Processo de regularização dos barqueiros da Orla Pôr do Sol avança

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 05/01/2019 às 06:11:00

 

A organização do espaço público e das atividades de transporte desenvolvidas por barqueiros e donos de catamarãs da Orla Pôr do Sol Cleomar Brandi, no Mosqueiro, voltaram, nesta sexta-feira, 4, a ser tema de reunião entre a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo de Aracaju (Semict), representantes da Associação Sergipana dos Proprietários de Embarcações e Turismo (Aspetur) e proprietários das embarcações. 
Durante o encontro, foi apresentada e entregue a minuta do decreto, que regulamentará as atividades dos barqueiros, ao representante da associação, para que seja amplamente discutida entre os membros e, posteriormente, encaminhada à Secretaria Municipal de Governo (Segov). Após publicado, o decreto tornará a Emsurb responsável pela organização do local com ações que envolvem a expedição de alvará e fiscalização na venda de passagens.
"Esse é o segundo passo para tentativa de regularização da situação de conflito que existe no embarque e desembarque de passageiros na Orla Pôr do Sol, fato que tem prejudicado algumas atividades de turismo na região. A nossa intenção é que a legislação seja construída em conjunto com os barqueiros para organizar a atividade e potencializar o turismo na região", enfatizou o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.
O presidente esclareceu ainda que, por conta da falta de uma regulamentação da atividade, a Prefeitura não podia atuar. Por isso, a empresa se baseou em legislações existentes em outros locais na tentativa de organizar o espaço público da orla. 
"Estamos num momento decisivo para a regularização dessa situação que já se arrastava há anos e foi retomada nessa gestão. Tudo está sendo encaminhando para um bom desfecho e chega em um momento oportuno, pois este ano teremos a inauguração da reforma da Orla com o píer flutuante que vai absorver 30 embarcações', destacou o secretário municipal interino da Indústria, Comércio e Turismo (Semict), Ricardo Mascarello.

A organização do espaço público e das atividades de transporte desenvolvidas por barqueiros e donos de catamarãs da Orla Pôr do Sol Cleomar Brandi, no Mosqueiro, voltaram, nesta sexta-feira, 4, a ser tema de reunião entre a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo de Aracaju (Semict), representantes da Associação Sergipana dos Proprietários de Embarcações e Turismo (Aspetur) e proprietários das embarcações. 
Durante o encontro, foi apresentada e entregue a minuta do decreto, que regulamentará as atividades dos barqueiros, ao representante da associação, para que seja amplamente discutida entre os membros e, posteriormente, encaminhada à Secretaria Municipal de Governo (Segov). Após publicado, o decreto tornará a Emsurb responsável pela organização do local com ações que envolvem a expedição de alvará e fiscalização na venda de passagens.
"Esse é o segundo passo para tentativa de regularização da situação de conflito que existe no embarque e desembarque de passageiros na Orla Pôr do Sol, fato que tem prejudicado algumas atividades de turismo na região. A nossa intenção é que a legislação seja construída em conjunto com os barqueiros para organizar a atividade e potencializar o turismo na região", enfatizou o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.
O presidente esclareceu ainda que, por conta da falta de uma regulamentação da atividade, a Prefeitura não podia atuar. Por isso, a empresa se baseou em legislações existentes em outros locais na tentativa de organizar o espaço público da orla. 
"Estamos num momento decisivo para a regularização dessa situação que já se arrastava há anos e foi retomada nessa gestão. Tudo está sendo encaminhando para um bom desfecho e chega em um momento oportuno, pois este ano teremos a inauguração da reforma da Orla com o píer flutuante que vai absorver 30 embarcações', destacou o secretário municipal interino da Indústria, Comércio e Turismo (Semict), Ricardo Mascarello.