Vereador de Socorro é preso em operação contra o tráfico

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
DELEGADO DIZ QUE VEREADOR JOSÉ HILTON ESTÁ ENVOLVIDO NO TRÁFICO DE DROGAS E É SUSPEITO DE HOMICÍDIOS. FOI PRESO EM SOCORRO
DELEGADO DIZ QUE VEREADOR JOSÉ HILTON ESTÁ ENVOLVIDO NO TRÁFICO DE DROGAS E É SUSPEITO DE HOMICÍDIOS. FOI PRESO EM SOCORRO

O vereador José Hilton Vieira dos Santos, o \'Zé Ailton\' (PDT)
O vereador José Hilton Vieira dos Santos, o \'Zé Ailton\' (PDT)

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/11/2018 às 07:00:00

 

A Polícia Civil deflagrou ontem de manhã a 'Operação Corpo Fechado', que investiga ação de uma quadrilha envolvida com homicídios e tráfico de drogas em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). Equipes do Departamento de Narcóticos (Denarc), apoiadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foram mobilizadas para cumprir três mandados de prisão e cinco de busca e apreensão em diferentes residências, sendo a maioria no Conjunto Jardim.
O principal investigado da operação é o José Hilton Vieira dos Santos, o 'Zé Ailton' (PDT), que já respondeu a processos por receptação e porte ilegal de arma. Segundo a polícia, o parlamentar estaria envolvido diretamente com a atuação da quadrilha. Com ele, também foram presos o cunhado dele, Adriano dos Santos, o 'Maicon'; e Adriano Batista da Silva, apontado como segurança pessoal dele - e que foi detido em sua residência no bairro Jabotiana (zona oeste). Segundo o delegado Osvaldo Rezende Neto, diretor do Denarc, Hilton já vinha sendo alvo de pelo menos 11 denúncias anônimas feitas desde 2015 ao Disque-Denúncia, que o apontavam como suposto traficante de drogas, mas não se conseguia fatos concretos que comprovassem tal ligação. 
O quadro mudou em 4 de outubro deste ano, quando uma equipe do Denarc foi informada sobre a chegada de um carregamento de drogas e chegou a uma residência no Conjunto Jardim, onde encontraram uma espingarda calibre 12, munições e cerca de dez quilos de maconha. "A residência era de propriedade da sogra dele. E a partir daí, começamos a obter elementos de informação e provas técnicas de que aquela droga pertencia a ele. Isso nos permitiu montar o quebra-cabeça de uma ação criminosa voltada para o tráfico de drogas em Socorro", confirmou Rezende.
Na representação enviada ao Poder Judiciário, a polícia explica que há também fortes indícios e materialidade da prática de lavagem de dinheiro realizada pela associação criminosa, para conferir aparência lícita ao lucro obtido com o tráfico de substâncias entorpecentes. Pelo menos, recentemente, 36 motos e carros de luxo foram detectados em nomes de parentes e pessoas próximas de Zé Aílton. Entre os veículos, estão um Pajero, Fluence, Versa, Astra e diversas motocicletas novas. Dois desses carros já foram apreendidos. A participação de Hilton em outros crimes correlatos deve ser investigada. "O que nós temos de concreto, com provas, é que ele estava envolvido com uma rede armada envolvida no tráfico e em crimes graves. Há outras informações de que ele estaria envolvido em homicídios na região. Essas informações estão sendo cruzadas com as investigações do DHPP e serão apurados em seus respectivos inquéritos", informou o delegado. 
Hilton já foi condenado a três anos de reclusão por ter sido autuado em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal, na madrugada de 02 de dezembro de 2014, portando ilegalmente uma pistola ponto 40. Também já foi flagrado pelo crime de receptação, pois estava com um veículo com restrições de roubo. No momento da abordagem, o vereador portava o Certificado de Registro e Licenciamento do veículo falso. A Câmara Municipal de Nossa Senhora do Socorro não quis comentar o caso, alegando se tratar de uma questão particular do vereador. 

A Polícia Civil deflagrou ontem de manhã a 'Operação Corpo Fechado', que investiga ação de uma quadrilha envolvida com homicídios e tráfico de drogas em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). Equipes do Departamento de Narcóticos (Denarc), apoiadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foram mobilizadas para cumprir três mandados de prisão e cinco de busca e apreensão em diferentes residências, sendo a maioria no Conjunto Jardim.
O principal investigado da operação é o José Hilton Vieira dos Santos, o 'Zé Ailton' (PDT), que já respondeu a processos por receptação e porte ilegal de arma. Segundo a polícia, o parlamentar estaria envolvido diretamente com a atuação da quadrilha. Com ele, também foram presos o cunhado dele, Adriano dos Santos, o 'Maicon'; e Adriano Batista da Silva, apontado como segurança pessoal dele - e que foi detido em sua residência no bairro Jabotiana (zona oeste). Segundo o delegado Osvaldo Rezende Neto, diretor do Denarc, Hilton já vinha sendo alvo de pelo menos 11 denúncias anônimas feitas desde 2015 ao Disque-Denúncia, que o apontavam como suposto traficante de drogas, mas não se conseguia fatos concretos que comprovassem tal ligação. 
O quadro mudou em 4 de outubro deste ano, quando uma equipe do Denarc foi informada sobre a chegada de um carregamento de drogas e chegou a uma residência no Conjunto Jardim, onde encontraram uma espingarda calibre 12, munições e cerca de dez quilos de maconha. "A residência era de propriedade da sogra dele. E a partir daí, começamos a obter elementos de informação e provas técnicas de que aquela droga pertencia a ele. Isso nos permitiu montar o quebra-cabeça de uma ação criminosa voltada para o tráfico de drogas em Socorro", confirmou Rezende.
Na representação enviada ao Poder Judiciário, a polícia explica que há também fortes indícios e materialidade da prática de lavagem de dinheiro realizada pela associação criminosa, para conferir aparência lícita ao lucro obtido com o tráfico de substâncias entorpecentes. Pelo menos, recentemente, 36 motos e carros de luxo foram detectados em nomes de parentes e pessoas próximas de Zé Aílton. Entre os veículos, estão um Pajero, Fluence, Versa, Astra e diversas motocicletas novas. Dois desses carros já foram apreendidos. A participação de Hilton em outros crimes correlatos deve ser investigada. "O que nós temos de concreto, com provas, é que ele estava envolvido com uma rede armada envolvida no tráfico e em crimes graves. Há outras informações de que ele estaria envolvido em homicídios na região. Essas informações estão sendo cruzadas com as investigações do DHPP e serão apurados em seus respectivos inquéritos", informou o delegado. 
Hilton já foi condenado a três anos de reclusão por ter sido autuado em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal, na madrugada de 02 de dezembro de 2014, portando ilegalmente uma pistola ponto 40. Também já foi flagrado pelo crime de receptação, pois estava com um veículo com restrições de roubo. No momento da abordagem, o vereador portava o Certificado de Registro e Licenciamento do veículo falso. A Câmara Municipal de Nossa Senhora do Socorro não quis comentar o caso, alegando se tratar de uma questão particular do vereador.