'O Corcunda de Notre Dame' segue em Temporada no Museu da Gente Sergipana

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 22/11/2018 às 06:28:00

 

Realização, gratidão e muita emoção. Três palavras que descrevem a temporada do premiado musical 'O Corcunda de Notre Dame' no Museu da Gente Sergipana.  As apresentações seguem até dia 08 de dezembro e não mais até o dia 15, como foi divulgado anteriormente. "Neste dia, o museu estará fechado, porque na data anterior é a festa de Natal do museu e vamos integrar essa programação especial com a estreia de nosso novo espetáculo, o que muito nos orgulha", explica a diretora geral da Cia, a atriz e bailarina Tetê Nahas.
Ainda segundo a artista, a temporada, que começou no último dia 27, tem alcançado muito sucesso. "Todas as apresentações tiveram casa cheia e isso nos deixa muito gratos e realizados. Qualquer artista fica feliz em estar "na sua casa", no caso, na cidade natal, realizando uma temporada artística. Já mostramos nossa arte para quase 400 pessoas, e no espaço, para assistir com conforto sempre cabem pouco mais de 100 pessoas", informa Tetê.
O espetáculo - Musical adaptado do texto de Victor Hugo, é uma aventura que fala de amor, amizade e respeito, além de preconceitos existentes na sociedade. São 20 atores, que além do texto, cantam belas canções e executam coreografias.
A peça conta a história de Quasímodo, um corcunda que mora enclausurado, desde a infância, nos porões da catedral de Notre Dame. Um dia, Quasímodo decide sair da escuridão em que vive e conhece Esmeralda, uma bela cigana por quem se apaixona. Mas para conseguir concretizar seu amor ele terá que enfrentar o poderoso Claude Frollo, e seu fiel ajudante, Febo.

Realização, gratidão e muita emoção. Três palavras que descrevem a temporada do premiado musical 'O Corcunda de Notre Dame' no Museu da Gente Sergipana.  As apresentações seguem até dia 08 de dezembro e não mais até o dia 15, como foi divulgado anteriormente. "Neste dia, o museu estará fechado, porque na data anterior é a festa de Natal do museu e vamos integrar essa programação especial com a estreia de nosso novo espetáculo, o que muito nos orgulha", explica a diretora geral da Cia, a atriz e bailarina Tetê Nahas.
Ainda segundo a artista, a temporada, que começou no último dia 27, tem alcançado muito sucesso. "Todas as apresentações tiveram casa cheia e isso nos deixa muito gratos e realizados. Qualquer artista fica feliz em estar "na sua casa", no caso, na cidade natal, realizando uma temporada artística. Já mostramos nossa arte para quase 400 pessoas, e no espaço, para assistir com conforto sempre cabem pouco mais de 100 pessoas", informa Tetê.

O espetáculo - Musical adaptado do texto de Victor Hugo, é uma aventura que fala de amor, amizade e respeito, além de preconceitos existentes na sociedade. São 20 atores, que além do texto, cantam belas canções e executam coreografias.
A peça conta a história de Quasímodo, um corcunda que mora enclausurado, desde a infância, nos porões da catedral de Notre Dame. Um dia, Quasímodo decide sair da escuridão em que vive e conhece Esmeralda, uma bela cigana por quem se apaixona. Mas para conseguir concretizar seu amor ele terá que enfrentar o poderoso Claude Frollo, e seu fiel ajudante, Febo.