Confraternização celebra aniversário e Natal para crianças com microcefalia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
HU CELEBRA ANIVERSÁRIO E NATAL COM AS FAMÍLIAS
HU CELEBRA ANIVERSÁRIO E NATAL COM AS FAMÍLIAS

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/12/2018 às 07:17:00

 

Uma manhã de festa marcou a comemoração dos três anos das crianças com microcefalia atendidas pelo Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).
Nesta sexta-feira, as famílias desses pacientes foram convidadas para a celebração de aniversário e uma confraternização natalina, tudo preparado com muito amor e esforço pelo grupo Fisiodários, formado por alunos do curso de Fisioterapia da UFS para promover ações voltadas às comunidades mais carentes.
Para a chefe da Divisão Médica do HU-UFS, Luciana Barros, a parceria entre o Hospital Universitário, voluntários e parceiros é o que proporciona ações como essa. "Há três anos o HU abraçou a causa da microcefalia em Sergipe, e vem a cada dia ganhando, com a troca de experiências, não só em discussões de alterações patológicas, mas a troca de experiências relacionada às dificuldades, ao carinho, à alegria. A confraternização natalina é sempre um bom momento para pensar nesses valores", declarou a médica, que representou a Governança do hospital no evento.
A chefe da Divisão de Enfermagem do HU-UFS, Flávia Janólio, também prestigiou a festa. Para viabilizar a iniciativa, além do Fisiodários, os profissionais do HU tiveram a ajuda de alguns parceiros, doadores voluntários que contribuíram com itens para a festa. Um deles foi a Cooperativa dos Anestesiologistas de Sergipe (Coopanest-SE), que fez a doação dos presentes de aniversário, todos adequados à condição física das crianças.
Integração - De acordo com a assistente social do HU, Maciela Rocha, a festa foi programada para 60 crianças. "Infelizmente algumas crianças, principalmente por problemas de transporte, não puderam comparecer. Essa já é a terceira vez que conseguimos proporcionar a festa no HU, comemorando os aniversários de 1, 2 e 3 aninhos dessas crianças. É mais que um momento de confraternização, é um momento em que as mães dão apoio umas às outras, as crianças interagem, reforçam-se as relações, é muito importante. A gente fica muito feliz por esse momento", disse Maciela.
Já Tayná do Valle, integrante do grande responsável pela festa, o Fisdiodários, falou sobre o esforço para deixar tudo pronto para receber as crianças. "Faço parte do atendimento às crianças com microcefalia no HU. Como todo ano vem se comemorando o aniversário delas, resolvemos associar essa festinha ao Natal. Foram apenas dez dias para a organização de todo o evento, com o apoio da Unidade de Reabilitação, do Serviço Social do HU e outros servidores. Corremos atrás de decoração, bolos, presentes. Temos presentes para todas as crianças e cestas básicas para as famílias", relatou a voluntária.
Uma das mamães presentes foi Lucivânia Santos, do município de Ribeirópolis, a 78km de Aracaju. "Meu filho já está fazendo três anos e essa festa foi uma surpresa muito boa, as famílias merecem e as crianças também, fico muito agradecida por tudo", comentou a dona de casa.
Histórico - Em dezembro de 2015, o Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe fez um mutirão para diagnóstico e atendimento às crianças com suspeita de microcefalia. Desde então, o hospital vem realizando uma ação conjunta entre pediatras, fisioterapeutas e especialistas como neuropediatras e oftalmologistas, além do suporte para realização de exames, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde para cada situação.

Uma manhã de festa marcou a comemoração dos três anos das crianças com microcefalia atendidas pelo Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).
Nesta sexta-feira, as famílias desses pacientes foram convidadas para a celebração de aniversário e uma confraternização natalina, tudo preparado com muito amor e esforço pelo grupo Fisiodários, formado por alunos do curso de Fisioterapia da UFS para promover ações voltadas às comunidades mais carentes.
Para a chefe da Divisão Médica do HU-UFS, Luciana Barros, a parceria entre o Hospital Universitário, voluntários e parceiros é o que proporciona ações como essa. "Há três anos o HU abraçou a causa da microcefalia em Sergipe, e vem a cada dia ganhando, com a troca de experiências, não só em discussões de alterações patológicas, mas a troca de experiências relacionada às dificuldades, ao carinho, à alegria. A confraternização natalina é sempre um bom momento para pensar nesses valores", declarou a médica, que representou a Governança do hospital no evento.
A chefe da Divisão de Enfermagem do HU-UFS, Flávia Janólio, também prestigiou a festa. Para viabilizar a iniciativa, além do Fisiodários, os profissionais do HU tiveram a ajuda de alguns parceiros, doadores voluntários que contribuíram com itens para a festa. Um deles foi a Cooperativa dos Anestesiologistas de Sergipe (Coopanest-SE), que fez a doação dos presentes de aniversário, todos adequados à condição física das crianças.

Integração - De acordo com a assistente social do HU, Maciela Rocha, a festa foi programada para 60 crianças. "Infelizmente algumas crianças, principalmente por problemas de transporte, não puderam comparecer. Essa já é a terceira vez que conseguimos proporcionar a festa no HU, comemorando os aniversários de 1, 2 e 3 aninhos dessas crianças. É mais que um momento de confraternização, é um momento em que as mães dão apoio umas às outras, as crianças interagem, reforçam-se as relações, é muito importante. A gente fica muito feliz por esse momento", disse Maciela.
Já Tayná do Valle, integrante do grande responsável pela festa, o Fisdiodários, falou sobre o esforço para deixar tudo pronto para receber as crianças. "Faço parte do atendimento às crianças com microcefalia no HU. Como todo ano vem se comemorando o aniversário delas, resolvemos associar essa festinha ao Natal. Foram apenas dez dias para a organização de todo o evento, com o apoio da Unidade de Reabilitação, do Serviço Social do HU e outros servidores. Corremos atrás de decoração, bolos, presentes. Temos presentes para todas as crianças e cestas básicas para as famílias", relatou a voluntária.
Uma das mamães presentes foi Lucivânia Santos, do município de Ribeirópolis, a 78km de Aracaju. "Meu filho já está fazendo três anos e essa festa foi uma surpresa muito boa, as famílias merecem e as crianças também, fico muito agradecida por tudo", comentou a dona de casa.

Histórico - Em dezembro de 2015, o Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe fez um mutirão para diagnóstico e atendimento às crianças com suspeita de microcefalia. Desde então, o hospital vem realizando uma ação conjunta entre pediatras, fisioterapeutas e especialistas como neuropediatras e oftalmologistas, além do suporte para realização de exames, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde para cada situação.