Clarice Lispector é a escritora homenageada do mês na Biblioteca Ivone de Menezes

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Obras da escritora expostas na biblioteca
Obras da escritora expostas na biblioteca

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/12/2018 às 06:45:00

 

"Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar". Assim afirmava a misteriosa e imprevisível escritora, Clarice Lispector. Considerada um dos maiores nomes da literatura brasileira, devido à sua escrita peculiar e inovadora, Clarice é a homenageada, neste mês de dezembro, da Biblioteca Municipal Ivone de Menezes, unidade vinculada à Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) . A ação faz parte do projeto 'Homenageado do Mês' da Ivone de Menezes.
Durante a exposição, o visitante pode conhecer sobre a vida e obra da autora através da galeria de imagens, painéis com sua biografia e, por fim, um mural com versos e reversos. Com estrutura adequada, a biblioteca disponibiliza de um espaço aconchegante para a leitura dos principais livros, como a 'Cidade Sitiada', 'A Vida Íntima de Laura', 'A Bela e a Fera', 'Quase de Verdade' e 'Como Nasceram as Estrelas'.
De acordo com a coordenadora da Biblioteca, Nancy Tereza, a escritora recebe a homenagem devido a sua grande contribuição para a literatura nacional. "Clarice Lispector se destacou na literatura brasileira, especialmente, na infantojuvenil, onde criou um clima de conforto e aconchego para as crianças potencializarem o seu imaginário".
A exposição é aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A Biblioteca Ivone de Menezes fica situada na praça Major Edeltrudes Teles, no conjunto Augusto Franco. Interessados em levar uma turma grande é preciso agendar a visita, através do telefone (79) 3179-6411.
A escritora - A escritora Nascida na Ucrânia, Lispector veio para o Brasil, ainda criança de colo. Seu nome era Haia Lispector, no entanto, seu pai, assim que chegou ao país, decidiu que todos da família mudasse de nome. Com isso, passou a ser chamada de Clarice Lispector. Aos 7 anos aprendeu a ler e a escrever, logo mais tarde passou a a produzir contos e, o primeiro deles, foi 'Triunfo' publicado pela revista Pan em 1940. Aos 15 anos ela foi Morar no Rio de Janeiro, onde cursou a Escola de Direito na Universidade do Brasil, atualmente Universidade Federal do Rio de Janeiro, mas não gostou do curso, a literatura era sua grande paixão. O seu acervo literário, construído em décadas, é composto de novelas, contos, crônicas, literatura infantil entrevistas, e o que mais interessava em escrever, os romances.

"Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar". Assim afirmava a misteriosa e imprevisível escritora, Clarice Lispector. Considerada um dos maiores nomes da literatura brasileira, devido à sua escrita peculiar e inovadora, Clarice é a homenageada, neste mês de dezembro, da Biblioteca Municipal Ivone de Menezes, unidade vinculada à Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) . A ação faz parte do projeto 'Homenageado do Mês' da Ivone de Menezes.
Durante a exposição, o visitante pode conhecer sobre a vida e obra da autora através da galeria de imagens, painéis com sua biografia e, por fim, um mural com versos e reversos. Com estrutura adequada, a biblioteca disponibiliza de um espaço aconchegante para a leitura dos principais livros, como a 'Cidade Sitiada', 'A Vida Íntima de Laura', 'A Bela e a Fera', 'Quase de Verdade' e 'Como Nasceram as Estrelas'.
De acordo com a coordenadora da Biblioteca, Nancy Tereza, a escritora recebe a homenagem devido a sua grande contribuição para a literatura nacional. "Clarice Lispector se destacou na literatura brasileira, especialmente, na infantojuvenil, onde criou um clima de conforto e aconchego para as crianças potencializarem o seu imaginário".
A exposição é aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A Biblioteca Ivone de Menezes fica situada na praça Major Edeltrudes Teles, no conjunto Augusto Franco. Interessados em levar uma turma grande é preciso agendar a visita, através do telefone (79) 3179-6411.
A escritora - A escritora Nascida na Ucrânia, Lispector veio para o Brasil, ainda criança de colo. Seu nome era Haia Lispector, no entanto, seu pai, assim que chegou ao país, decidiu que todos da família mudasse de nome. Com isso, passou a ser chamada de Clarice Lispector. Aos 7 anos aprendeu a ler e a escrever, logo mais tarde passou a a produzir contos e, o primeiro deles, foi 'Triunfo' publicado pela revista Pan em 1940. Aos 15 anos ela foi Morar no Rio de Janeiro, onde cursou a Escola de Direito na Universidade do Brasil, atualmente Universidade Federal do Rio de Janeiro, mas não gostou do curso, a literatura era sua grande paixão. O seu acervo literário, construído em décadas, é composto de novelas, contos, crônicas, literatura infantil entrevistas, e o que mais interessava em escrever, os romances.