Após liberação do Ministério da Cultura, PMA inicia pagamentos do Forró Caju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/12/2018 às 06:53:00

 

Não foram poucos os 
esforços da Prefei
tura de Aracaju para conseguir com que o Ministério da Cultura (MinC) fizesse o repasse referente ao custeio de parte considerável do Forró Caju. Na terça-feira, 11, após reunião do prefeito Edvaldo Nogueira com o deputado federal André Moura e assessores do Ministério da Cultura, em Brasília, a gestão recebeu a resposta positiva e o MinC informou que o pagamento será feito em três parcelas, entre elas, os músicos serão contemplados. 
De acordo com o secretário municipal da Comunicação, Luciano Correia, o repasse feito do Ministério obedece às etapas do evento. "Foi feito no plano de trabalho por exigência do Ministério e, dessa forma, o repasse será feito em três parcelas. À medida que prestarmos conta, receberemos a próxima parcela. A primeira parcela é referente à montagem e estrutura de cenografia, justamente porque as parcelas seguem a ordem cronológica de execução do evento", explicou.
A primeira parcela a ser repassada será no valor em torno de R$228 mil. "Assim que fizermos o pagamento referente a essa parcela, prestaremos conta, o Ministério fará a análise e, seguindo o cronograma, receberemos a segunda parcela e o mesmo acontece para recebermos a terceira e última parcela do repasse de verba. Ainda temos a contrapartida do Município que já está em conta desde o início do convênio", destacou Luciano.
Desde a formalização do convênio, a Prefeitura tem seguido todas as exigências do Ministério da Cultura, tem agido com transparência e esteve aberta ao diálogo, sobretudo com os músicos, categoria que, estando em seu direito, reivindicou o pagamento.

Não foram poucos os  esforços da Prefei tura de Aracaju para conseguir com que o Ministério da Cultura (MinC) fizesse o repasse referente ao custeio de parte considerável do Forró Caju. Na terça-feira, 11, após reunião do prefeito Edvaldo Nogueira com o deputado federal André Moura e assessores do Ministério da Cultura, em Brasília, a gestão recebeu a resposta positiva e o MinC informou que o pagamento será feito em três parcelas, entre elas, os músicos serão contemplados. 
De acordo com o secretário municipal da Comunicação, Luciano Correia, o repasse feito do Ministério obedece às etapas do evento. "Foi feito no plano de trabalho por exigência do Ministério e, dessa forma, o repasse será feito em três parcelas. À medida que prestarmos conta, receberemos a próxima parcela. A primeira parcela é referente à montagem e estrutura de cenografia, justamente porque as parcelas seguem a ordem cronológica de execução do evento", explicou.
A primeira parcela a ser repassada será no valor em torno de R$228 mil. "Assim que fizermos o pagamento referente a essa parcela, prestaremos conta, o Ministério fará a análise e, seguindo o cronograma, receberemos a segunda parcela e o mesmo acontece para recebermos a terceira e última parcela do repasse de verba. Ainda temos a contrapartida do Município que já está em conta desde o início do convênio", destacou Luciano.
Desde a formalização do convênio, a Prefeitura tem seguido todas as exigências do Ministério da Cultura, tem agido com transparência e esteve aberta ao diálogo, sobretudo com os músicos, categoria que, estando em seu direito, reivindicou o pagamento.