Em encontro com a imprensa, Edvaldo apresenta avanços da gestão de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O prefeito Edvaldo Nogueira durante prestação de contas de 2018
O prefeito Edvaldo Nogueira durante prestação de contas de 2018

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/12/2018 às 07:22:00

 

O prefeito Edvaldo Nogueira reuniu a imprensa sergipana, na manhã desta quinta-feira para apresentar um balanço das ações desenvolvidas em seu governo nos últimos dois anos. Com melhorias em todas as áreas da administração municipal, o gestor se disse muito feliz com os resultados alcançados, mas ressaltou que "nos próximos dois anos, Aracaju terá ainda mais avanços" em áreas essenciais como Saúde, Educação, Saneamento Básico e Mobilidade Urbana.
"O balanço que fazemos destes dois anos de gestão é muito positivo. Pagamos os salários em dia dos servidores, recuperamos o asfalto, regularizamos a coleta do lixo, fizemos a licitação da limpeza pública, iniciamos um programa de arborização da cidade, as escolas voltaram a funcionar regularmente, fizemos reformas em 33 escolas, além de inaugurar duas novas escolas. Aracaju é hoje um canteiro de obras, com ações em diversos bairros, como o Coqueiral, 17 de Março, Coroa do Meio, Farolândia, Japãozinho, Santa Maria. Trabalhamos muito na melhoria da prestação dos serviços", afirmou.
Edvaldo citou ainda avanços na Saúde, como a implantação do Prontuário Eletrônico em 23 Unidades Básicas de Saúde e na Unidade de Pronto-Atendimento Nestor Piva, a aquisição de equipamentos para os dois hospitais municipais, além do alcance do melhor índice no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Na área da Segurança, o prefeito destacou o sucesso do serviço de videomonitoramento das unidades de saúde, com redução nos casos de arrombamento e mais eficiência na captura de criminosos. "A vigilância eletrônica aumentou a segurança, pois o vigilante sozinho estava mais vulnerável", frisou.
Na Educação, o gestor municipal elencou como avanços a implantação da Matrícula Online, que pôs fim as filas de pais em frente às escolas; a contratação de 200 professores, a retomada da Gestão Democrática na rede municipal de ensino, com eleições diretas para diretores e coordenadores, além da evolução de Aracaju no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
Em relação ao dia a dia da cidade, Edvaldo citou o trabalho de recuperação da malha viária, seja através da operação tapa-buraco (que já beneficiou 260 mil m² de vias), seja com o programa de recapeamento asfáltico (32 km de vias pavimentadas); destacou a manutenção e melhoria da iluminação pública (mais de 22 mil lâmpadas substituídas); combate aos pontos de descarte irregular de resíduos (45 pontos transformados em jardins); regularização da coleta de lixo domiciliar; limpeza dos 65 canais da cidade; reestruturação de 19 feiras-livres e inauguração do 1º ecoponto de Aracaju.
No campo social, esportivo e cultural, o prefeito apresentou como resultados positivos o trabalho de acolhimento de pessoas em situação de rua, através do Centro Pop; a instauração do Cadastro Único; a efetivação do Conselho Municipal de Igualdade Racial; a ampliação da Corrida Cidade de Aracaju; o projeto Praia para Todos; a revitalização do Centro de Artesanato Chica Chaves; a realização do Forró Caju e o fortalecimento dos projetos culturais "Ossos do Ofício", "Ocupe a Praça" e "Quinta Instrumental".
Dívidas pagas e servidor valorizado - Dois pontos de grande destaque na apresentação do prefeito à imprensa foram o pagamento em dia dos salários do servidor público municipal e a quitação das dívidas herdadas da gestão anterior. Dos R$ 540 milhões em débitos de curto prazo da administração passada, Edvaldo já pagou R$ 440 milhões. Em relação aos salários, além de pagar duas folhas salariais que encontrou atrasadas, ele já realizou o pagamento de 26 folhas salariais em 24 meses.
"São 28 salários pagos em 24 meses. Mais de R$ 2 bilhões aplicados no servidor. Não atrasei um dia sequer e vai continuar assim. Além disso, encontramos 19 mil processos atrasados de pedidos de direitos de servidores. Já colocamos mais de 70% em dia, o que representa um ganho financeiro para o servidor", disse.
Questionado sobre os desafios futuros, Edvaldo focou em Saúde, Educação e Mobilidade Urbana. "Nosso esforço diário é fazer a cidade funcionar cada vez melhor. Nosso grande desafio é melhorar significativamente a Saúde, executar o Plano de Mobilidade Urbana e evoluir na Educação, com resultados melhores no Ideb", declarou.

