Trigêmeas recebem alta da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Naiara Santos Rodrigues, 21 anos, com as três filhas
Naiara Santos Rodrigues, 21 anos, com as três filhas

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/11/2018 às 06:57:00

 

Gerenciada pela Se
cretaria de Estado 
da Saúde (SES), na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, todos os dias a vida se renova. Apesar de ser uma unidade de alto risco e de situações delicadas, cada vez que nasce um bebê, a alegria toma conta da unidade.  Uma bela cena de amor aconteceu com Naiara Santos Rodrigues, 21, que veio de Nossa Senhora das Dores para Aracaju através do SAMU, onde deu à luz no dia 10 de outubro na Lourdinha as trigêmeas da mesma placenta. Gêmeas idênticas, nascidas de parto normal  Maria, Marielly e  Marillya, deram a essa mãe uma alegria tripla na 33ª semana de gestação, (prematuras).
A primeira a chegar ao mundo, foi Maria e a terceira foi Marillya que receberam alta no dia 19 de novembro. Já a segunda, ficou mais tempo na unidade, Marielly Cristina, que recebeu alta nesta segunda-feira, 26. As crianças nasceram prematuras, e a mãe esteve todos os dias na  instituição para acompanhar os bebês. As meninas Maria e Marillya foram para casa depois de um mês e  nove dias, já  Marielly continuou internada por um mês e meio.
"Estou muito alegre, hoje vou estar com meus cinco filhos em casa e sexta-feira, dia 30, o pai vai chegar do trabalho e encontrar com todos. Meu parto foi rápido, o atendimento na unidade excelente, fui muito bem tratada na maternidade. Os profissionais aqui me ensinaram a dar banho, cuidar delas através do método canguru. Aqui tive todo cuidado necessário para as bebês e para mim, só tenho a agradecer a assistência prestada a mim e as minhas filhas", disse Naiara.
Partos - A Diretora Técnica da MNSL e pediatra Roseane Lima Santos Porto, explicou que antes a possibilidade de se ter uma gestação tripla era muito rara, ocorrendo em aproximadamente  um para cada cinco mil até um para cada dez mil partos, variando de acordo com fatores genéticos e geográficos. Atualmente, com o advento das técnicas de reprodução assistida, houve um aumento mundial na incidência de gestações múltiplas. Como em geral a gestação trigemelar pode apresentar mais complicações maternas, além de elevadas taxas de prematuridade, há com frequência necessidade de uma assistência neonatal com suporte mais avançado, muitas vezes necessitando de cuidados em unidade de terapia intensiva neonatal pela prematuridade.
A MNSL por ser a única maternidade de alto risco do Estado de Sergipe apta a receber esse tipo de gestante, considerada de alto risco, bem como os seus conceptos, já que dispõe em seu complexo neonatal de unidade de terapia intensiva, inclusive com o Centro de Prematuros - Cenpre -, destinado aos prematuros extremos, além da unidade de Cuidados Intermediários Canguru - Enfermaria Canguru.

Gerenciada pela Se cretaria de Estado  da Saúde (SES), na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, todos os dias a vida se renova. Apesar de ser uma unidade de alto risco e de situações delicadas, cada vez que nasce um bebê, a alegria toma conta da unidade.  Uma bela cena de amor aconteceu com Naiara Santos Rodrigues, 21, que veio de Nossa Senhora das Dores para Aracaju através do SAMU, onde deu à luz no dia 10 de outubro na Lourdinha as trigêmeas da mesma placenta. Gêmeas idênticas, nascidas de parto normal  Maria, Marielly e  Marillya, deram a essa mãe uma alegria tripla na 33ª semana de gestação, (prematuras).
A primeira a chegar ao mundo, foi Maria e a terceira foi Marillya que receberam alta no dia 19 de novembro. Já a segunda, ficou mais tempo na unidade, Marielly Cristina, que recebeu alta nesta segunda-feira, 26. As crianças nasceram prematuras, e a mãe esteve todos os dias na  instituição para acompanhar os bebês. As meninas Maria e Marillya foram para casa depois de um mês e  nove dias, já  Marielly continuou internada por um mês e meio.
"Estou muito alegre, hoje vou estar com meus cinco filhos em casa e sexta-feira, dia 30, o pai vai chegar do trabalho e encontrar com todos. Meu parto foi rápido, o atendimento na unidade excelente, fui muito bem tratada na maternidade. Os profissionais aqui me ensinaram a dar banho, cuidar delas através do método canguru. Aqui tive todo cuidado necessário para as bebês e para mim, só tenho a agradecer a assistência prestada a mim e as minhas filhas", disse Naiara.

Partos - A Diretora Técnica da MNSL e pediatra Roseane Lima Santos Porto, explicou que antes a possibilidade de se ter uma gestação tripla era muito rara, ocorrendo em aproximadamente  um para cada cinco mil até um para cada dez mil partos, variando de acordo com fatores genéticos e geográficos. Atualmente, com o advento das técnicas de reprodução assistida, houve um aumento mundial na incidência de gestações múltiplas. Como em geral a gestação trigemelar pode apresentar mais complicações maternas, além de elevadas taxas de prematuridade, há com frequência necessidade de uma assistência neonatal com suporte mais avançado, muitas vezes necessitando de cuidados em unidade de terapia intensiva neonatal pela prematuridade.
A MNSL por ser a única maternidade de alto risco do Estado de Sergipe apta a receber esse tipo de gestante, considerada de alto risco, bem como os seus conceptos, já que dispõe em seu complexo neonatal de unidade de terapia intensiva, inclusive com o Centro de Prematuros - Cenpre -, destinado aos prematuros extremos, além da unidade de Cuidados Intermediários Canguru - Enfermaria Canguru.