160 mil pessoas buscaram atendimento no Huse em 2018

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 22/12/2018 às 07:06:00

 

Faltam onze dias para encerrar o ano de 2018 e o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), o maior hospital público do estado, já registrou em suas estatísticas quase 160 mil atendimentos. Dados consolidados ilustram com clareza este quadro obtido em relatório emitido pelo Sistema Integrado de Informatização de Ambiente Hospitalar (Hospub), do Ministério da Saúde (MS). A unidade, gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), é porta aberta para atendimento ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).
O hospital, que é referência em todo o estado, e dispõe de um grande parque tecnológico, além da capacidade técnica dos servidores que atuam diariamente com o objetivo de salvar vidas, atende também pacientes oriundos de estados vizinhos como Bahia, Alagoas e Pernambuco. O Huse dispõe do Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR), adotado para melhorar a dinâmica de atendimento dos pacientes, de acordo com a gravidade do caso.
Para se ter uma ideia dos atendimentos realizados no Huse, o Pronto Socorro do hospital, principal porta de entrada desses usuários, realiza os mais diversos atendimentos, entre clínicos, cirúrgicos, ortopédicos, oncológicos, pediátricos, entre outros procedimentos. O maior destaque é a ortopedia, que registrou 18.316 casos atendidos nesse período, com cerca de 2.071 internações.

Faltam onze dias para encerrar o ano de 2018 e o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), o maior hospital público do estado, já registrou em suas estatísticas quase 160 mil atendimentos. Dados consolidados ilustram com clareza este quadro obtido em relatório emitido pelo Sistema Integrado de Informatização de Ambiente Hospitalar (Hospub), do Ministério da Saúde (MS). A unidade, gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), é porta aberta para atendimento ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).
O hospital, que é referência em todo o estado, e dispõe de um grande parque tecnológico, além da capacidade técnica dos servidores que atuam diariamente com o objetivo de salvar vidas, atende também pacientes oriundos de estados vizinhos como Bahia, Alagoas e Pernambuco. O Huse dispõe do Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR), adotado para melhorar a dinâmica de atendimento dos pacientes, de acordo com a gravidade do caso.
Para se ter uma ideia dos atendimentos realizados no Huse, o Pronto Socorro do hospital, principal porta de entrada desses usuários, realiza os mais diversos atendimentos, entre clínicos, cirúrgicos, ortopédicos, oncológicos, pediátricos, entre outros procedimentos. O maior destaque é a ortopedia, que registrou 18.316 casos atendidos nesse período, com cerca de 2.071 internações.