Centro Cultural de Aracaju bate recorde de visitantes turistas em 2018

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 05/01/2019 às 06:20:00

 

Com quatro anos de história e mais de 33 mil visitas recebidas, o Centro Cultural de Aracaju, unidade administrada pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), é um dos principais espaços de valorização e disseminação da cultura e arte sergipana. Em 2018, comparado a anos anteriores, as visitações de turistas nacionais cresceram cerca de 17%, mostrando como o Centro Cultural vem se tornando cada vez mais reconhecido no país. Também teve significativo aumento no índice de visitação da população local, sergipana e aracajuana.
"O ano de 2018 foi muito positivo. As nossas visitas mantiveram o índice dos anos anteriores. Conseguimos, inclusive, aumentar em uma porcentagem significativa as visitações. Com isso, aumentamos também as relações entre esse aparelho importante que é o Centro Cultural e a sociedade aracajuana", explicou o coordenador do Centro Cultural, Mário Dias.
Para atrair visitantes, o Centro Cultural traz diversas programações por meio do Teatro João Costa, do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (NPDOV), e das Salas de Oficinas e Exposições, além de muitos outros eventos realizados pelo público externo que utiliza o local.
Audiovisual e Teatro - Instalado no Centro Cultural de Aracaju, o NPDOV desenvolve projetos focados na difusão e produção cultural local através do audiovisual, atraindo ainda mais visitantes para o espaço público. "Em 2018, os principais projetos foram focados no eixo de formação como os cursos ofertados pela ação 'Aracaju Segura'. Outro projeto importantíssimo é o Ocupe a Praça, que fomenta a produção cultural local," comenta a coordenadora do Núcleo Orlando Vieira, Grazielle Ferreira.
Dono de uma excelente acústica e sonorização, o Teatro João Costa é outro local que acomoda bem quem visita o Centro Cultural. Com capacidade para 100 pessoas, o espaço recepciona eventos de parceiros, artistas e entidades, além de programações próprias da Funcaju, a exemplo do projeto 'Quinta Instrumental', que apresenta a maior média de visitantes. Outras atividades apoiadas pelo Centro Cultural e que, em 2018, também lotaram o espaço foram a 'Noite chamas do Axé', 'A matemática está em nós' e o 'II Xirê da Consciência Negra'.

Com quatro anos de história e mais de 33 mil visitas recebidas, o Centro Cultural de Aracaju, unidade administrada pela Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), é um dos principais espaços de valorização e disseminação da cultura e arte sergipana. Em 2018, comparado a anos anteriores, as visitações de turistas nacionais cresceram cerca de 17%, mostrando como o Centro Cultural vem se tornando cada vez mais reconhecido no país. Também teve significativo aumento no índice de visitação da população local, sergipana e aracajuana.
"O ano de 2018 foi muito positivo. As nossas visitas mantiveram o índice dos anos anteriores. Conseguimos, inclusive, aumentar em uma porcentagem significativa as visitações. Com isso, aumentamos também as relações entre esse aparelho importante que é o Centro Cultural e a sociedade aracajuana", explicou o coordenador do Centro Cultural, Mário Dias.
Para atrair visitantes, o Centro Cultural traz diversas programações por meio do Teatro João Costa, do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (NPDOV), e das Salas de Oficinas e Exposições, além de muitos outros eventos realizados pelo público externo que utiliza o local.

Audiovisual e Teatro - Instalado no Centro Cultural de Aracaju, o NPDOV desenvolve projetos focados na difusão e produção cultural local através do audiovisual, atraindo ainda mais visitantes para o espaço público. "Em 2018, os principais projetos foram focados no eixo de formação como os cursos ofertados pela ação 'Aracaju Segura'. Outro projeto importantíssimo é o Ocupe a Praça, que fomenta a produção cultural local," comenta a coordenadora do Núcleo Orlando Vieira, Grazielle Ferreira.
Dono de uma excelente acústica e sonorização, o Teatro João Costa é outro local que acomoda bem quem visita o Centro Cultural. Com capacidade para 100 pessoas, o espaço recepciona eventos de parceiros, artistas e entidades, além de programações próprias da Funcaju, a exemplo do projeto 'Quinta Instrumental', que apresenta a maior média de visitantes. Outras atividades apoiadas pelo Centro Cultural e que, em 2018, também lotaram o espaço foram a 'Noite chamas do Axé', 'A matemática está em nós' e o 'II Xirê da Consciência Negra'.