Muitos nomes

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O senador eleito Rogério Carvalho (PT) convidou o vereador Palhaço Soneca (PPS) para ingressar no Partido dos Trabalhadores. Soneca, que já votou com o petista nas últimas eleições, disse que ficou \"lisonjeado\" com o convite e pode aceitar por t
O senador eleito Rogério Carvalho (PT) convidou o vereador Palhaço Soneca (PPS) para ingressar no Partido dos Trabalhadores. Soneca, que já votou com o petista nas últimas eleições, disse que ficou \"lisonjeado\" com o convite e pode aceitar por t

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/11/2018 às 06:04:00

 

O resultado das eleições deste ano 
animou alguns candidatos a dis-
putar as eleições para prefeito de Aracaju em 2020, mediante votação que consideram expressiva na capital.
Pelo menos seis candidatos em 2018, alguns vitoriosos outros não, já demonstram interesse em disputar a sucessão do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). São eles: o deputado estadual reeleito Gilmar Carvalho (PSC); o deputado federal reeleito João Daniel (PT); os candidatos a deputado federal Márcio Macedo, vice-presidente nacional do PT, e Emília Correa (Patriota), vereadora de Aracaju; o candidato a senador Henry Clay (PPL), presidente da OAB; e Márcio Andrade (PMN), candidato a governador.
A motivação de Gilmar Carvalho tem a ver com o fato de ter sido o candidato a deputado estadual mais votado em Aracaju, com 14.128 votos válidos (5,12%). No Estado, o deputado foi o quarto eleito mais votado para a Assembleia, com 34.160 votos (3,14%)
O petista João Daniel já amadurece essa ideia por ter tido 9.714 votos em Aracaju (3,84%), sendo o terceiro mais votado na capital dos oito deputados federais eleitos. O primeiro mais votado foi Fábio Mitidieri (PSD), com 15.712 (6,21%), e o segundo Laércio Oliveira (PP), com 13.980 votos (5,53%). No estado, João Daniel obteve 59.933 votos (6%). 
Márcio Macedo, também petista, está animado para disputar a prefeitura por ter sido o segundo candidato a deputado federal mais votado em Aracaju, com 16.238 votos (6,42%). O petista, que foi o sétimo candidato mais votado para deputado federal, com 49.921 votos (5,30%), só não foi eleito por conta do coeficiente eleitoral. Ele briga na Justiça pela vaga de Fábio Henrique (PDT), que foi eleito deputado federal por média, com apenas 35 mil votos.
Já a motivação de Emília Correa para concorrer a PMA tem a ver com o ato de ter sido a candidata a deputada federal mais bem votada em Aracaju, ao ter conquistado nas urnas 34.805 votos (13,76%). No estado, ela foi a sexta mais votada, com 52.921 votos (5,30%), mas não foi eleita porque o seu partido não atingiu o coeficiente eleitoral. Emília é a única que já tem nome para vice: a delegada Danielle Garcia.
Henry Clay, que estreou na política nas eleições deste ano, já pensa na próxima eleição empolgado por ter sido o segundo candidato a senador mais votado em Aracaju, com os 52.305 votos (10,77%) conquistados na capital sergipana. O primeiro candidato ao Senado mais votado na cidade foi o delegado eleito Alessandro Vieira (Rede), com 191.909 votos (35,52%). No estado, Henry Clay  obteve 109.562 votos.
A empolgação de Milton Andrade para concorrer a prefeitura tem a ver com os 16.238 votos (6,42%) que teve em Aracaju na disputa pelo governo, quando obteve 49.055 votos (5,99%) em todo o estado.
Ninguém sabe se daqui a dois anos esses nomes ainda estarão em evidência, mas a disputa pela PMA promete.

O resultado das eleições deste ano  animou alguns candidatos a dis- putar as eleições para prefeito de Aracaju em 2020, mediante votação que consideram expressiva na capital.
Pelo menos seis candidatos em 2018, alguns vitoriosos outros não, já demonstram interesse em disputar a sucessão do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). São eles: o deputado estadual reeleito Gilmar Carvalho (PSC); o deputado federal reeleito João Daniel (PT); os candidatos a deputado federal Márcio Macedo, vice-presidente nacional do PT, e Emília Correa (Patriota), vereadora de Aracaju; o candidato a senador Henry Clay (PPL), presidente da OAB; e Márcio Andrade (PMN), candidato a governador.
A motivação de Gilmar Carvalho tem a ver com o fato de ter sido o candidato a deputado estadual mais votado em Aracaju, com 14.128 votos válidos (5,12%). No Estado, o deputado foi o quarto eleito mais votado para a Assembleia, com 34.160 votos (3,14%)
O petista João Daniel já amadurece essa ideia por ter tido 9.714 votos em Aracaju (3,84%), sendo o terceiro mais votado na capital dos oito deputados federais eleitos. O primeiro mais votado foi Fábio Mitidieri (PSD), com 15.712 (6,21%), e o segundo Laércio Oliveira (PP), com 13.980 votos (5,53%). No estado, João Daniel obteve 59.933 votos (6%). 
Márcio Macedo, também petista, está animado para disputar a prefeitura por ter sido o segundo candidato a deputado federal mais votado em Aracaju, com 16.238 votos (6,42%). O petista, que foi o sétimo candidato mais votado para deputado federal, com 49.921 votos (5,30%), só não foi eleito por conta do coeficiente eleitoral. Ele briga na Justiça pela vaga de Fábio Henrique (PDT), que foi eleito deputado federal por média, com apenas 35 mil votos.
Já a motivação de Emília Correa para concorrer a PMA tem a ver com o ato de ter sido a candidata a deputada federal mais bem votada em Aracaju, ao ter conquistado nas urnas 34.805 votos (13,76%). No estado, ela foi a sexta mais votada, com 52.921 votos (5,30%), mas não foi eleita porque o seu partido não atingiu o coeficiente eleitoral. Emília é a única que já tem nome para vice: a delegada Danielle Garcia.
Henry Clay, que estreou na política nas eleições deste ano, já pensa na próxima eleição empolgado por ter sido o segundo candidato a senador mais votado em Aracaju, com os 52.305 votos (10,77%) conquistados na capital sergipana. O primeiro candidato ao Senado mais votado na cidade foi o delegado eleito Alessandro Vieira (Rede), com 191.909 votos (35,52%). No estado, Henry Clay  obteve 109.562 votos.
A empolgação de Milton Andrade para concorrer a prefeitura tem a ver com os 16.238 votos (6,42%) que teve em Aracaju na disputa pelo governo, quando obteve 49.055 votos (5,99%) em todo o estado.
Ninguém sabe se daqui a dois anos esses nomes ainda estarão em evidência, mas a disputa pela PMA promete.

Em liberdade

Após 15 dias preso, o prefeito Valmir de Francisquinho (PR-Itabaiana) foi solto ontem do Presídio Militar, mediante habeas corpus concedido pelo desembargador Diógenes Barreto, do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE). Também foram liberados o secretário municipal de Agricultura, Erotildes de Jesus, e mais três pessoas que trabalhavam no Matadouro, que foi alvo da investigação da Operação Abate Final, pela cobrança de R$ 50,00 por cada rés abatida e apenas R$ 10,00 ir para os cofres da prefeitura.

Festa

O povo de Itabaiana fez festa ontem nas ruas para receber Valmir, que foi solto por volta das 15h30 e chegou ao município no início da noite.  O prefeito afastado chegou em carreata, que começou na saída do Presídio Militar em Aracaju, e agradeceu a Deus pela sua liberdade. O comércio chegou a fechar às portas no final da tarde para liberar os empregados para a recepção ao prefeito.

Acusação

Valmir de Francisquinho foi preso pela acusação de crimes de cobrança indevida de tributos, lavagem de dinheiro, associação criminosa e de licitação entre os anos de 2015 e 2017 relacionados ao matadouro da cidade.  O Ministério Público de Itabaiana pediu o seu afastamento e o prefeito foi indiciado pelo Departamento de Combate aos Crimes Tributários e Administração Pública (Deotap), por três crimes: crime de licitação, excesso de exação qualificada (cobrança indevida de tributos) e associação criminosa.

Permanece afastado

Responde pelo comando do município de Itabaiana desde a terça-feira passada a vice-prefeita Carminha Mendonça (PSDB), que deve continuar mais um tempo no cargo. É que a decisão da justiça é pelo afastamento de Valmir de Francisquinho do cargo e a proibição de acesso a órgãos da administração pública municipal, especialmente o matadouro de Itabaiana.  

Preocupação

Em pronunciamento ontem na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Georgeo Passos (REDE) mostrou-se preocupado com situação do Matadouro Público de Ribeirópolis, relembrando, inclusive, de decisão do Ministério Público da Justiça, no pedido do Ministério Público Estadual, em 2017, onde determinou a interdição do Matadouro. Revelou que na quarta-feira o prefeito Antônio Passos recebeu uma autuação da Adema, com fixação de multa no valor de R$ 30 mil reais, pelo descumprimento de infração anterior, com relação a licenciamento ambiental. 

Auditoria nos matadouros

Durante sessão de ontem do pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) foi aprovado a realização de auditoria nos municípios sergipanos onde funcionam matadouros públicos. A propositura foi de autoria do presidente Ulices Andrade, mediante as irregularidades constatadas pelo Ministério Público do Estado (MPE) nos municípios de Itabaiana e Lagarto.

Expectativa

Em Riachão do Dantas a oposição a prefeita afastada Gerana Costa (PTdoB) aguarda  o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), despachar requerimento de cumprimento imediato da decisão do tribunal marcando a data da eleição suplementar no município, já requerida pela "Coligação Riachão em Você eu Acredito". A prefeita e o seu vice tiveram mandato cassado por abuso de poder econômico nas eleições de 2016

Cantando a pedra

O ex-deputado federal João Fontes disse ontem que já esperava a saída do deputado estadual reeleito Luciano Pimentel do PSB. "Conversei com o deputado há trinta dias e percebi o seu descontentamento com o PSB do Senador Valadares. Luciano demonstrou ter muito carinho pelo deputado Valadares Filho. Registrei nos minutos com João Fontes, há 15 dias, que a saída de Pimentel do PSB seria uma questão de tempo e que o PSB foi o grande perdedor das eleições de 2018 em Sergipe!", revela.

Ponto de vista

Ressalta Fontes: "A verdade é que muito difícil conviver na política com o estilo individualista do senador Valadares. O senador não aprendeu com os ensinamentos do livro de Eclesiastes: Uma geração vai, e outra geração vem, mas a terra para sempre permanece". Enfatiza ainda: "Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade. Faltou ao senador observar os ensinamentos do sábio Rei Salomão nos seus Provérbios e a  profecia de Oseias: "quem semeia vento colhe tempestade. A vida é feita de escolhas!!!".

Na Folha

A coluna Painel da Folha de São Paulo publicou ontem a seguinte nota:  "Em encontro nesta quarta-feira, 21, governadores do Nordeste pediram a seus aliados no Congresso que trabalhem pela candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL) à presidência do Senado". Ressalta a nota que Renan já tem apoio da maioria do MDB, de alas do PSDB e do centrão e que quem conhece o emedebista diz que ele só entrará oficialmente na disputa quando tiver garantia de vitória.

Veja essa ...

Do ex-candidato a presidente Fernando Haddad durante encontro das bancadas do PT da Câmara e do Senado, anteontem, em Brasília, sobre a tentativa de criação de um bloco de oposição a Jair Bolsonaro sem a participação do seu partido: "Frente de esquerda sem o PT ou é miopia ou uma esquerda que não é tão esquerda assim". Foi uma indireta ao PDT, PSB e PCdoB que organizam uma frente contra Bolsonaro excluindo o PT.

Curtas

Não é só o vereador de Aracaju, Palhaço Soneca, do PPS, que pode deixar o partido e se filiar ao PT. Quem já estuda essa possibilidade é o vereador de Estância, Pedro da Silva Benjamin, que já está no seu segundo mandato.

Quem fez o convite a Pedro, aliado do prefeito Gilson Andrade (PTC), foi o vereador Artur do PT. Diz que tem três eleições que cota com o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, e que após a sua posse em Brasília no próximo ano, que pretende comparecer, tomará uma posição.   

Por unanimidade, os ministros do TSE não conheceram do pedido de registro do estatuto e do órgão nacional do Partido Reformista Democrático (PRD).

Ao analisar ontem a documentação apresentada pela legenda em formação, a Corte verificou que a sigla não comprovou o requisito legal do "caráter nacional". Esse preceito refere-se ao apoio de eleitores exigido por lei para a aprovação do registro partidário. 

A V Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente acontecerá em Laranjeiras, no próximo dia 27 de novembro, com a presença da adolescente Anna Luiza, escritora, palestrante e ativista infantojuvenil pelo Partners of Americas.