Iran Barbosa defende a manutenção da Secretaria de Meio Ambiente do Estado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/12/2018 às 08:53:00

 

O Deputado Estadual eleito Iran Barbosa (PT) participou, na última segunda-feira (17)), da reunião da Frente Parlamentar Mista de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, coordenada pela Deputada Estadual Ana Lúcia. Na pauta, o Projeto de Lei N° 129/2018, do Poder Executivo Estadual, que trata da fusão da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), com a Secretaria de Infraestrutura.
Durante a reunião, que contou com a presença de militantes e organizações ambientalistas e do Deputado Estadual Georgeo Passos, os presentes expuseram o retrocesso que esta fusão representa para a política ambiental, assim como debateram estratégias para evitar a medida.
Para Iran Barbosa, a pauta ambiental deve ser uma das prioridades de uma Administração Pública.
"Uma reforma administrativa efetiva não significa, necessariamente, diminuir a quantidade de pastas, sobretudo quando inclui uma área tão importante como a do meio ambiente. A fusão proposta pelo Poder Executivo está na contramão das discussões ambientais em nível mundial", afirmou Iran, defendendo a manutenção do Órgão.
O ambientalista Waldson Costa pontuou que a fusão contradiz as leis ambientais nacionais, bem como confronta a geração de arrecadação e ordenamento territorial e ambiental estadual.
"A defesa da Semarh não aponta para uma perspectiva de onerar a máquina pública, mas, ao contrário, aponta para uma estrutura que busque aumentar sua eficácia, para que o Poder Público tenha eficiência na sua gestão e ordenamento, assim como na sua arrecadação e instrumentalização da gestão ambiental do Estado", disse Waldson Costa.

O Deputado Estadual eleito Iran Barbosa (PT) participou, na última segunda-feira (17)), da reunião da Frente Parlamentar Mista de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, coordenada pela Deputada Estadual Ana Lúcia. Na pauta, o Projeto de Lei N° 129/2018, do Poder Executivo Estadual, que trata da fusão da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), com a Secretaria de Infraestrutura.
Durante a reunião, que contou com a presença de militantes e organizações ambientalistas e do Deputado Estadual Georgeo Passos, os presentes expuseram o retrocesso que esta fusão representa para a política ambiental, assim como debateram estratégias para evitar a medida.
Para Iran Barbosa, a pauta ambiental deve ser uma das prioridades de uma Administração Pública.
"Uma reforma administrativa efetiva não significa, necessariamente, diminuir a quantidade de pastas, sobretudo quando inclui uma área tão importante como a do meio ambiente. A fusão proposta pelo Poder Executivo está na contramão das discussões ambientais em nível mundial", afirmou Iran, defendendo a manutenção do Órgão.
O ambientalista Waldson Costa pontuou que a fusão contradiz as leis ambientais nacionais, bem como confronta a geração de arrecadação e ordenamento territorial e ambiental estadual.
"A defesa da Semarh não aponta para uma perspectiva de onerar a máquina pública, mas, ao contrário, aponta para uma estrutura que busque aumentar sua eficácia, para que o Poder Público tenha eficiência na sua gestão e ordenamento, assim como na sua arrecadação e instrumentalização da gestão ambiental do Estado", disse Waldson Costa.