Pela primeira vez, iniciativa do Sergipe é premiada no Desafio Criativos da Escola

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/11/2018 às 06:50:00

 

A comunidade do assentamento Florestan Fernandes, em Canindé de São Francisco (SE) - região coberta pela caatinga no alto sertão, a cerca de 200 quilômetros de Aracaju - enfrenta problemas de abastecimento de água com frequência. As 46 famílias que moram ali dependem de caminhões pipa para o consumo básico, porém, o fornecimento não era suficiente para fazer a rega das plantações, fonte de renda e subsistência local. Atentas a essa situação, duas alunas do Ensino Médio do Colégio Estadual Delmiro de Miranda Britto, engajaram a comunidade escolar e, com a ajuda dos professores, criaram o projeto "Apoio à Conservação Ambiental", um dos 11 premiados na 4ª edição do Desafio Criativos da Escola.
Além da falta de água, que impactava na ausência de hortaliças frescas para o consumo na merenda, as alunas perceberam que os colegas reclamavam de problemas respiratórios, ocasionados pelo tempo seco. Para mudar essa realidade e resolver a situação do abastecimento, as alunas, junto com os colegas, elaboraram um plano de ações para a limpeza de uma nascente, e instalação de cisternas para armazenar água de chuva. Também organizaram mutirões para reflorestar o entorno da escola e do assentamento, implantaram sistemas agroflorestais, construíram ecofogões, banheiros e fossas para impedir a recontaminação da nascente.
Os resultados dos esforços apareceram em pouco tempo: o grupo conseguiu desobstruir a nascente e a expectativa é que, em breve, os moradores de Florestan Fernandes sejam abastecidos por essas águas, dispensando o uso dos caminhões pipa. Além disso, o cardápio escolar agora oferece alface, coentro, e outras folhagens colhidas diretamente da horta. Como ação extra, as jovens, com o apoio dos vizinhos do assentamento, construíram uma casa de alvenaria para uma família que habitava em uma moradia de barro. O sucesso da ação foi tão grande que outras turmas escolares foram convidadas a conhecer a iniciativa para replicar em suas comunidades.
 Esta é a primeira vez que um projeto de Sergipe é premiado no Desafio Criativos da Escola. A cerimônia de premiação dos 11 projetos selecionados será no dia 4 de dezembro, em Fortaleza (CE), com a participação de três estudantes e um educador de cada um dos grupos selecionados. A transmissão do evento será feita ao vivo pelo canal do Youtube do Criativos da Escola. 

A comunidade do assentamento Florestan Fernandes, em Canindé de São Francisco (SE) - região coberta pela caatinga no alto sertão, a cerca de 200 quilômetros de Aracaju - enfrenta problemas de abastecimento de água com frequência. As 46 famílias que moram ali dependem de caminhões pipa para o consumo básico, porém, o fornecimento não era suficiente para fazer a rega das plantações, fonte de renda e subsistência local. Atentas a essa situação, duas alunas do Ensino Médio do Colégio Estadual Delmiro de Miranda Britto, engajaram a comunidade escolar e, com a ajuda dos professores, criaram o projeto "Apoio à Conservação Ambiental", um dos 11 premiados na 4ª edição do Desafio Criativos da Escola.
Além da falta de água, que impactava na ausência de hortaliças frescas para o consumo na merenda, as alunas perceberam que os colegas reclamavam de problemas respiratórios, ocasionados pelo tempo seco. Para mudar essa realidade e resolver a situação do abastecimento, as alunas, junto com os colegas, elaboraram um plano de ações para a limpeza de uma nascente, e instalação de cisternas para armazenar água de chuva. Também organizaram mutirões para reflorestar o entorno da escola e do assentamento, implantaram sistemas agroflorestais, construíram ecofogões, banheiros e fossas para impedir a recontaminação da nascente.
Os resultados dos esforços apareceram em pouco tempo: o grupo conseguiu desobstruir a nascente e a expectativa é que, em breve, os moradores de Florestan Fernandes sejam abastecidos por essas águas, dispensando o uso dos caminhões pipa. Além disso, o cardápio escolar agora oferece alface, coentro, e outras folhagens colhidas diretamente da horta. Como ação extra, as jovens, com o apoio dos vizinhos do assentamento, construíram uma casa de alvenaria para uma família que habitava em uma moradia de barro. O sucesso da ação foi tão grande que outras turmas escolares foram convidadas a conhecer a iniciativa para replicar em suas comunidades.
 Esta é a primeira vez que um projeto de Sergipe é premiado no Desafio Criativos da Escola. A cerimônia de premiação dos 11 projetos selecionados será no dia 4 de dezembro, em Fortaleza (CE), com a participação de três estudantes e um educador de cada um dos grupos selecionados. A transmissão do evento será feita ao vivo pelo canal do Youtube do Criativos da Escola.