Empresa assume e Upa Nestor Piva volta a atender

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
COM TRANSFERÊNCIA DA UNIDADE DA PMA PARA EMPRESA PRIVADA, ESCALA DE MÉDICOS COMEÇOU A SER NORMALIZADA E PACIENTES ESTÃO SENDO ATENDIDOS DESDE O INÍCIO DA TARDE DE ONTEM; UPA ZONA SUL SEGUE FECHADA
COM TRANSFERÊNCIA DA UNIDADE DA PMA PARA EMPRESA PRIVADA, ESCALA DE MÉDICOS COMEÇOU A SER NORMALIZADA E PACIENTES ESTÃO SENDO ATENDIDOS DESDE O INÍCIO DA TARDE DE ONTEM; UPA ZONA SUL SEGUE FECHADA

No início da tarde, pacientes clínicos voltaram a ser atendidos no Nestor Piva
No início da tarde, pacientes clínicos voltaram a ser atendidos no Nestor Piva

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/01/2019 às 07:36:00

 

Milton Alves Júnior
Pela primeira vez na 
história de Aracaju, a 
unidade hospitalar Nestor Piva, na zona Norte da capital, será integralmente administrada por uma empresa terceirizada. Em caráter emergencial, a empresa Centro Médico do Trabalhador Ltda. foi convidada pela Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), para assumir as demandas administrativas e operacionais. O grupo empresarial será responsável, por exemplo, pela contratação de médicos, enfermeiros, agentes de limpeza, atendentes, compra de medicamentos e marcação de consultas e exames. A intervenção terceirizada terá inicialmente duração de seis meses, podendo ser prorrogado.
Na manhã de ontem, ao Jornal do Dia, a direção da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que apesar do valor mensal a ser pago à empresa terceirizada chamar a atenção pelo valor, mesmo assim, as finanças da capital passam a se deparar com uma redução significativa de custos. Conforme contabilidade municipal, mensalmente apenas com o Nestor Piva a Prefeitura de Aracaju investe aproximadamente R$ 2,5 milhões; com essa mudança de gestão, a PMA prevê economizar R$ 500 mil mensais. 
A Secretaria de Saúde informou ainda que até o final deste mês todos os profissionais da saúde que prestavam atendimentos no Nestor Piva passarão a atender em outras unidades de urgência e emergência, a exemplo do Hospital Fernando Franco, situado no Conjunto Augusto Franco, zona Sul de Aracaju. A partir da primeira semana de fevereiro todos os profissionais já devem estar devidamente locados nos novos pontos de atuação. Para explicar detalhadamente essas mudanças os servidores, divididos por área de atuação, estão sendo convocados para uma reunião.
Protesto - Sem atendimento, populares que se encontravam a manhã de ontem no Hospital Nestor Piva não pouparam a secretária municipal de saúde Waneska Barbosa. Ao adentrar na unidade para participar de uma reunião extraordinária com representantes do Conselho Regional de Medicina (CRM), a gestoras - no ato representando o prefeito -, foi vaiada. 

Pela primeira vez na  história de Aracaju, a  unidade hospitalar Nestor Piva, na zona Norte da capital, será integralmente administrada por uma empresa terceirizada. Em caráter emergencial, a empresa Centro Médico do Trabalhador Ltda. foi convidada pela Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), para assumir as demandas administrativas e operacionais. O grupo empresarial será responsável, por exemplo, pela contratação de médicos, enfermeiros, agentes de limpeza, atendentes, compra de medicamentos e marcação de consultas e exames. A intervenção terceirizada terá inicialmente duração de seis meses, podendo ser prorrogado.
Na manhã de ontem, ao Jornal do Dia, a direção da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que apesar do valor mensal a ser pago à empresa terceirizada chamar a atenção pelo valor, mesmo assim, as finanças da capital passam a se deparar com uma redução significativa de custos. Conforme contabilidade municipal, mensalmente apenas com o Nestor Piva a Prefeitura de Aracaju investe aproximadamente R$ 2,5 milhões; com essa mudança de gestão, a PMA prevê economizar R$ 500 mil mensais. 
A Secretaria de Saúde informou ainda que até o final deste mês todos os profissionais da saúde que prestavam atendimentos no Nestor Piva passarão a atender em outras unidades de urgência e emergência, a exemplo do Hospital Fernando Franco, situado no Conjunto Augusto Franco, zona Sul de Aracaju. A partir da primeira semana de fevereiro todos os profissionais já devem estar devidamente locados nos novos pontos de atuação. Para explicar detalhadamente essas mudanças os servidores, divididos por área de atuação, estão sendo convocados para uma reunião.

Protesto - Sem atendimento, populares que se encontravam a manhã de ontem no Hospital Nestor Piva não pouparam a secretária municipal de saúde Waneska Barbosa. Ao adentrar na unidade para participar de uma reunião extraordinária com representantes do Conselho Regional de Medicina (CRM), a gestoras - no ato representando o prefeito -, foi vaiada.