Aracaju concentra 42,4% do PIB sergipano

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/12/2018 às 05:01:00

 

Os dez municípios com melhores participações no PIB somaram R$ 27,83 bilhões, correspondendo a 71,6% do que foi gerado pelo estado de Sergipe em 2016. Embora os maiores municípios permaneçam os mesmos do ano anterior, o município de Itabaiana ultrapassou Estância tornando-se a terceira maior economia estadual. É o que mostra os dados divulgados a última sexta-feira, 14, sobre o Produto Interno Bruto Municipal (PIB) para o ano de 2016, pela Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), através do Observatório de Sergipe.
De acordo com o superintendente de Estudos e Pesquisas da Seplag, Ciro Brasil, os dados mostram Aracaju (42,4%), Nossa Senhora do Socorro (6,0%), Itabaiana (4,2%), Estância (3,9%) e Lagarto (3,6%) com acumulo de 60,1% do PIB do estado, o que equivale a um PIB a preços correntes de R$ 23,37 bilhões.
Ainda segundo o superintendente, o principal produtor de bens e serviços dentre os 75 municípios sergipanos continua sendo Aracaju. "O município aumentou a sua participação, contribuindo com 42,4% de tudo que foi produzido em Sergipe no ano de 2016", afirma.
Ciro revela que Sergipe alcançou um PIB per capita de R$17.153,91 em 2016, um valor menor que o ano anterior. "O PIB per capita é um dos indicadores vinculados ao repasse do Fundo de Participação dos Municípios, das capitais e do Distrito Federal. Sua medida é resultante da divisão do PIB pela população residente", explica.
O estudo sobre os números da economia é fruto de uma parceria entre o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e os órgãos de estatística de todas as Unidades da Federação, representado em Sergipe pelo Observatório.

Os dez municípios com melhores participações no PIB somaram R$ 27,83 bilhões, correspondendo a 71,6% do que foi gerado pelo estado de Sergipe em 2016. Embora os maiores municípios permaneçam os mesmos do ano anterior, o município de Itabaiana ultrapassou Estância tornando-se a terceira maior economia estadual. É o que mostra os dados divulgados a última sexta-feira, 14, sobre o Produto Interno Bruto Municipal (PIB) para o ano de 2016, pela Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), através do Observatório de Sergipe.
De acordo com o superintendente de Estudos e Pesquisas da Seplag, Ciro Brasil, os dados mostram Aracaju (42,4%), Nossa Senhora do Socorro (6,0%), Itabaiana (4,2%), Estância (3,9%) e Lagarto (3,6%) com acumulo de 60,1% do PIB do estado, o que equivale a um PIB a preços correntes de R$ 23,37 bilhões.
Ainda segundo o superintendente, o principal produtor de bens e serviços dentre os 75 municípios sergipanos continua sendo Aracaju. "O município aumentou a sua participação, contribuindo com 42,4% de tudo que foi produzido em Sergipe no ano de 2016", afirma.
Ciro revela que Sergipe alcançou um PIB per capita de R$17.153,91 em 2016, um valor menor que o ano anterior. "O PIB per capita é um dos indicadores vinculados ao repasse do Fundo de Participação dos Municípios, das capitais e do Distrito Federal. Sua medida é resultante da divisão do PIB pela população residente", explica.
O estudo sobre os números da economia é fruto de uma parceria entre o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e os órgãos de estatística de todas as Unidades da Federação, representado em Sergipe pelo Observatório.