O prefeito Edvaldo Nogueira reuniu a imprensa sergipana, na manhã desta quinta-feira para apresentar um balanço das ações desenvolvidas em seu governo nos últimos dois anos. Com melhorias em todas as áreas da administração municipal, o gestor se disse muito feliz com os resultados alcançados, mas ressaltou que "nos próximos dois anos, Aracaju terá ainda mais avanços" em áreas essenciais como Saúde, Educação, Saneamento Básico e Mobilidade Urbana.
"O balanço que fazemos destes dois anos de gestão é muito positivo. Pagamos os salários em dia dos servidores, recuperamos o asfalto, regularizamos a coleta do lixo, fizemos a licitação da limpeza pública, iniciamos um programa de arborização da cidade, as escolas voltaram a funcionar regularmente, fizemos reformas em 33 escolas, além de inaugurar duas novas escolas. Aracaju é hoje um canteiro de obras, com ações em diversos bairros, como o Coqueiral, 17 de Março, Coroa do Meio, Farolândia, Japãozinho, Santa Maria. Trabalhamos muito na melhoria da prestação dos serviços", afirmou.
Edvaldo citou ainda avanços na Saúde, como a implantação do Prontuário Eletrônico em 23 Unidades Básicas de Saúde e na Unidade de Pronto-Atendimento Nestor Piva, a aquisição de equipamentos para os dois hospitais municipais, além do alcance do melhor índice no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Na área da Segurança, o prefeito destacou o sucesso do serviço de videomonitoramento das unidades de saúde, com redução nos casos de arrombamento e mais eficiência na captura de criminosos. "A vigilância eletrônica aumentou a segurança, pois o vigilante sozinho estava mais vulnerável", frisou.
Na Educação, o gestor municipal elencou como avanços a implantação da Matrícula Online, que pôs fim as filas de pais em frente às escolas; a contratação de 200 professores, a retomada da Gestão Democrática na rede municipal de ensino, com eleições diretas para diretores e coordenadores, além da evolução de Aracaju no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
Em relação ao dia a dia da cidade, Edvaldo citou o trabalho de recuperação da malha viária, seja através da operação tapa-buraco (que já beneficiou 260 mil m² de vias), seja com o programa de recapeamento asfáltico (32 km de vias pavimentadas); destacou a manutenção e melhoria da iluminação pública (mais de 22 mil lâmpadas substituídas); combate aos pontos de descarte irregular de resíduos (45 pontos transformados em jardins); regularização da coleta de lixo domiciliar; limpeza dos 65 canais da cidade; reestruturação de 19 feiras-livres e inauguração do 1º ecoponto de Aracaju.
No campo social, esportivo e cultural, o prefeito apresentou como resultados positivos o trabalho de acolhimento de pessoas em situação de rua, através do Centro Pop; a instauração do Cadastro Único; a efetivação do Conselho Municipal de Igualdade Racial; a ampliação da Corrida Cidade de Aracaju; o projeto Praia para Todos; a revitalização do Centro de Artesanato Chica Chaves; a realização do Forró Caju e o fortalecimento dos projetos culturais "Ossos do Ofício", "Ocupe a Praça" e "Quinta Instrumental".

Dívidas pagas e servidor valorizado - Dois pontos de grande destaque na apresentação do prefeito à imprensa foram o pagamento em dia dos salários do servidor público municipal e a quitação das dívidas herdadas da gestão anterior. Dos R$ 540 milhões em débitos de curto prazo da administração passada, Edvaldo já pagou R$ 440 milhões. Em relação aos salários, além de pagar duas folhas salariais que encontrou atrasadas, ele já realizou o pagamento de 26 folhas salariais em 24 meses.
"São 28 salários pagos em 24 meses. Mais de R$ 2 bilhões aplicados no servidor. Não atrasei um dia sequer e vai continuar assim. Além disso, encontramos 19 mil processos atrasados de pedidos de direitos de servidores. Já colocamos mais de 70% em dia, o que representa um ganho financeiro para o servidor", disse.
Questionado sobre os desafios futuros, Edvaldo focou em Saúde, Educação e Mobilidade Urbana. "Nosso esforço diário é fazer a cidade funcionar cada vez melhor. Nosso grande desafio é melhorar significativamente a Saúde, executar o Plano de Mobilidade Urbana e evoluir na Educação, com resultados melhores no Ideb", declarou.