"A crise uniu o mundo da música", afirma cantor revelação da música pop e sertaneja

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/12/2018 às 06:48:00

 

Devido a crise econômica que assola o Brasil, a indústria do entretenimento tem amargado números muito abaixo da média. Shows e eventos tem tido público cada vez menor, limitados pelo desemprego, que atinge a mais de 13 milhões de brasileiros, inflação, aumento do custo de vida e perda do poder de compra da moeda. 
O cantor Jeferson Cunha, revelação do pop e do sertanejo, acredita que a crise também tem seu lado oportuno, mas afirma que para vencê-la, é preciso mais união: "A crise nos uniu. Antes, faltava mais união entre os artistas de estilos diferentes. Era difícil ver parcerias entre cantores de seguimentos diferentes. A crise foi o start pra isso acontecer, e esse caminho tem dado muito certo, em uma época como a nossa em que casas de show estão fechando ou com público reduzido, não apenas aqui em São Paulo, mas em todo o Brasil. Por isso, a união tem feito a diferença". 

Devido a crise econômica que assola o Brasil, a indústria do entretenimento tem amargado números muito abaixo da média. Shows e eventos tem tido público cada vez menor, limitados pelo desemprego, que atinge a mais de 13 milhões de brasileiros, inflação, aumento do custo de vida e perda do poder de compra da moeda. 
O cantor Jeferson Cunha, revelação do pop e do sertanejo, acredita que a crise também tem seu lado oportuno, mas afirma que para vencê-la, é preciso mais união: "A crise nos uniu. Antes, faltava mais união entre os artistas de estilos diferentes. Era difícil ver parcerias entre cantores de seguimentos diferentes. A crise foi o start pra isso acontecer, e esse caminho tem dado muito certo, em uma época como a nossa em que casas de show estão fechando ou com público reduzido, não apenas aqui em São Paulo, mas em todo o Brasil. Por isso, a união tem feito a diferença".