PRF prende dupla com R$ 90 mil em mercadorias sem nota na BR-101

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Os objetivos apreendidos seriam comercializados em Arapiraca/AL
Os objetivos apreendidos seriam comercializados em Arapiraca/AL

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/12/2018 às 08:39:00

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na manhã de ontem, dois homens que transportavam diversas mercadorias sem nota em um carro de passeio alugado. A ação ocorreu por volta das 10h no quilômetro 95 da BR 101, em São Cristóvão (Grande Aracaju), durante uma fiscalização de rotina. Durante abordagem ao veículo modelo Jeep/Renegade com placa de Minas Gerais, os policiais encontraram diversas mercadorias, dentre elas equipamentos eletrônicos avaliados em cerca de R$ 90 mil, sem nota fiscal.
O condutor, de 51 anos, natural de Alagoas, e o passageiro, pernambucano, de 63 anos, informaram que pegaram a mercadoria em Foz do Iguaçu-PR (fronteira Brasil/Paraguai) e o seu destino seria a cidade de Arapiraca/AL, onde provavelmente seria comercializada. Por terem adquirido a mercadoria no Paraguai e a introduzido no país sem o devido desembaraço aduaneiro, ambos poderão responder pelo cometimento do delito de descaminho - art. 334 do Código Penal, cuja pena é de reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos.
Os envolvidos e a mercadoria foram encaminhados à Polícia Federal para a lavratura do auto de prisão em flagrante e consequente abertura do inquérito policial.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na manhã de ontem, dois homens que transportavam diversas mercadorias sem nota em um carro de passeio alugado. A ação ocorreu por volta das 10h no quilômetro 95 da BR 101, em São Cristóvão (Grande Aracaju), durante uma fiscalização de rotina. Durante abordagem ao veículo modelo Jeep/Renegade com placa de Minas Gerais, os policiais encontraram diversas mercadorias, dentre elas equipamentos eletrônicos avaliados em cerca de R$ 90 mil, sem nota fiscal.
O condutor, de 51 anos, natural de Alagoas, e o passageiro, pernambucano, de 63 anos, informaram que pegaram a mercadoria em Foz do Iguaçu-PR (fronteira Brasil/Paraguai) e o seu destino seria a cidade de Arapiraca/AL, onde provavelmente seria comercializada. Por terem adquirido a mercadoria no Paraguai e a introduzido no país sem o devido desembaraço aduaneiro, ambos poderão responder pelo cometimento do delito de descaminho - art. 334 do Código Penal, cuja pena é de reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos.
Os envolvidos e a mercadoria foram encaminhados à Polícia Federal para a lavratura do auto de prisão em flagrante e consequente abertura do inquérito policial.