Conselheiro reconhece município que obteve melhor desempenho na correlação entre Ideb e custo-aluno

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Clóvis Barbosa com o prefeito Danilo de Joaldo, de Itabaianinha
Clóvis Barbosa com o prefeito Danilo de Joaldo, de Itabaianinha

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/11/2018 às 06:38:00

 

O conselheiro Clóvis Barbosa, do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), esteve reunido na manhã dessa terça-feira, 20, com o prefeito de Itabaianinha, Danilo Alves de Carvalho, mais conhecido como Danilo de Joaldo, para parabenizá-lo pela primeira colocação do município em relação à eficiência no investimento na educação. O resultado foi obtido através do estudo técnico realizado pelo Ministério Público de Contas, que fez a relação entre o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e a quantidade de recursos investidos por aluno.
Na reunião, Clóvis Barbosa aproveitou para saber um pouco mais das ações realizadas pelo prefeito na área da educação. "Esta experiência de Itabaianinha vai irradiar para outros municípios. Nós pretendemos melhorar cada vez mais a educação no Estado. Sabemos que o nosso Ideb é um dos piores do país, mas que tem tido um esforço dos gestores em vários municípios sergipanos para melhorar a prestação de serviço nesta área educacional", disse o conselheiro.  
Em relação aos municípios que não obtiveram o mesmo êxito, sobretudo, aos que são circunvizinhos a Itabaianinha, o conselheiro disse que irá enviar alguns técnicos com experiência na área para dar um suporte maior. 
O prefeito ficou satisfeito pelo reconhecimento do Tribunal de Contas e do Ministério Público de Contas em relação ao que o município vem realizando. "Fizemos questão de trazer toda nossa equipe pedagógica para participar deste reconhecimento. Nós sabemos que a educação também feita pelas merendeiras, porteiros, motoristas, professores, técnicos, secretários, gestores, pela família e pelos alunos", pontuou o gestor de Itabaianinha.  
Instrução e cobrança - Ele destacou também a atuação do TCE, que sempre acompanha os municípios com instrução e cobrança. "O Tribunal tem sido um parceiro na nossa gestão e a gente fica satisfeito pelo compromisso do Tribunal não só com Itabaianinha, mas com todos os municípios [...] todas as dúvidas que surgem temos este apoio do Tribunal para fazer da melhor forma possível", afirma Danilo. 
O procurador-geral João Augusto dos Anjos Bandeira de Mello também esteve na reunião e disse que as ações efetivadas em Itabaianinha podem trazer bons resultados, inclusive, para outros municípios. "É importante parabenizar aqueles gestores que produzem bons serviços públicos a sociedade. Como todos sabem, a educação é algo extremamente relevante para o futuro de cada município do estado. É importante este apoio e a preocupação do Tribunal de Contas e Ministério Público de Contas em relação a este tema", ressaltou.  
Sobre o estudo preliminar, João Augusto disse que foi enviado para a Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviço (DCEOS), mais precisamente para a Coordenadoria de Auditoria Operacional, a fim de que os números sejam validados, ampliados e continuamente propagados. "A divulgação pode, inclusive, estimular que outros municípios persigam este objetivo em relação a educação", acredita Bandeira.  

O conselheiro Clóvis Barbosa, do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), esteve reunido na manhã dessa terça-feira, 20, com o prefeito de Itabaianinha, Danilo Alves de Carvalho, mais conhecido como Danilo de Joaldo, para parabenizá-lo pela primeira colocação do município em relação à eficiência no investimento na educação. O resultado foi obtido através do estudo técnico realizado pelo Ministério Público de Contas, que fez a relação entre o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e a quantidade de recursos investidos por aluno.
Na reunião, Clóvis Barbosa aproveitou para saber um pouco mais das ações realizadas pelo prefeito na área da educação. "Esta experiência de Itabaianinha vai irradiar para outros municípios. Nós pretendemos melhorar cada vez mais a educação no Estado. Sabemos que o nosso Ideb é um dos piores do país, mas que tem tido um esforço dos gestores em vários municípios sergipanos para melhorar a prestação de serviço nesta área educacional", disse o conselheiro.  Em relação aos municípios que não obtiveram o mesmo êxito, sobretudo, aos que são circunvizinhos a Itabaianinha, o conselheiro disse que irá enviar alguns técnicos com experiência na área para dar um suporte maior. 
O prefeito ficou satisfeito pelo reconhecimento do Tribunal de Contas e do Ministério Público de Contas em relação ao que o município vem realizando. "Fizemos questão de trazer toda nossa equipe pedagógica para participar deste reconhecimento. Nós sabemos que a educação também feita pelas merendeiras, porteiros, motoristas, professores, técnicos, secretários, gestores, pela família e pelos alunos", pontuou o gestor de Itabaianinha.  

Instrução e cobrança - Ele destacou também a atuação do TCE, que sempre acompanha os municípios com instrução e cobrança. "O Tribunal tem sido um parceiro na nossa gestão e a gente fica satisfeito pelo compromisso do Tribunal não só com Itabaianinha, mas com todos os municípios [...] todas as dúvidas que surgem temos este apoio do Tribunal para fazer da melhor forma possível", afirma Danilo. 
O procurador-geral João Augusto dos Anjos Bandeira de Mello também esteve na reunião e disse que as ações efetivadas em Itabaianinha podem trazer bons resultados, inclusive, para outros municípios. "É importante parabenizar aqueles gestores que produzem bons serviços públicos a sociedade. Como todos sabem, a educação é algo extremamente relevante para o futuro de cada município do estado. É importante este apoio e a preocupação do Tribunal de Contas e Ministério Público de Contas em relação a este tema", ressaltou.  
Sobre o estudo preliminar, João Augusto disse que foi enviado para a Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviço (DCEOS), mais precisamente para a Coordenadoria de Auditoria Operacional, a fim de que os números sejam validados, ampliados e continuamente propagados. "A divulgação pode, inclusive, estimular que outros municípios persigam este objetivo em relação a educação", acredita Bandeira.