Festival vai mostrar a diversidade da culinária sergipana

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O caruru produzido pelos grupo Filhos de Obá
O caruru produzido pelos grupo Filhos de Obá

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 13/12/2018 às 05:10:00

 

Apresentar o poten-
cial e as peculiarida-
des da culinária sergipana, estreitando a ligação entre os produtores rurais, os chefs de cozinha e os consumidores, além de promover uma verdadeira experiência gastronômica a todos os visitantes. É com esses objetivos que o Sebrae realiza nos dias 13 e 14 de dezembro, no Oceanário de Aracaju, a I Mostra Sabores e Saberes.
O evento, que acontecerá das 16 ás 22h, pretende reunir pesquisadores, estudantes, profissionais e empreendedores do ramo da gastronomia e o público em geral para trocar informações, compartilhar conhecimentos sobre o setor e descobrir como produtos que são consumidos cotidianamente podem incrementar a alta gastronomia.
No espaço os visitantes terão a oportunidade de conhecer e consumir pratos elaborados por oito comunidades tradicionais - Quilombos Mussuca, Mocambo, Maloca, comunidade indígena Xokó, Catadoras de Mangaba da Ribuleirinhas, Marisqueiras de Porto do Mato, Terreiro Filhos de Obá e Doceiras da Cabrita -, que receberão um toque especial de alguns dos mais renomados chefs do estado (Luciano Moreira, Roberta Nascimento, Seichele Barboza, Gui Fontes, Suellen Lima, Fernando Fraga, Danila Duarte, François Ozanne e Tâmara Alcantara).
Entre as iguarias que serão apresentadas estão a moqueca de tambaqui dos Xocós, o caruru dos Filhos de Obá, o croquete de abóbora do Povoado Maloca, o feijão com osso do Mocambo, a Baba de Moça do Povoado Cabrita e a mariscada do Quilombo Mussuca.
" Cada chef assumiu um desses grupos, como uma espécie de padrinho, com a proposta de aprender e também repassar um pouco dos seus conhecimentos. A partir das conversas que eles tiveram, foram elaborados alguns pratos, que representam um pouco da identidade de seus povos e valorizam os produtos potenciais da comunidade que são pouco aproveitados ou reconhecidos", explica o analista técnico do Sebrae, Abelardo Monteiro.
Mais informações podem ser obtidas na Unidade de Relações Institucionais do Sebrae e por meio do telefone 2106-7768.

Apresentar o poten- cial e as peculiarida- des da culinária sergipana, estreitando a ligação entre os produtores rurais, os chefs de cozinha e os consumidores, além de promover uma verdadeira experiência gastronômica a todos os visitantes. É com esses objetivos que o Sebrae realiza nos dias 13 e 14 de dezembro, no Oceanário de Aracaju, a I Mostra Sabores e Saberes.
O evento, que acontecerá das 16 ás 22h, pretende reunir pesquisadores, estudantes, profissionais e empreendedores do ramo da gastronomia e o público em geral para trocar informações, compartilhar conhecimentos sobre o setor e descobrir como produtos que são consumidos cotidianamente podem incrementar a alta gastronomia.
No espaço os visitantes terão a oportunidade de conhecer e consumir pratos elaborados por oito comunidades tradicionais - Quilombos Mussuca, Mocambo, Maloca, comunidade indígena Xokó, Catadoras de Mangaba da Ribuleirinhas, Marisqueiras de Porto do Mato, Terreiro Filhos de Obá e Doceiras da Cabrita -, que receberão um toque especial de alguns dos mais renomados chefs do estado (Luciano Moreira, Roberta Nascimento, Seichele Barboza, Gui Fontes, Suellen Lima, Fernando Fraga, Danila Duarte, François Ozanne e Tâmara Alcantara).
Entre as iguarias que serão apresentadas estão a moqueca de tambaqui dos Xocós, o caruru dos Filhos de Obá, o croquete de abóbora do Povoado Maloca, o feijão com osso do Mocambo, a Baba de Moça do Povoado Cabrita e a mariscada do Quilombo Mussuca.
" Cada chef assumiu um desses grupos, como uma espécie de padrinho, com a proposta de aprender e também repassar um pouco dos seus conhecimentos. A partir das conversas que eles tiveram, foram elaborados alguns pratos, que representam um pouco da identidade de seus povos e valorizam os produtos potenciais da comunidade que são pouco aproveitados ou reconhecidos", explica o analista técnico do Sebrae, Abelardo Monteiro.
Mais informações podem ser obtidas na Unidade de Relações Institucionais do Sebrae e por meio do telefone 2106-7768.