depois, aí sim com duas equipes dispostas em campo, Tite deixou a bola rolar para exercitar o que já havia sido treinado. Antes do fim do trabalho desta segunda-feira, os jogadores ainda praticaram os lances de bola parada. Brasil e Camarões se enfrentam nesta terça-feira (20), em Milton Keynes, no MK Stadium. A bola rola para o confronto às 19h30 (17h30 de Brasília).
Tite adianta escalações de Ederson, Marquinhos, Pablo, Alex Sandro e Firmino, mas deixa dúvidas no meio-campo, setor que exige maiores correções da comissão técnica. Tite não revelou a escalação inteira da seleção brasileira para o amistoso desta terça-feira, contra Camarões, mas deu informações importantes para se chegar ao time escolhido:
Serão seis mudanças em relação à equipe titular na vitória sobre o Uruguai.    Alex Sandro, escolhido para dar entrevista junto com o técnico, jogará no lugar de Filipe Luís.  Ederson vai substituir Alisson no gol. Firmino será mantido no ataque, numa opção que visa lapidar o entrosamento no setor e Marquinhos e Pablo formarão a dupla de zaga.
- Os números do jogo contra o Uruguai e nossa sequência mostram que dificuldade nossa? O processo de criação, que é o mais difícil. O Firmino está entrando agora é desumano, incorreto não dar continuidade para que ele possa ter fluência nessa combinação de jogadas ofensivas.