Confirmada a chegada dos venezuelanos na Arquidiocese de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/01/2019 às 06:45:00

 

Houve uma mudan
ça de data da cha
gada dos imigrantes venezuelanos em Aracaju que será na quarta-feira (9/1), às 14h45 minutos. A aata e o horário já foram confirmados pelo Ministério da Cidadania, quando chegam trinta e cinco venezuelanos em Sergipe. O trabalho está sendo encampado pela Cáritas Brasileira, que tem como presidente o Arcebispo de Aracaju, Dom João José Costa, e faz parte do processo de interiorização dos imigrantes.
O Exército Brasileiro é quem vai propiciar a aeronave que irá trazer os venezuelanos até a capital sergipana e aqui serão distribuídos, sendo que vinte e cinco ficarão em Aracaju e dez irão ser acolhidos pela Diocese de Propriá.
 "É um momento difícil para os nossos irmãos venezuelanos e nossa Igreja, através da Cáritas, está estendendo a mão para essas pessoas, em um gesto de solidariedade", afirma o Arcebispo Dom João Costa.
A Arquidiocese de Aracaju já tem disponíveis dois apartamentos e duas cassas que estão em fase final de arrumação para receber os venezuelanos. As pessoas que queiram colaborar com a doação de alguns utensílios domésticos que faltam e também alimentos podem ligar para a Cúria Metropolitana pelo (79) 3216.3000, falar com Tânia.
 Sobre a Cáritas - A Cáritas Brasileira é uma entidade de promoção e atuação social que trabalha na defesa dos direitos humanos, da segurança alimentar e do desenvolvimento sustentável solidário. Sua atuação é junto aos excluídos e excluídas em defesa da vida e na participação da construção solidária de uma sociedade justa, igualitária e plural.

Houve uma mudan ça de data da cha gada dos imigrantes venezuelanos em Aracaju que será na quarta-feira (9/1), às 14h45 minutos. A aata e o horário já foram confirmados pelo Ministério da Cidadania, quando chegam trinta e cinco venezuelanos em Sergipe. O trabalho está sendo encampado pela Cáritas Brasileira, que tem como presidente o Arcebispo de Aracaju, Dom João José Costa, e faz parte do processo de interiorização dos imigrantes.
O Exército Brasileiro é quem vai propiciar a aeronave que irá trazer os venezuelanos até a capital sergipana e aqui serão distribuídos, sendo que vinte e cinco ficarão em Aracaju e dez irão ser acolhidos pela Diocese de Propriá.
 "É um momento difícil para os nossos irmãos venezuelanos e nossa Igreja, através da Cáritas, está estendendo a mão para essas pessoas, em um gesto de solidariedade", afirma o Arcebispo Dom João Costa.
A Arquidiocese de Aracaju já tem disponíveis dois apartamentos e duas cassas que estão em fase final de arrumação para receber os venezuelanos. As pessoas que queiram colaborar com a doação de alguns utensílios domésticos que faltam e também alimentos podem ligar para a Cúria Metropolitana pelo (79) 3216.3000, falar com Tânia.

 Sobre a Cáritas - A Cáritas Brasileira é uma entidade de promoção e atuação social que trabalha na defesa dos direitos humanos, da segurança alimentar e do desenvolvimento sustentável solidário. Sua atuação é junto aos excluídos e excluídas em defesa da vida e na participação da construção solidária de uma sociedade justa, igualitária e plural.