Motoboy é morto a tiros na porta da empresa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/12/2018 às 05:21:00

 

A polícia investiga a morte do motoboy Jadson Santos Lima, 21 anos, que foi baleado por volta das 13h30 de ontem. O crime aconteceu no bairro Porto Dantas (zona norte de Aracaju), em frente à empresa de entregas onde ele trabalhava. Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, ele estava parado na porta da firma e aguardava pedidos de clientes quando foi surpreendido por dois homens que passavam pelo local em uma moto CG vermelha. Os ocupantes pararam ao lado dele, dispararam vários tiros e fugiram. 
Jadson caiu baleado em frente ao local e morreu enquanto era socorrido. Nenhuma testemunha conseguiu anotar a placa da moto, mas algumas pessoas relataram ter visto um homem de bicicleta que estaria dando cobertura aos assassinos. A polícia ainda não sabe claramente os motivos do crime. Equipes da Polícia Militar isolaram o local para garantir o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística e do Departamento de Homicídios da Polícia Civil, que vai investigar o caso. 

A polícia investiga a morte do motoboy Jadson Santos Lima, 21 anos, que foi baleado por volta das 13h30 de ontem. O crime aconteceu no bairro Porto Dantas (zona norte de Aracaju), em frente à empresa de entregas onde ele trabalhava. Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, ele estava parado na porta da firma e aguardava pedidos de clientes quando foi surpreendido por dois homens que passavam pelo local em uma moto CG vermelha. Os ocupantes pararam ao lado dele, dispararam vários tiros e fugiram. 
Jadson caiu baleado em frente ao local e morreu enquanto era socorrido. Nenhuma testemunha conseguiu anotar a placa da moto, mas algumas pessoas relataram ter visto um homem de bicicleta que estaria dando cobertura aos assassinos. A polícia ainda não sabe claramente os motivos do crime. Equipes da Polícia Militar isolaram o local para garantir o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística e do Departamento de Homicídios da Polícia Civil, que vai investigar o caso.