Acusado por feminicídio é preso em flagrante em Estância

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 09/01/2019 às 07:25:00

 

A Polícia Civil de Estância (Sul) prendeu André Passos Santos, 28 anos, acusado da autoria do feminicidio que resultou na morte de Maria Jucineide Neres, 52. O crime foi ontem de manhã no conjunto Santo Antônio, no bairro Cidade Nova, periferia da cidade. Segundo o delegado Allan Faustino, a vítima foi encontrada morta dentro da própria residência, apresentando lesões no pescoço. 
Populares acionaram a Delegacia Regional de Estância, que iniciou as investigações para identificar a autoria do crime e prender o acusado. Após várias diligências, André Passos Santos foi identificado como autor do crime. Ele foi preso no momento em que tentava fugir para a cidade de Cristinápolis. No interrogatório, ele confessou a prática do crime, afirmando que assassinou a vítima após apertar violentamente o seu pescoço, dizendo que ouviu vozes mandando-o assassinar a vítima. 
Segundo levantamentos, André já havia espancado a vítima em diversas ocasiões, porém ela não registrou ocorrência da violência doméstica sofrida. O preso foi autuado em flagrante pela prática de feminicídio e será encaminhado para unidade policial de Aracaju. Ainda segundo o delegado Allan Faustino, a resposta rápida dada a esse crime, que chocou os moradores do Bairro Cidade Nova, demonstra o comprometimento das equipes da Polícia Civil no combate ao crime.

A Polícia Civil de Estância (Sul) prendeu André Passos Santos, 28 anos, acusado da autoria do feminicidio que resultou na morte de Maria Jucineide Neres, 52. O crime foi ontem de manhã no conjunto Santo Antônio, no bairro Cidade Nova, periferia da cidade. Segundo o delegado Allan Faustino, a vítima foi encontrada morta dentro da própria residência, apresentando lesões no pescoço. 
Populares acionaram a Delegacia Regional de Estância, que iniciou as investigações para identificar a autoria do crime e prender o acusado. Após várias diligências, André Passos Santos foi identificado como autor do crime. Ele foi preso no momento em que tentava fugir para a cidade de Cristinápolis. No interrogatório, ele confessou a prática do crime, afirmando que assassinou a vítima após apertar violentamente o seu pescoço, dizendo que ouviu vozes mandando-o assassinar a vítima. 
Segundo levantamentos, André já havia espancado a vítima em diversas ocasiões, porém ela não registrou ocorrência da violência doméstica sofrida. O preso foi autuado em flagrante pela prática de feminicídio e será encaminhado para unidade policial de Aracaju. Ainda segundo o delegado Allan Faustino, a resposta rápida dada a esse crime, que chocou os moradores do Bairro Cidade Nova, demonstra o comprometimento das equipes da Polícia Civil no combate ao crime.