Mais uma vitória apertada do Brasil

Esporte


  • Em um mais um jogo fraco, Brasil teve dificuldades para vencer Camarões

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
Sem convencer, o Brasil 
venceu Camarões por 1 
a 0 em seu último compromisso de 2018, mas a partida desta terça-feira (20) pode ter criado uma preocupação que vai além da seleção brasileira. Substituído por Richarlison, que fez o gol da vitória, Neymar se machucou logo nos primeiros minutos.
Embora seja financeiramente mais valiosa que Camarões, a equipe de Tite demorou para se recuperar da perda de seu principal jogador e pouco criou em campo. De acordo com Rodrigo Lasmar, médico da seleção, o atacante sentiu um "desconforto na virilha".
Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Tite fechou o ciclo de amistosos pós-Copa do Mundo com 100% de aproveitamento. Foram seis jogos e seis vitórias, com 12 bolas na rede e nenhum gol sofrido. Nessas partidas o time venceu, porém não convenceu.
O teste inédito para comandante Tite diante de uma seleção africana começou com seis alterações em relação ao time que iniciou a partida contra o Uruguai, na última sexta-feira (16). Entraram Ederson, Pablo, Alex Sandro, Allan, Paulinho e Willian para as saídas de Alisson, Miranda, Filipe Luís, Walace, Renato Augusto e Douglas Costa.
O jogo - A Seleção Brasileira dominou o primeiro tempo do confronto tendo mais posse de bola e criando as melhores chances. Mas o gol demorou a sair. Aos poucos o Brasil subiu a marcação e passou a pressionar os camaroneses já no campo de ataque. A mudança deu resultado. Nos minutos finais da primeira etapa, a Seleção Brasileira ainda criou outras três oportunidades. 
Aos 40, Richarlison cruzou na medida para Firmino que, de cabeça, mandou para fora. Três minutos depois, Allan arriscou de fora da área, a bola bateu na marcação e quase surpreendeu o goleiro camaronês, que jogou para fora. No escanteio, Richarlison subiu livre para marcar o primeiro gol brasileiro: 1 a 0. O único lance de perigo de Camarões saiu dos pés do camisa 6 Malong que experimentou da intermediária, aos dez minutos de jogo.
Na volta do intervalo, o segundo tempo começou mais equilibrado. Aos três minutos, Willian pela direita cruzou rasteiro, mas nem Gabriel Jesus nem Richarlison alcançaram a bola. Aos sete foi a vez de Camarões chegar ao ataque. Ekambi achou Bahoken na área que finalizou renta à meta Canarinho.  Na resposta brasileira, Gabriel Jesus aproveitou uma saída errada do goleiro Ondoa e carimbou a trave. 
A partir dos 25 minutos, a Seleção Brasileira voltou a ter maior controle da partida. Aos 40 minutos, Allan recebeu dentro da área e mandou uma bomba para boa defesa do goleiro camaronês. Dois minutos depois, mais duas oportunidades em sequência: a primeira com Gabriel Jesus e a segunda com Richarlison, ambas pararam novamente em grandes defesas do arqueiro Ondoa.
O Brasil jogou e venceu com: Ederson, Danilo, Marquinhos, Pablo, Alex Sandro; Arthur, Allan, Paulinho (Walace); Neymar (Richarlison), Willian (Douglas Costa) e Firmino (Gabriel Jesus).

Sem convencer, o Brasil  venceu Camarões por 1  a 0 em seu último compromisso de 2018, mas a partida desta terça-feira (20) pode ter criado uma preocupação que vai além da seleção brasileira. Substituído por Richarlison, que fez o gol da vitória, Neymar se machucou logo nos primeiros minutos.
Embora seja financeiramente mais valiosa que Camarões, a equipe de Tite demorou para se recuperar da perda de seu principal jogador e pouco criou em campo. De acordo com Rodrigo Lasmar, médico da seleção, o atacante sentiu um "desconforto na virilha".
Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Tite fechou o ciclo de amistosos pós-Copa do Mundo com 100% de aproveitamento. Foram seis jogos e seis vitórias, com 12 bolas na rede e nenhum gol sofrido. Nessas partidas o time venceu, porém não convenceu.
O teste inédito para comandante Tite diante de uma seleção africana começou com seis alterações em relação ao time que iniciou a partida contra o Uruguai, na última sexta-feira (16). Entraram Ederson, Pablo, Alex Sandro, Allan, Paulinho e Willian para as saídas de Alisson, Miranda, Filipe Luís, Walace, Renato Augusto e Douglas Costa.

O jogo - A Seleção Brasileira dominou o primeiro tempo do confronto tendo mais posse de bola e criando as melhores chances. Mas o gol demorou a sair. Aos poucos o Brasil subiu a marcação e passou a pressionar os camaroneses já no campo de ataque. A mudança deu resultado. Nos minutos finais da primeira etapa, a Seleção Brasileira ainda criou outras três oportunidades. 
Aos 40, Richarlison cruzou na medida para Firmino que, de cabeça, mandou para fora. Três minutos depois, Allan arriscou de fora da área, a bola bateu na marcação e quase surpreendeu o goleiro camaronês, que jogou para fora. No escanteio, Richarlison subiu livre para marcar o primeiro gol brasileiro: 1 a 0. O único lance de perigo de Camarões saiu dos pés do camisa 6 Malong que experimentou da intermediária, aos dez minutos de jogo.
Na volta do intervalo, o segundo tempo começou mais equilibrado. Aos três minutos, Willian pela direita cruzou rasteiro, mas nem Gabriel Jesus nem Richarlison alcançaram a bola. Aos sete foi a vez de Camarões chegar ao ataque. Ekambi achou Bahoken na área que finalizou renta à meta Canarinho.  Na resposta brasileira, Gabriel Jesus aproveitou uma saída errada do goleiro Ondoa e carimbou a trave. 
A partir dos 25 minutos, a Seleção Brasileira voltou a ter maior controle da partida. Aos 40 minutos, Allan recebeu dentro da área e mandou uma bomba para boa defesa do goleiro camaronês. Dois minutos depois, mais duas oportunidades em sequência: a primeira com Gabriel Jesus e a segunda com Richarlison, ambas pararam novamente em grandes defesas do arqueiro Ondoa.
O Brasil jogou e venceu com: Ederson, Danilo, Marquinhos, Pablo, Alex Sandro; Arthur, Allan, Paulinho (Walace); Neymar (Richarlison), Willian (Douglas Costa) e Firmino (Gabriel Jesus).

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS