Suspeito de tráfico é preso durante operação em Campo do Brito

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 24/11/2018 às 06:24:00

 

A Polícia Civil deflagrou ontem, em Campo do Brito (Agreste), a 'Operação Incomodar', para cumprir mandados de prisão contra pessoas envolvidas com o tráfico de drogas no município. Os trabalhos resultaram na detenção de Nivaldo da Cruz, 50 anos. Contra o preso, que é suspeito de tráfico de drogas e já esteve detido pelo mesmo crime em 2015, havia um mandado de busca e apreensão em aberto. 
Nivaldo foi localizado nas primeiras horas de hoje em sua residência, na Rua C, no bairro Mutirão, no Campo do Brito. No local, foram apreendidas 62 pedras de crack. O caso foi levado à Delegacia Regional de Itabaiana, onde o homem confessou o crime. A polícia chegou ao paradeiro do infrator durante investigações coordenadas pela delegada Lauana Guedes, responsável pela Delegacia de Campo do Brito. 
Participaram dos trabalhos, as Delegacias de Macambira, São Domingos, Brito e Itabaiana, além da Coordenadoria de Polícia Civil no Interior (Copci) e do Grupo Especial de Repressão e Busca (Gerb).

A Polícia Civil deflagrou ontem, em Campo do Brito (Agreste), a 'Operação Incomodar', para cumprir mandados de prisão contra pessoas envolvidas com o tráfico de drogas no município. Os trabalhos resultaram na detenção de Nivaldo da Cruz, 50 anos. Contra o preso, que é suspeito de tráfico de drogas e já esteve detido pelo mesmo crime em 2015, havia um mandado de busca e apreensão em aberto. 
Nivaldo foi localizado nas primeiras horas de hoje em sua residência, na Rua C, no bairro Mutirão, no Campo do Brito. No local, foram apreendidas 62 pedras de crack. O caso foi levado à Delegacia Regional de Itabaiana, onde o homem confessou o crime. A polícia chegou ao paradeiro do infrator durante investigações coordenadas pela delegada Lauana Guedes, responsável pela Delegacia de Campo do Brito. 
Participaram dos trabalhos, as Delegacias de Macambira, São Domingos, Brito e Itabaiana, além da Coordenadoria de Polícia Civil no Interior (Copci) e do Grupo Especial de Repressão e Busca (Gerb).