Real Sergipe é campeão sergipano feminino

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A equipe do Real Sergipe conquistou o título de campeã sergipana de futebol feminino de 2018
A equipe do Real Sergipe conquistou o título de campeã sergipana de futebol feminino de 2018

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/12/2018 às 04:29:00

 

A equipe do Real Ser-
gipe conquistou na 
tarde deste domingo o título dê campeão estadual de futebol feminino. O time da capital perdeu de 1x0 para o Canindé no tempo normal. O gol da vitória foi marcado por Elen. Dessa forma, o Canindé devolveu o placar do primeiro jogo, realizado aqui na capital, levando a decisão para a disputa de pênaltis. 
Na disputa de pênaltis, o Real Sergipe se saiu bem melhor e venceu por 3x1. Com a conquista, o Real Sergipe levantou o troféu Maria Aparecida dos Santos, a Nem. Homenagem à funcionária que há 25 anos é secretária da Federação Sergipana de Futebol (FSF).
Nem se fez presente ao estádio Andrezão e entregou à capitã do Real Sergipe, o troféu que levou o seu nome. Além do troféu, com a conquista do título estadual, o Real Sergipe será representante do estado em todas as competições do futebol feminino, promovidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).   
Esta foi a última competição oficial promovida pela Federação Sergipana de Futebol (FSF), encerrando assim com chave de ouro, o calendário de 2018. Foram sete competições, todas elas chegaram ao seu final apontando o campeão dentro do gramado, sem problemas para o Tribunal de Justiça.
O Real Sergipe tinha a vantagem do empate. Para ser campeão, o Canindé precisava vencer por dois gols de diferença. Como foi o mesmo placar da primeira partida, o título foi decidido nos pênaltis. Quem levou a melhor foi a equipe de Aracaju, que venceu por 3 a 1 e recebeu da FSF o troféu que homenageou uma funcionária da entidade: Maria Aparecida dos Santos.

A equipe do Real Ser- gipe conquistou na  tarde deste domingo o título dê campeão estadual de futebol feminino. O time da capital perdeu de 1x0 para o Canindé no tempo normal. O gol da vitória foi marcado por Elen. Dessa forma, o Canindé devolveu o placar do primeiro jogo, realizado aqui na capital, levando a decisão para a disputa de pênaltis. 
Na disputa de pênaltis, o Real Sergipe se saiu bem melhor e venceu por 3x1. Com a conquista, o Real Sergipe levantou o troféu Maria Aparecida dos Santos, a Nem. Homenagem à funcionária que há 25 anos é secretária da Federação Sergipana de Futebol (FSF).
Nem se fez presente ao estádio Andrezão e entregou à capitã do Real Sergipe, o troféu que levou o seu nome. Além do troféu, com a conquista do título estadual, o Real Sergipe será representante do estado em todas as competições do futebol feminino, promovidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).   
Esta foi a última competição oficial promovida pela Federação Sergipana de Futebol (FSF), encerrando assim com chave de ouro, o calendário de 2018. Foram sete competições, todas elas chegaram ao seu final apontando o campeão dentro do gramado, sem problemas para o Tribunal de Justiça.
O Real Sergipe tinha a vantagem do empate. Para ser campeão, o Canindé precisava vencer por dois gols de diferença. Como foi o mesmo placar da primeira partida, o título foi decidido nos pênaltis. Quem levou a melhor foi a equipe de Aracaju, que venceu por 3 a 1 e recebeu da FSF o troféu que homenageou uma funcionária da entidade: Maria Aparecida dos Santos.