Jessica Maier se despede da Ginastica Rítmica

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A capitã Jessica Maier se despede da Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica Conjunto. Ela agora será técnica em Blumenau-SC
A capitã Jessica Maier se despede da Seleção Brasileira de Ginástica Rítmica Conjunto. Ela agora será técnica em Blumenau-SC

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 02/12/2018 às 10:48:00

 

O Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica Brasileiro de Conjuntos "Ilona Peuker" realizado em Aracaju, marcou a despedida dos tapetes de um dos maiores nomes desse esporte nos últimos anos. Jéssica Maier encerrou a carreira, foi homenageada ao anunciar sua despedida como atleta. Agora ele disse que pretende ser técnica. Gabriele Moraes foi definida como a capitã da Seleção a partir de 2019.
O Campeonato Brasileiro de Conjuntos "Ilona Peuker", último torneio da temporada 2018 da Ginástica Rítmica no Brasil, comemorou os 40 anos de fundação da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) também foi marcado pela emoção, com a despedida de Jéssica Maier como atleta, após sete anos atuando como capitã da Seleção Brasileira.
Durante a cerimônia de premiação, Jéssica, de 24 anos, recebeu das mãos da coordenadora da Ginástica Rítmica e treinadora da Seleção de Conjuntos da CBG, Camila Ferezin, o collant que ela utilizou nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015, quando o Brasil conquistou a medalha de ouro por equipe e em fitas. 
A ginasta recebeu também da Presidente da CBG, Luciene Resende, uma placa de homenagem como reconhecimento aos sete anos dedicados à Seleção Brasileira de Conjuntos. Foi definido que o posto de capitã será ocupado por Gabriele Moraes.
- Foram 20 anos dedicados à ginástica, sete anos à seleção brasileira, e o sentimento que eu tenho dentro de mim é de muita felicidade, muita gratidão, felicidade por todos os sonhos que realizei, todas as dificuldades que ultrapassei, ter ultrapassado todos os meus limites. Tenho muita gratidão pelas pessoas que me ajudaram nesta jornada. Quero agradecer à Confederação Brasileira de Ginástica, à professora Luciene, por todo apoio e estrutura. Agradeço também à nossa equipe multidisciplinar, equipe médica, fisioterapeutas, massagistas. É importante agradecer a equipe técnica, Camila e Bruna, por todo o trabalho que realizam à frente da seleção e por terem acreditado em mim e confiado em me colocar como capitã da equipe. Quero agradecer também a todas as minhas companheiras que treinaram comigo. Entrei na Seleção em 2010 e todas só acrescentaram na minha vida, como pessoa e como ginasta", afirmou Jéssica.
Agora, ela planeja seguir ainda ligada à Ginástica Rítmica, mas na área técnica de seu clube, o AGIBLU, de Blumenau (SC), além de se dedicar também aos estudos.

O Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica Brasileiro de Conjuntos "Ilona Peuker" realizado em Aracaju, marcou a despedida dos tapetes de um dos maiores nomes desse esporte nos últimos anos. Jéssica Maier encerrou a carreira, foi homenageada ao anunciar sua despedida como atleta. Agora ele disse que pretende ser técnica. Gabriele Moraes foi definida como a capitã da Seleção a partir de 2019.
O Campeonato Brasileiro de Conjuntos "Ilona Peuker", último torneio da temporada 2018 da Ginástica Rítmica no Brasil, comemorou os 40 anos de fundação da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) também foi marcado pela emoção, com a despedida de Jéssica Maier como atleta, após sete anos atuando como capitã da Seleção Brasileira.
Durante a cerimônia de premiação, Jéssica, de 24 anos, recebeu das mãos da coordenadora da Ginástica Rítmica e treinadora da Seleção de Conjuntos da CBG, Camila Ferezin, o collant que ela utilizou nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015, quando o Brasil conquistou a medalha de ouro por equipe e em fitas. 
A ginasta recebeu também da Presidente da CBG, Luciene Resende, uma placa de homenagem como reconhecimento aos sete anos dedicados à Seleção Brasileira de Conjuntos. Foi definido que o posto de capitã será ocupado por Gabriele Moraes.
- Foram 20 anos dedicados à ginástica, sete anos à seleção brasileira, e o sentimento que eu tenho dentro de mim é de muita felicidade, muita gratidão, felicidade por todos os sonhos que realizei, todas as dificuldades que ultrapassei, ter ultrapassado todos os meus limites. Tenho muita gratidão pelas pessoas que me ajudaram nesta jornada. Quero agradecer à Confederação Brasileira de Ginástica, à professora Luciene, por todo apoio e estrutura. Agradeço também à nossa equipe multidisciplinar, equipe médica, fisioterapeutas, massagistas. É importante agradecer a equipe técnica, Camila e Bruna, por todo o trabalho que realizam à frente da seleção e por terem acreditado em mim e confiado em me colocar como capitã da equipe. Quero agradecer também a todas as minhas companheiras que treinaram comigo. Entrei na Seleção em 2010 e todas só acrescentaram na minha vida, como pessoa e como ginasta", afirmou Jéssica.
Agora, ela planeja seguir ainda ligada à Ginástica Rítmica, mas na área técnica de seu clube, o AGIBLU, de Blumenau (SC), além de se dedicar também aos estudos.