Galpão pega fogo e destrói veículos no 18 do Forte

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/12/2018 às 05:20:00

 

Um incêndio destruiu cinco veículos em um galpão no Loteamento JK, bairro 18 do Forte (zona norte da capital). O fogo começou por volta das 4h30 da manhã e se alastrou rapidamente pelo local. De acordo com o capitão José Fábio, supervisor de operações do Corpo de Bombeiros, o galpão servia como uma garagem para carros. Cinco veículos foram danificados, sendo eles, quatro vans e um ônibus.
Pelo menos três equipes dos Bombeiros, incluindo uma ambulância, foram mobilizadas para combater o fogo, que foi totalmente apagado por volta das 6h. "Quando a guarnição chegou ao local, alguns carros já tinham sido retirados por um funcionário, que logo em seguida foi atendido pela unidade de resgate (ambulância), havia inalado fumaça enquanto retirava os veículos", disse o capitão, ao confirmar que o funcionário passou por atendimento médico e foi levado a um hospital. 
Ainda segundo informações do supervisor, também foram danificados o teto do local, um fogão, um armário de cozinha e uma máquina de lavar roupas. O galpão permaneceu isolado durante todo o dia. As causas do incêndio ainda não estão claras e só devem ser descobertas após a realização de uma perícia, que deve ser pedida formalmente ao Corpo de Bombeiros pelos proprietários da empresa responsável. 

Um incêndio destruiu cinco veículos em um galpão no Loteamento JK, bairro 18 do Forte (zona norte da capital). O fogo começou por volta das 4h30 da manhã e se alastrou rapidamente pelo local. De acordo com o capitão José Fábio, supervisor de operações do Corpo de Bombeiros, o galpão servia como uma garagem para carros. Cinco veículos foram danificados, sendo eles, quatro vans e um ônibus.
Pelo menos três equipes dos Bombeiros, incluindo uma ambulância, foram mobilizadas para combater o fogo, que foi totalmente apagado por volta das 6h. "Quando a guarnição chegou ao local, alguns carros já tinham sido retirados por um funcionário, que logo em seguida foi atendido pela unidade de resgate (ambulância), havia inalado fumaça enquanto retirava os veículos", disse o capitão, ao confirmar que o funcionário passou por atendimento médico e foi levado a um hospital. 
Ainda segundo informações do supervisor, também foram danificados o teto do local, um fogão, um armário de cozinha e uma máquina de lavar roupas. O galpão permaneceu isolado durante todo o dia. As causas do incêndio ainda não estão claras e só devem ser descobertas após a realização de uma perícia, que deve ser pedida formalmente ao Corpo de Bombeiros pelos proprietários da empresa responsável.