Sergipana conquista escudeto da FIFA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A árbitra sergipana Tahyslane Melo Costa participou de vários cursos na CBF, para chegar ao quadro internacional
A árbitra sergipana Tahyslane Melo Costa participou de vários cursos na CBF, para chegar ao quadro internacional

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/01/2019 às 05:44:00

 

A árbitra sergipana co-
meçou o ano de 2019 
com o pé direito, conquistando o sonho de todo e qualquer profissional do apito. Thayslane Melo Costa, sergipana nascida em 14.01.1988 acordou nesta quarta-feira, 2, recebendo a notícia de que teria sido promovida ao quadro de árbitros da International Federation of Football Associations (FIFA).
Natural de Aracaju, a nova árbitra da Fifa é formada em educação física e faz parte do quadro de arbitragem da Federação Sergipana de Futebol (FSF) desde 2008, quando começou a carreira no apito. O desempenho foi tanto que no mesmo ano foi aprovada nos testes e ingressou no quadro de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
Thayslane é uma das quatro únicas árbitras brasileiras a pertencer ao quadro da Fifa, a segunda do Nordeste. Como se vê um quadro muito restrito, que dignifica a conquista. Ela é a segunda do Nordeste, que tem a pernambucana Débora Cecilia e a quarta do Brasil que tem ainda Edna Batista do Paraná e Rejane Caetano do Rio Grande do Sul.
"Uma grande notícia. Comecei o ano de 2019 com o pé direito e espero que assim continue. Essa conquista é o resultado de muito trabalho. Muito estudo, cursos, seminários, privações de muitos momentos de lazer. Muito sacrifício mesmo. Mas a vitória chegou e chegou em boa hora. Só falta agora participar de uma Copa do Mundo. E isso só vai depender de mim mesmo. Para o Mundial Feminino de 2019, que acontece na França no mês de junho provavelmente não será possível, mas as expectativas estão voltadas para outras competições promovidas pela Fifa", comemora Thayslane.
Como árbitra do quadro da CBF Tahyslane já apitou jogos do Brasileiro e da Copa Brasil, sempre com atuações destacadas. Entre esses jogos estão São Francisco x Kindermann, Vitória-BA contraMinas Icesp, São Francisco contra São José, Vitória-BA x Sampaio Corrêa e São Francisco x Iranduba.
Antes da Thayslane outros dois árbitros já representaram a arbitragem sergipana na Fifa. O primeiro foi Sidrack Marinho dos Santos que esteve entre os anos de 1994 a 1998. O segundo foi o árbitro assistente Clériston Clay Barreto Rios que durante os anos de 2014, 2015 e 2016 representou Sergipe em diversas competições internacionais.
A entrega do escudeto Fifa não tem data marcada, mas deve acontecer nos próximos dias em solenidade na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). "As perspectivas são as melhores. O escudo Fifa representa a nossa entidade maior, além do respeito, aumenta a nossa responsabilidade. Estamos colhendo o que plantamos"
Para Tahyslane Melo agradece a todos que contribuíram para essa conquista que não é pessoal é do futebol sergipano. "A responsabilidade aumenta. O compromisso é dobrado. Sou grata à Federação Sergipana de Futebol, em nome do Presidente Milton Dantas e à Comissão Estadual de arbitragem, em nome de Edmo Oliveira e à toda minha família", concluiu Tahyslane Melo Costa, nova árbitra do quadro da Fifa.

A árbitra sergipana começou o ano de 2019  com o pé direito, conquistando o sonho de todo e qualquer profissional do apito. Thayslane Melo Costa, sergipana nascida em 14.01.1988 acordou nesta quarta-feira, 2, recebendo a notícia de que teria sido promovida ao quadro de árbitros da International Federation of Football Associations (FIFA).
Natural de Aracaju, a nova árbitra da Fifa é formada em educação física e faz parte do quadro de arbitragem da Federação Sergipana de Futebol (FSF) desde 2008, quando começou a carreira no apito. O desempenho foi tanto que no mesmo ano foi aprovada nos testes e ingressou no quadro de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
Thayslane é uma das quatro únicas árbitras brasileiras a pertencer ao quadro da Fifa, a segunda do Nordeste. Como se vê um quadro muito restrito, que dignifica a conquista. Ela é a segunda do Nordeste, que tem a pernambucana Débora Cecilia e a quarta do Brasil que tem ainda Edna Batista do Paraná e Rejane Caetano do Rio Grande do Sul.
"Uma grande notícia. Comecei o ano de 2019 com o pé direito e espero que assim continue. Essa conquista é o resultado de muito trabalho. Muito estudo, cursos, seminários, privações de muitos momentos de lazer. Muito sacrifício mesmo. Mas a vitória chegou e chegou em boa hora. Só falta agora participar de uma Copa do Mundo. E isso só vai depender de mim mesmo. Para o Mundial Feminino de 2019, que acontece na França no mês de junho provavelmente não será possível, mas as expectativas estão voltadas para outras competições promovidas pela Fifa", comemora Thayslane.
Como árbitra do quadro da CBF Tahyslane já apitou jogos do Brasileiro e da Copa Brasil, sempre com atuações destacadas. Entre esses jogos estão São Francisco x Kindermann, Vitória-BA contraMinas Icesp, São Francisco contra São José, Vitória-BA x Sampaio Corrêa e São Francisco x Iranduba.
Antes da Thayslane outros dois árbitros já representaram a arbitragem sergipana na Fifa. O primeiro foi Sidrack Marinho dos Santos que esteve entre os anos de 1994 a 1998. O segundo foi o árbitro assistente Clériston Clay Barreto Rios que durante os anos de 2014, 2015 e 2016 representou Sergipe em diversas competições internacionais.
A entrega do escudeto Fifa não tem data marcada, mas deve acontecer nos próximos dias em solenidade na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). "As perspectivas são as melhores. O escudo Fifa representa a nossa entidade maior, além do respeito, aumenta a nossa responsabilidade. Estamos colhendo o que plantamos"
Para Tahyslane Melo agradece a todos que contribuíram para essa conquista que não é pessoal é do futebol sergipano. "A responsabilidade aumenta. O compromisso é dobrado. Sou grata à Federação Sergipana de Futebol, em nome do Presidente Milton Dantas e à Comissão Estadual de arbitragem, em nome de Edmo Oliveira e à toda minha família", concluiu Tahyslane Melo Costa, nova árbitra do quadro da Fifa.