Começam as operações nas rodovias sergipanas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 29/12/2018 às 07:13:00

 

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), estão novamente mobilizados em escala amplificada de olho nas vias expressas que cortam o Estado de Sergipe. Desta vez com o foco na 'Operação Ano Novo', a perspectiva é que os dados a serem contabilizados até a próxima terça-feira, 02, apresentem números mais positivos se comparado com a ação realizada durante a Operação Natal deste ano, quando oito pessoas morreram vítimas de acidente automotivo. Apesar dos esforços - incluindo ações educativas para motoristas e motociclistas -, já no primeiro dia de operação uma morte foi registrada.
Na madrugada de ontem uma colisão entre um automóvel de placa FVJ-2360, e uma placa que informa a divisa entre as cidades de Simão Dias/SE e Paripiranga/BA, divisa entre Sergipe e Bahia, resultou na morte de Jorge Vieira de Andrade. De acordo com a Polícia Militar, no momento do impacto apenas o motorista estava dentro do veículo. O condutor morreu na hora. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Criminalística foram acionados para atender ao sinistro. Indícios preliminares indicam que o cidadão conduzia o carro com velocidade acima do permitido, e, possivelmente, pode ter cochilado ao volante.
Conforme destacado pela corporação federal, é preciso que todos os motoristas respeitem os limites de velocidade, busquem manter a distância de segurança em relação aos demais veículos, ultrapassar apenas quando houver plenas condições de segurança e não desviar a atenção do trânsito. Estas são algumas das principais orientações da PRF para reduzir o risco de acidentes. O comando policial em Sergipe enaltece ainda que todos os usuários de rodovias, mesmo antes de viagens curtas, devem realizar uma revisão preventiva do veículo, o que inclui a checagem dos pneus, do sistema de iluminação, dos equipamentos obrigatórios, do nível do óleo e do radiador, entre outros itens.
Semelhante ao ocorrido durante a Operação de Natal, pelas próximas 72 horas os agentes estarão observando ainda os motoristas que porventura desrespeitem a resolução nº 277/08 do Conselho Nacional de Trânsito - que destaca a obrigatoriedade do transporte de crianças em dispositivos de retenção adequados ao peso e altura. O não cumprimento integral da lei é considerado infração gravíssima, cuja penalidade é multa no valor de R$ 293,47, além de sete pontos lançados no prontuário do condutor infrator. Somente neste ano a Polícia Rodoviária Federal já notificou 231 condutores pelo transporte de crianças sem observância às normas de segurança.
A operação também reforçou o monitoramento contra motoristas que desrespeitam a Lei de número 11.705, popular Lei Seca. "Essa mudança na Lei se estende há quase dez anos e infelizmente ainda hoje nos deparamos com pessoas que insistem em desrespeitar a Lei Seca. Mudanças foram aplicadas nesse período, inclusive com agravamento das penalidades, mas mesmo assim estamos constantemente nos deparando com a procedência desse tipo de conduta perigosa para o próprio motorista, como também para terceiros. Esperamos que nesse período de réveillon as pessoas estejam mais conscientes e atentas ao trânsito. Assim todos irão curtir o ano novo sem maiores transtornos ou fatalidades", declarou o agente Borge
Um balanço geral das atividades operacionais será apresentada até a próxima quarta-feira, 02. (Milton Alves Júnior)

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), estão novamente mobilizados em escala amplificada de olho nas vias expressas que cortam o Estado de Sergipe. Desta vez com o foco na 'Operação Ano Novo', a perspectiva é que os dados a serem contabilizados até a próxima terça-feira, 02, apresentem números mais positivos se comparado com a ação realizada durante a Operação Natal deste ano, quando oito pessoas morreram vítimas de acidente automotivo. Apesar dos esforços - incluindo ações educativas para motoristas e motociclistas -, já no primeiro dia de operação uma morte foi registrada.
Na madrugada de ontem uma colisão entre um automóvel de placa FVJ-2360, e uma placa que informa a divisa entre as cidades de Simão Dias/SE e Paripiranga/BA, divisa entre Sergipe e Bahia, resultou na morte de Jorge Vieira de Andrade. De acordo com a Polícia Militar, no momento do impacto apenas o motorista estava dentro do veículo. O condutor morreu na hora. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Criminalística foram acionados para atender ao sinistro. Indícios preliminares indicam que o cidadão conduzia o carro com velocidade acima do permitido, e, possivelmente, pode ter cochilado ao volante.
Conforme destacado pela corporação federal, é preciso que todos os motoristas respeitem os limites de velocidade, busquem manter a distância de segurança em relação aos demais veículos, ultrapassar apenas quando houver plenas condições de segurança e não desviar a atenção do trânsito. Estas são algumas das principais orientações da PRF para reduzir o risco de acidentes. O comando policial em Sergipe enaltece ainda que todos os usuários de rodovias, mesmo antes de viagens curtas, devem realizar uma revisão preventiva do veículo, o que inclui a checagem dos pneus, do sistema de iluminação, dos equipamentos obrigatórios, do nível do óleo e do radiador, entre outros itens.
Semelhante ao ocorrido durante a Operação de Natal, pelas próximas 72 horas os agentes estarão observando ainda os motoristas que porventura desrespeitem a resolução nº 277/08 do Conselho Nacional de Trânsito - que destaca a obrigatoriedade do transporte de crianças em dispositivos de retenção adequados ao peso e altura. O não cumprimento integral da lei é considerado infração gravíssima, cuja penalidade é multa no valor de R$ 293,47, além de sete pontos lançados no prontuário do condutor infrator. Somente neste ano a Polícia Rodoviária Federal já notificou 231 condutores pelo transporte de crianças sem observância às normas de segurança.
A operação também reforçou o monitoramento contra motoristas que desrespeitam a Lei de número 11.705, popular Lei Seca. "Essa mudança na Lei se estende há quase dez anos e infelizmente ainda hoje nos deparamos com pessoas que insistem em desrespeitar a Lei Seca. Mudanças foram aplicadas nesse período, inclusive com agravamento das penalidades, mas mesmo assim estamos constantemente nos deparando com a procedência desse tipo de conduta perigosa para o próprio motorista, como também para terceiros. Esperamos que nesse período de réveillon as pessoas estejam mais conscientes e atentas ao trânsito. Assim todos irão curtir o ano novo sem maiores transtornos ou fatalidades", declarou o agente Borge
Um balanço geral das atividades operacionais será apresentada até a próxima quarta-feira, 02. (Milton Alves Júnior)