Sérgio Ferrari e Augusta Mundim recebem Título de Cidadania Sergipana na ALESE

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Ferrari e Maria AugustA com o prefeito Edvaldo Nogueira
Ferrari e Maria AugustA com o prefeito Edvaldo Nogueira

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 30/11/2018 às 07:08:00

 

Em nome da Assembleia Legislativa de Sergipe, a deputada estadual Ana Lúcia entregou em mãos o título de Cidadania Sergipana a duas pessoas extremamente comprometidas com a promoção da cidadania que, no seu fazer profissional, tem colaborado para o desenvolvimento do nosso Estado: o Presidente da EMURB, Antônio Sérgio Ferrari Vargas, e a professora do Departamento de Geografia da UFS, Maria Augusta Mundim Vargas.
Ana Lúcia destacou que Ferrari imprimiu um modelo de gestão eficiente e comprometida com a promoção da justiça social. Para a parlamentar, ele é lembrado como um grande administrador público porque sabe escutar e perceber as necessidades e as prioridades dos cidadãos e porque é comprometido com a eficiência do serviço público. "Ele é aquele gestor que faz de tudo para desburocratizar e agilizar o serviço para atender as demandas da população. Se o nosso saudoso governador Marcelo Déda construiu uma marca de compromisso com a população nas suas gestões, a competência de Ferrari contribuiu bastante para reforçar esta marca", apontou.
"Maria Augusta dedicou boa parte de sua produção acadêmica aos estudos das condições socioeconômicas, ambientais e culturais das comunidades ribeirinhas, sertanejas e do Vale do Cotinguiba sergipano e, mesmo tendo nascido mineira, tem dado robustas contribuições para o fortalecimento da identidade cultural sergipana, por meio de suas pesquisas acadêmicas", apontou Ana Lula, ressaltando como algumas das mais emblemáticas pesquisas desenvolvidas por ela a elaboração do Atlas da Cultura Sergipana, a coordenação no âmbito da UFS o projeto "Japaratuba em Rede: Juventude, cultura e cadeias produtivas".

Em nome da Assembleia Legislativa de Sergipe, a deputada estadual Ana Lúcia entregou em mãos o título de Cidadania Sergipana a duas pessoas extremamente comprometidas com a promoção da cidadania que, no seu fazer profissional, tem colaborado para o desenvolvimento do nosso Estado: o Presidente da EMURB, Antônio Sérgio Ferrari Vargas, e a professora do Departamento de Geografia da UFS, Maria Augusta Mundim Vargas.
Ana Lúcia destacou que Ferrari imprimiu um modelo de gestão eficiente e comprometida com a promoção da justiça social. Para a parlamentar, ele é lembrado como um grande administrador público porque sabe escutar e perceber as necessidades e as prioridades dos cidadãos e porque é comprometido com a eficiência do serviço público. "Ele é aquele gestor que faz de tudo para desburocratizar e agilizar o serviço para atender as demandas da população. Se o nosso saudoso governador Marcelo Déda construiu uma marca de compromisso com a população nas suas gestões, a competência de Ferrari contribuiu bastante para reforçar esta marca", apontou.
"Maria Augusta dedicou boa parte de sua produção acadêmica aos estudos das condições socioeconômicas, ambientais e culturais das comunidades ribeirinhas, sertanejas e do Vale do Cotinguiba sergipano e, mesmo tendo nascido mineira, tem dado robustas contribuições para o fortalecimento da identidade cultural sergipana, por meio de suas pesquisas acadêmicas", apontou Ana Lula, ressaltando como algumas das mais emblemáticas pesquisas desenvolvidas por ela a elaboração do Atlas da Cultura Sergipana, a coordenação no âmbito da UFS o projeto "Japaratuba em Rede: Juventude, cultura e cadeias produtivas".