São Cristóvão faz balanço do setor educacional

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Marcos Santana, prefeito de São Cristóvão
Marcos Santana, prefeito de São Cristóvão

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/01/2019 às 07:31:00

 

Um ano de reconstrução, metas traçadas e alcançadas. Em 2018, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) passou por transformações essenciais para alçar voos mais altos. A rede foi reestruturada e a qualidade do ensino diário foi discutida e repensada. A parte educacional recebeu mais atenção no tocante às questões pedagógicas, com o intuito de reerguer a base educacional dos mais de sete mil estudantes. Foi um ano em que o prefeito Marcos Santana esteve dentro das escolas conversando com os alunos e também com o corpo profissional. Ao final de 2018, a Prefeitura de São Cristóvão recebeu do Ministério Público Estadual o reconhecimento por ações voltadas à alimentação escolar. Literamente, o município saiu das páginas policiais e os alunos estão sendo tratados com carinho e atenção.
 "Inserimos em 2018 um método de gestão onde a legislação que rege a educação foi melhor observada, do ponto de vista da qualidade do ensino, da oferta da educação, da quantidade de dias letivos e horários de aula. Alguns diretores já estão trabalhando nesta linha de ação, intervindo nos processos educacionais mês a mês, para que subam os níveis da qualidade de ensino de nossos alunos. Implantamos um programa de acompanhamento pedagógico às escolas quinzenalmente para mapear o desempenho dos alunos, identificando nível de aprovação dos estudantes nas provas, absenteísmo, quem deixou de frequentar na escola, tudo para que possamos intervir nestes processos ainda durante o ano letivo", contou a secretária de educação, Quitéria de Barros.
São Cristóvão passou a enxergar a educação como base para a mudança social. A gestão do prefeito Marcos Santana, por meio da Secretaria de Educação (Semed), vem se empenhando em oferecer à população uma educação de qualidade, readequando escolas, melhorando os serviços de transporte e alimentação para os alunos. Neste quesito, vale relembrar que em 2018, tanto o prefeito quanto a secretária de educação, Quitéria de Barros (e equipe) participaram no auditório da Secretaria Estadual de Educação (SEED), em Aracaju, da 8ª Audiência Pública do Projeto Ministério Público pela Educação (MPEduc), promovido pelo Ministério Público de Sergipe e Ministério Público Federal, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação (SEED), onde foram discutidas as políticas educacionais aplicadas para o cumprimento do pacto pela educação sergipana. Na ocasião, a gestão sancristovense expôs dados dos três últimos anos, e mostrou que conseguiu avançar em áreas como: estrutura, transporte e alimentação.
 "Mesmo com os desafios que enfrentamos no início da gestão, como professores desestimulados, salários reduzidos e outros percalços, conseguimos alcançar alguns avanços, mas ainda não são satisfatórios, queremos melhorar mais. Vamos continuar nosso trabalho para garantir bons indicadores, e espero que ao final da minha gestão, eles apontem índices positivos na educação de São Cristóvão em todos os aspectos, não apenas na questão estrutural das escolas, como também, e principalmente, na qualidade do ensino", destacou o prefeito Marcos Santana.

Um ano de reconstrução, metas traçadas e alcançadas. Em 2018, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) passou por transformações essenciais para alçar voos mais altos. A rede foi reestruturada e a qualidade do ensino diário foi discutida e repensada. A parte educacional recebeu mais atenção no tocante às questões pedagógicas, com o intuito de reerguer a base educacional dos mais de sete mil estudantes. Foi um ano em que o prefeito Marcos Santana esteve dentro das escolas conversando com os alunos e também com o corpo profissional. Ao final de 2018, a Prefeitura de São Cristóvão recebeu do Ministério Público Estadual o reconhecimento por ações voltadas à alimentação escolar. Literamente, o município saiu das páginas policiais e os alunos estão sendo tratados com carinho e atenção.
 "Inserimos em 2018 um método de gestão onde a legislação que rege a educação foi melhor observada, do ponto de vista da qualidade do ensino, da oferta da educação, da quantidade de dias letivos e horários de aula. Alguns diretores já estão trabalhando nesta linha de ação, intervindo nos processos educacionais mês a mês, para que subam os níveis da qualidade de ensino de nossos alunos. Implantamos um programa de acompanhamento pedagógico às escolas quinzenalmente para mapear o desempenho dos alunos, identificando nível de aprovação dos estudantes nas provas, absenteísmo, quem deixou de frequentar na escola, tudo para que possamos intervir nestes processos ainda durante o ano letivo", contou a secretária de educação, Quitéria de Barros.
São Cristóvão passou a enxergar a educação como base para a mudança social. A gestão do prefeito Marcos Santana, por meio da Secretaria de Educação (Semed), vem se empenhando em oferecer à população uma educação de qualidade, readequando escolas, melhorando os serviços de transporte e alimentação para os alunos. Neste quesito, vale relembrar que em 2018, tanto o prefeito quanto a secretária de educação, Quitéria de Barros (e equipe) participaram no auditório da Secretaria Estadual de Educação (SEED), em Aracaju, da 8ª Audiência Pública do Projeto Ministério Público pela Educação (MPEduc), promovido pelo Ministério Público de Sergipe e Ministério Público Federal, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação (SEED), onde foram discutidas as políticas educacionais aplicadas para o cumprimento do pacto pela educação sergipana. Na ocasião, a gestão sancristovense expôs dados dos três últimos anos, e mostrou que conseguiu avançar em áreas como: estrutura, transporte e alimentação.
 "Mesmo com os desafios que enfrentamos no início da gestão, como professores desestimulados, salários reduzidos e outros percalços, conseguimos alcançar alguns avanços, mas ainda não são satisfatórios, queremos melhorar mais. Vamos continuar nosso trabalho para garantir bons indicadores, e espero que ao final da minha gestão, eles apontem índices positivos na educação de São Cristóvão em todos os aspectos, não apenas na questão estrutural das escolas, como também, e principalmente, na qualidade do ensino", destacou o prefeito Marcos Santana.